O corintiano Elias provocou a torcida do São Paulo e nesta terça-feira foi a vez de o são-paulino Thiago Mendes responder. Em entrevista coletiva, o volante do Tricolor foi perguntado sobre o que achou da declaração do volante do Corinthians, após a partida contra o Cruzeiro, na última segunda. Elias criticou a torcida corintiana com o seguinte argumento: "Parece que está virando a do São Paulo, só critica". Thiago, então, rebateu e acabou se embaraçando na resposta:

57aa473aac82eTitular contra o Santa Cruz, Thiago Mendes respondeu crítica do corintiano Elias (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

- Quem tem boca fala o que quer. Ele não está aqui no dia a dia para saber o que a gente passa. A gente não chegou numa semifinal da Libertadores por acaso. A torcida do São Paulo, quando quer, é a melhor do Brasil. Acho que ele foi infeliz no que ele falou. Não tem muito o que dizer dele, porque só quem sabe é a gente o que passa - afirmou Thiago.

A declaração de Elias foi uma crítica à torcida corintiana, que segundo ele não estaria apoiando como devia. Já a resposta de Thiago Mendes encontra base nos números obtidos pela torcida do São Paulo este ano. Tanto na Libertadores quanto no Campeonato Brasileiro, o Tricolor possui o recorde de público.

Na competição sul-americana, o São Paulo colocou 61.297 pessoas no Morumbi para o duelo da semifinal da Libertadores, contra o Atlético Nacional (COL): perdeu por 2 a 1. Já no Campeonato Brasileiro, 54.996 estiveram no duelo contra a Chapecoense, no empate por 2 a 2, em uma manhã de domingo, registrando o recorde da competição.

 

Fonte: Lancenet

Além do clássico italiano travado entre Juventus e Inter de Milão, o Santos tem mais um clube interessado na compra dos direitos econômicos do atacante Gabigol. No fim da tarde desta terça-feira, o empresário do jogador, Wagner Ribeiro, recebeu uma proposta de 27 milhões de euros (R$ 94 milhões) do Leicester, atual campeão inglês.

579ba2fc0787eGabigol está com a Seleção na Olimpíada e só definirá futuro depois dos Jogos AFP

O documento já foi encaminhado ao presidente santista, Modesto Roma Júnior, que está na Inglaterra. A estadia do dirigente na Terra da Rainha, contudo, não tem ligação com a proposta dos Foxes. Modesto reuniu-se com membros da diretoria do Chelsea para "estreitar relações" com os Blues, que já cobiçaram Gabigol e se interessam por Thiago Maia.

Dos 27 milhões de euros oferecidos pelo Leicester, o Santos teria direito a 18 milhões por meio da cláusula de saída prevista em contrato, enquanto o restante do montante, 9 milhões de euros, iriam para os cofres de Gabigol, que detém 40% de seus próprios direitos.

Além do clube inglês, o Atlético de Madrid também sinalizou com uma oferta, mas inferior. Os espanhóis estão dispostos a pagar 20 milhões de euros, o mesmo valor apresentado pela Juventus no mês passado. As cifras, no entanto, não agradam Gabigol e os representantes do jogador não levaram o negócio adiante.

Até o momento, o clube que mais se aproximou de Gabigol foi a Inter de Milão, que já negociou até mesmo salários com o jogador. O futuro de Gabigol, contudo, será decidido apenas após o fim da Olimpíada. O jogador quer manter o foco apenas na competição e ainda não tem a certeza de que é o momento certo para se transferir para o futebol europeu.

 

Fonte: Lancenet

O Atlético Mineiro recebeu a Chapecoense na noite desta segunda-feira, fez o dever de casa e entrou no G-4 do Campeonato Brasileiro da Série A. Jogando no Independência, o time do técnico Marcelo Oliveira venceu por 3 a 0, com gols de Carlos Cesar, Robinho e Maicosuel. Mineiros vêm em boa fase e podem assumir a liderança na próxima rodada em caso de uma combinação de resultados.

57a91ecaec18dGalo venceu, entrou no G-4 e se aproximou do líder Palmeiras (Foto:Yuri Edmundo/Eleven)

Com a vitória desta segunda-feira, o Atlético-MG entrou no G-4 e agora está na terceira colocação, com 35 pontos conquistados, um a menos que o líder Palmeiras. A Chapecoense perdeu uma posição e agora está em 11º, com 24.

Agora o Atlético-MG vai visitar o Santos, na Vila Belmiro, às 16h do próximo domingo. No dia seguinte, a Chapecoense volta a jogar em casa e recebe o Internacional, às 20h, na Arena Condá.

O JOGO

A partida no Independência começou bastante movimentada e quem assustou primeiro foram os visitantes, com Kempes. Após passe de Hyoran, o atacante bateu bem, só que a bola passou raspando. O Galo respondeu com Robinho, mas finalização do camisa sete subiu demais e não levou perigo para Danilo.

