São seis jogos, cinco empates e uma derrota. O dono dessa campanha é o Vitória, que não tem feito jus ao nome na Copa do Nordeste. Nesta quinta-feira (14), o Leão até tentou, sempre esteve na frente no placar, mesmo fora de casa, mas teve um jogador expulso, foi prejudicado por um pênalti que não existiu, e acabou empatando com o Confiança em 2 a 2.

76836611472589cc115542880bbc17c9Fotos: E.C. Vitória
Edcarlos abriu o placar para o Vitória ainda no primeiro tempo. O Confiança empatou com Gustavinho, cobrando pênalti originado em falta que não existiu.
Pouco depois, Rodrigo Andrade foi expulso e deixou os baianos com 10 em campo. Mas o Vitória conseguiu ficar na frente outra vez, com belo gol de Andrigo.
Na volta do intervalo, Felipe Lima chutou forte na cobrança de falta de longa distância e empatou o jogo.
O Vitória segue em quinto lugar no Grupo A, com 5 pontos, e está fora do G4 por conta do saldo de gols do CBR (-1 contra -2). Na próxima rodada, no dia 23, o Leão visitará o ABC, em Natal (RN).
O Confiança tem 8 pontos, o que lhe daria a vice-liderança do Grupo A. Mas o time sergipano é o vice-lanterna do concorrido Grupo B. Seu próximo desafio será dia 23, em casa, contra o CRB (AL).

 

Fonte:cidadeverde.com

Com atuação inspirada de Nico López, o Internacional resolveu o jogo contra o Alianza Lima ainda no primeiro tempo, venceu por 2 a 0 e despontou no Grupo A da Copa Libertadores, na noite desta quarta-feira. Diante de um Beira-Rio quase lotado, em Porto Alegre, o time gaúcho embalou na hora certa, antes de encarar o River Plate, seu maior desafio na chave.

30484a2b7542d6261f4d7d66f43e1f41Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Vindo de vitória sobre o Palestino, fora de casa, a equipe brasileira chegou aos seis pontos, na liderança do grupo e aproveitamento de 100% até agora. Trata-se do melhor início de Libertadores da história do clube gaúcho. O River ocupa o segundo posto, com dois pontos, após novo empate, desta vez com o Palestino, sem gols, na noite desta quarta.

Diante de mais de 42 mil torcedores, o Inter só precisou de um tempo para sacramentar o triunfo. Nico López, duas vezes, balançou as redes aos 8 e aos 19 minutos de jogo, acabando com qualquer reação do Alianza Lima, que ofereceu pouco perigo ao anfitrião ao longo dos 90 minutos.

O Inter volta a campo pela Libertadores somente no dia 3 de abril para enfrentar o River Plate, atual campeão, novamente diante de sua torcida. No dia anterior, o Alianza Lima vai visitar o Palestino, no Chile.

O resultado desta noite deve elevar ainda mais a confiança do Inter para o clássico do fim de semana, pelo Campeonato Gaúcho. O jogo contra o Grêmio, que vive situação mais desfavorável na Libertadores, será no domingo, na casa do rival.

O JOGO - Com o retorno do volante Rodrigo Dourado e Rafael Sóbis no ataque, o técnico Odair Hellmann contou com força máxima nesta quarta-feira - D'Alessandro começou no banco de reservas. E, com esta formação, não deu sossego ao time peruano nos primeiros 45 minutos. Logo aos 2 minutos, Iago já exigia grande defesa de Gallese.

O goleiro do Alianza Lima não repetiu a performance aos 8. Nico López recebeu com tranquilidade na intermediária e bateu rasteiro de fora da área, no canto esquerdo de Gallese. O gol incendiou a torcida e a partida de vez, no tradicional "clima de Libertadores".

O time peruano, contudo, não se intimidou. E Marcelo Lomba foi exigido aos 14, ao fazer defesa à queima-roupa em chute de Ugarriza dentro da pequena área. Acabou sendo a única boa chance criada pelo time visitante na primeira etapa.


