O presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Themístocles Filho (MDB), candidato à reeleição, afirma que deve concluir a composição da Mesa Diretora em três dias. Até o momento, depois do nome do emedebista já está confirmada a participação do deputado, Dr. Hélio (PR).

18a9639da8435879f2f5905935746bddFoto:WilsonFilho/CidadeVerde.com

O PR indicou Dr. Hélio para o cargo de vice-presidente de Themístocles Filho. O presidente ofereceu a vaga de primeiro secretário para o PT. A oferta é uma tentativa de conseguir o apoio de alguns parlamentares da sigla.

Entre os petistas, apenas a deputada Flora Izabel declarou apoio público ao nome de Themístocles Filho. Os emedebistas possuem uma expectativa com relação ao voto do deputado Franzé Silva.

Até o momento, Themístocles tem o apoio de siglas, além do MDB e PR, como o PSD, PDT e PRB.

 

Fonte:cidadeverde.com

Os deputados de primeiro mandato aos poucos vão assumindo os gabinetes, que pertenciam aos parlamentares que deixam a Assembleia Legislativa do Estado. Mas um caso precisou da interferência do presidente da Casa, deputado Themístocles Filho (MDB).

9dbdc123ad4dfb513596bd2c9aef1266Foto: ArquivoCidadeVerde

O deputado, Dr. Pessoa, que não se reelegeu, não havia atendido aos pedidos da deputada eleita, Teresa Britto (PV), para esvaziar o gabinete. A parlamentar recorreu ao presidente para conseguir ter acesso à sala.

Depois de pedido de Themístocles Filho, Dr. Pessoa promete entregar o gabinete no dia na quinta-feira (24). Ele lembra que é deputado ater o dia 31 de janeiro.

“Eu estou trabalhando na comissão que fica no recesso. Eu continuo trabalhando e atendendo. Não posso atender nas ruas. Eu sou deputado até o dia 31. Fiquei sabendo que ela (Teresa Britto) anda reclamando de mim. Eu não sou de confusão. Se ela é, não é problema meu”, disse Dr. Pessoa.

A deputada eleita Teresa Britto confirma diálogo com Themístocles Filho sobre o gabinete. “Fui atrás do meu gabinete. Ele (Dr. Pessoa) tem até o dia 31 de janeiro. Mas se liberar antes o espaço eu agradeço”, afirmou.

 

Fonte:cidadeverde.com

O Portal jc24horas recebeu na noite de ontem(20), a visita do líder político Leandro Antão, que liderou a campanha do Presidente Jair Bolsonaro na região de Floriano, que resultou na realização das maiores carreatas já vistas nos últimos anos em nossa cidade. A visita do líder terminou com um saboroso lanche no Açaí-Pizza, que oferece o melhor no ramo de Açaí e Pizza em nossa cidade. 

WhatsApp Image 2019 01 21 at 07.44.42 1Leandro Antão. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

WhatsApp Image 2019 01 21 at 07.44.42 2Temístocles Filho e Leandro Antão. (Imagem:jc24horas)

Apesar da visita ser de cortesia, aproveitamos a oportunidade para saber como ele avalia os primeiros 20 dias do governo Bolsonaro. O nosso entrevistado disse que o governo Bolsonaro hoje é uma realidade. A primeira vez na história que um governo escolheu seus ministros por mérito e qualificação, sem acordos políticos e sem subterfúgios ocultos. A prova disso é a credibilidade que o mercado financeiro vem se mostrando com a queda do dólar e o aumento de negócios na bolsa de valores. Com uma agenda voltada para a defesa da abertura econômica, do combate à corrupção e do compromisso com a democracia, Bolsonaro embarcou para a Suíça. "O nosso Presidente vai ser o primeiro chefe de Estado latino-americano a discursar na abertura da sessão plenária do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, no dia 22". Disse empolgado o "bolsonariano Leandro Antão. 
"Para o Nordeste incluíndo o Piauí, novas políticas de geração de renda para a população estão sendo estudadas para que a população se torne livre da dependência política". Prosseguiu
Mesmo sem ter fiiação partidária, Leandro lidera um grupo de bolsonarianos que tem visão de ingressar na política partidária inspirados nos passos do seu líder, o Presidente da República. Leandro falou sobre esse grupo. "Conforme orientações estaduais iremos continuar as reuniões e debater com a população os problemas locais e medidas para solucionar junto aos líderes estaduais e nacionais". Finalizou Leandro Antão.

 

Da redação

O líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), defendeu a prerrogativa do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) de recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a suspensão das investigações do Ministério Público do Rio relativas ao ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz. O pedido foi atendido nesta quinta-feira, 17, pelo ministro Luiz Fux.

8ecc19cd8b1fa0cb310c4bb97b3debbbFoto: Billy Boss - Câmara dos Deputados

Waldir declarou que ninguém, nem mesmo Jair Bolsonaro, "vai passar a mão na cabeça" de Flávio se houver alguma conduta criminosa. "Se o Flávio é responsável por alguma conduta equivocada, errada, criminosa, ele tem que responder por isso, ninguém vai passar a mão na cabeça dele. Quem erra paga o preço pelo seu erro", disse o líder do partido ao Estadão/Broadcast Político.

Mesmo sendo a favor do fim do foro privilegiado para todas as autoridades do País, o deputado disse que, enquanto houver a prerrogativa na Constituição, Flávio tem o direito de usá-la. "Não podemos rasgar a nossa Constituição. Não vivemos numa democracia? Não era isso que se pregava até ontem? Ir ao STF é uma ferramenta da democracia. Se o Lula usa, se qualquer criminoso usa, e as pessoas que ainda não são indiciadas têm direito de usar, se tem um abuso de autoridade e pode se configurar nesse caso, tem que ser usado."

Para o parlamentar, delegado licenciado da Polícia Civil, o Ministério Público precisa ter um "freio" ao conduzir investigações. "Acho que temos que ter um limite, um freio, aquele que acusa tem que mostrar provas, não pode ficar torrando a imagem de uma pessoa sem provas e só com base em informações", declarou, lembrando que o Congresso Nacional chegou a discutir um projeto de lei que punia investigadores por abuso de autoridade.

O líder do partido de Jair Bolsonaro minimizou o impacto da polêmica envolvendo o filho do presidente no governo. "O efeito é zero, não há nenhuma influência no PSL e com o presidente da República", avaliou.

Fonte: Estadão Conteúdo