Após tanto insistir, o time mineiro conseguiu abrir o placar. Leandro Donizete cruzou, Fred escorou e Carlos Cesar apareceu bem na segunda trave para estufar as redes. A Chapecoense foi para cima, para tentar buscar o empate e chegou a marar com Thiego, mas o zagueiro estava em posição de impedimento e gol foi anulado.

O Galo voltou a pressionar no fim da primeira etapa e Danilo salvou a Chapecoense depois que Pratto chegou de carrinho. Antes do intervalo, Fábio Santos achou Robinho livre na área para ampliar e levar uma boa vantagem para o vestiário.

Na volta para o segundo tempo, a Chapecoense começou indo para cima e Hyoran colocou Victor para trabalhar em duas oportunidades que levaram perigo. Robinho respondeu para os mineiros, mas chute foi na rede pelo lado de fora. Marcelo Oliveira mandou Luan a campo e o atacante quase ampliou em sua primeira participação.

Atacante entrou e deu boa assistência para Maicosuel acertar um lindo chute e fazer o terceiro do alvinegro no jogo. Pouco tempo depois, Luan sentiu o músculo posterior da coxa e deu lugar a Clayton. No fim, Bruno Rangel ainda descontou para os catarinenses, mas já não dava tempo para mais nada.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO MINEIRO 3 X 1 CHAPECOENSE

Data e hora: 08/08/16, às 20h
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Péricles Bassols (PE)
Assistentes: Clóvis Amaral (PE) e Cléberson do Nascimento Leite (PE)
Cartões amarelos: - (CAM); Lucas Gomes (CHA)
Cartão Vermelho: Não houve.
Público e renda: 17.484 pagantes - R$ 729.930,00
Gols: Carlos Cesar 20'/1ºT (1-0); Robinho, 42'/1ºT (2-0); Maicosuel, 33'/2ºT (3-0); Bruno Rangel, 45'/2ºT (3-1)

ATLÉTICO MINEIRO: Victor; Carlos Cesar, Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete e Maicosuel (Carlos, 35'/2ºT) ; Lucas Pratto (Luan, 25'/2º) (Clayton, 39'/2ºT), Robinho e Fred. TEC: Marcelo Oliveira.

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Thiego, Filipe Machado e Dener Assunção; Gil, Josimar e Cleber Santana; Hyoran (Bruno Rangel, 35'/2ºT), Kempes (Martinuccio, 25'/2ºT) e Thiaguinho (Lucas Gomes, intervalo). TEC: Caio Júnior.

 

Fonte: Lancenet

O que começou com festa regada a sinalizadores, terminou com vaias e desabafo do volante Elias. Após novo empate em casa do Corinthians, dessa vez diante do Cruzeiro, no Pacaembu, o camisa 7 reclamou da falta de apoio da Fiel torcida durante os 90 minutos de partida e comparou os fanáticos aos torcedores do rival São Paulo que, segundo ele, não alentam o Tricolor do Morumbi o quanto deveriam.

57a924e7bd895Torcida do Timão fez muita festa no Pacaembu, mas vaiou time no fim (Foto: Eduardo Viana/LANCE!Press)

- O torcedor precisa continuar apoiando. Parece que nossa torcida virou a torcida do São Paulo, que crítica o time a todo momento. Contamos com o apoio deles durante o jogo. Atrapalha muito essas críticas, não tem como negar isso - disse Elias. Vale lembrar que o Timão perdeu seis pontos em casa nos últimos três jogos, já que empatou com São Paulo, Figueirense e Cruzeiro quando teve o mando de campo.

- Ficamos chateados, eu particularmente, porque vivi o momento de subida do Corinthians. Desde a Série B até praticamente o título mundial. Vimos o quanto a torcida sofreu para colocar o Timão no patamar que está hoje. Então acho que eles ficaram um pouco mal acostumados e deixaram de ter paciência. Mas ainda dá tempo de voltar a apoiar os 90 minutos, sem questionar os erros que contemos, porque somos humanos e os erros que o Cristóvão possa cometer (nesta segunda, foi chamado de burro pelos torcedores pelas alterações feitas no time). Só a união perfeita nos fará campeões - completou.

O desabafo do volante Elias não parou por aí. O camisa 7 se mostrou consciente quanto aos vacilos cometidos pela equipe dentro de campo, que resultou na perda dos seis pontos. Mas se mostrou confiante quanto a reação da equipe dentro do Campeonato Brasileiro. O próximo duelo é contra o Grêmio, fora de casa.

- Já são muitos pontos perdidos em casa. Isso faz a diferença lá na frente, não tem como dizer que não. Mas hoje o Brasileirão está muito equilibrado, nivelado e esperamos seguir para poder mandar recado ao torcedor - finalizou o jogador, que não quis repetir as declarações quando questionado novamente pelos jornalistas na saída do gramado.

 

Fonte: Lancenet