O lance foi abafado pelo segundo gol dos colorados cinco minutos depois. Novamente, Nico López arriscou a finalização de fora da área. E, desta vez, não pegou tão bem, mas contou com um desvio na zaga para vencer o Gallese.

No segundo tempo, aquela intensidade do início do jogo deu lugar a um ritmo mais cadenciado, de maior prudência e sem o mesmo volume no ataque. Mesmo assim, o Inter seguia dominando e levando perigo.

D'Alessandro, que substituiu William Pottker aos 19, era a maior fonte de preocupação do Alianza Lima pela direita. Odair também trocou Sóbis pelo jovem atacante Pedro Lucas - a opção era até uma das dúvidas do treinador para a escalação dos titulares.

Em sua primeira oportunidade, a aposta da base do Inter acertou forte chute da entrada da área e mandou rente ao travessão, aos 38. Mas não chegou a ter novas oportunidades. Poderá ter outra chance no clássico do fim de semana.

FICHA TÉCNICA:
INTERNACIONAL 2 x 0 ALIANZA LIMA-PER
INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson e Patrick (Nonato); William Pottker (D'Alessandro), Nico López e Rafael Sóbis. Técnico: Odair Hellmann.
ALIANZA LIMA - Gallese; Cuba, Godoy, Rojas e Guidino; Quevedo (Felipe Rodríguez), Cartagena, Luis Ramírez (Joazhiño Arroe), Tomás Costa e Manzaneda; Adrián Ugarriza (Gonzalo Sánchez). Técnico: Miguel Ángel Russo.
GOLS - Nico López, aos 8 e aos 19 minutos do primeiro tempo.
CARTÕES AMARELOS - Cartagena, Moledo, Quevedo, Tomás Costa, Víctor Cuesta.
ÁRBITRO - Jesús Valenzuela (Venezuela).
RENDA - R$ 1.806.983,00.
PÚBLICO - 39.411 pagantes (42.524 no total).
LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).
Fonte: Estadão Conteúdo

O Corinthians derrotou o Ceará por 3 a 1 na noite desta quarta-feira, na Arena Castelão, e encaminhou a vaga para a quarta fase da Copa do Brasil. A vitória foi sacramentada no segundo tempo, quando a chuva deu uma trégua e a bola rolou um pouco melhor no gramado encharcado.Por causa da tempestade em Fortaleza, o jogo começou com atraso de 20 minutos e dificultou muito as ações das equipes em campo. No primeiro tempo, com muitas poças d'água, o Corinthians explorou a bola aérea no início e, assim, abriu o placar. Clayson cruzou, Boselli, em posição de impedimento, desviou de cabeça para o meio e Junior Urso, também de cabeça, converteu.

d427f5fe2b99dd4755ba6288c3ebc107Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Com a bola no chão, o nível do futebol era ruim. Manoel deu um tranco em Luiz Otávio dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Juninho bateu e deixou tudo igual. Os jogadores do Corinthians reclamaram muito, porque um pouco antes Vagner Love foi derrubado na área e o juiz mandou seguir.

O gol animou o Ceará, que tentou esboçar uma pressão. O centroavante Roger, ex-Corinthians, incomodava o setor defensivo dos visitantes, mas Cássio não precisou trabalhar. Do outro lado, Love e Clayson buscavam a bola na intermediária, mas não conseguiam chegar à meta adversária.

Boselli, apagado, deu lugar a Ramiro no segundo tempo na tentativa de o Corinthians recuperar o meio-campo, então dominado pelo Ceará. Vagner Love passou a atuar um pouco mais adiantado e mostrou resultado. Ele recebeu belo lançamento de Sornoza e colocou os visitantes na frente de novo.

Na sequência foi a vez de Jadson entrar. Afastado desde 14 de fevereiro por lesão, ele aproveitou cruzamento de Avelar e mandou de primeira para sacramentar a vitória do time paulista. O Ceará sentiu o baque e se perdeu na tentativa de reagir. O Corinthians se fechou e garantiu a boa vantagem para o jogo de volta, que acontecerá em 4 de abril.

O Corinthians volta a campo no domingo, quando receberá o Oeste, em Itaquera, pela penúltima rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista. Uma vitória pode garantir o time alvinegro nas quartas de final do torneio.

FICHA TÉCNICA:
CEARÁ 1 x 3 CORINTHIANS
CEARÁ - Richard; Samuel Xavier, Eduardo Brock, Luiz Otávio e João Lucas; Fabinho, Juninho, Ricardinho (Wescley) e Felipe Baxola (Fernando Sobral); Roger e Chico (João Paulo). Técnico: Lisca.
CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Junior Urso (Richard) e Sornoza (Jadson); Vagner Love, Mauro Boselli (Ramiro) e Clayson. Técnico: Fábio Carille.
GOLS - Junior Urso, aos 8, e Juninho (pênalti), aos 21 minutos do primeiro tempo. Vagner Love, aos 18, e Jadson, aos 26 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS - Juninho (Ceará); Henrique (Corinthians).
ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden.
RENDA - Não disponível.
PÚBLICO - 25.468 pagantes (26.199 no total).
LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

 

Por João Prata
Estadão Conteúdo

O único atleta piauiense na disputa de um dos maiores eventos de Muaythai do mundo, Rafael França, está precisando de ajuda. Uma campanha está sendo feita com o objetivo de angariar fundos para o custeio da viagem dele no 4º Internacional & Thai Martial Arts Games and Festival (Festival Internacional de Artes Marciais Tailandesas), que está acontecendo desde o dia 7 de fevereiro em Banguecoque, capital da Tailândia.

d783d5c8aa5e2714247a6a2043caf2a3 Fotos: Divulgação/ Socorro Pereira

O campeão brasileiro venceu sua primeira luta nesta terça-feira (12), contra Mohamad Hanoun, do Líbano, por nocaute, e amanhã já deve ter a sua segunda disputa. Ele relatou ao Cidadeverde.com que está passando por dificuldades financeiras por lá e observou que nem poderia “estar preocupado com esse tipo de questão nesse momento de luta, mas que infelizmente está acontecendo”. Portanto, fez um apelo para que as pessoas o ajudem.

“A campanha já vem rolando há muito tempo, para eu conseguir recurso para viajar. Fiz bingo, rifa, vaquinha para conseguir dinheiro, só que não foi o suficiente para bancar toda a viagem. O arrecadado só foi suficiente para pagar metade da passagem e comprei ainda alguns dólares. Então eu vim praticamente sem nenhum dinheiro para poder me manter aqui todos esses dias”, contou o atleta que está participando do campeonato por contra própria, sem patrocínio e apoio público.

Ele acrescentou: “Hoje eu fiz a minha primeira luta contra um libanês. Os libaneses são tidos como os cascas grossas da categoria que eu estou lutando, que é o Peso 71. Fui campeão no primeiro round por nocaute e amanhã provavelmente já luto novamente e vai ser contra um mexicano ou um australiano, porque ainda vai ser decidido na pesagem, que acontece às 6h no horário local”. 

Rafael informou ao Cidadeverde.com que 47 países estão participando do torneio, que segue até o dia 18 de fevereiro. O Brasil conta com 57 participantes em delegação da Confederação Brasileira de Muay Boran e Muaythai (CBMB), uma das entidades nacionais que organiza torneios de muaythai no país.

A mobilização continua sendo feita através das redes sociais, e Rafael pede para que as pessoas depositem qualquer valor. 

Contas bancárias:
BANCO DO BRASIL
Agência 0519-3
Conta Corrente 21.803-0

 

CAIXAC ECONÔMICA
Agência 0855
Operação 013
Conta 00096652-6  

Rafael conquistou o título de Campeão Brasileiro em outubro do ano passado, na cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. 

 

Fonte:cidadeverde.com