O presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, afirma que o partido deve caminhar junto com o prefeito Firmino Filho (PSDB) na disputa eleitoral de 2020. Segundo ele, o partido não medirá esforços para ter o apoio do tucano a um nome do Progressistas.

8a20e0ba87c033ec56bacbc5417ba6fbFoto: Ascom

A relação bem próxima entre o Progressistas e o prefeito Firmino Filho ficou mais evidente, depois que o prefeito convocou o deputado Júlio Arcoverde para ser presidente da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semel). Com isso, a vaga na Assembleia Legislativa do Estado passa a ser ocupada pelo suplente B. Sá Filho, que também é membro do partido.

“Se depender de nós, o candidato a prefeito será do Progressistas. O certo é que estaremos junto com o prefeito Firmino Filho (PSDB). Sendo o candidato do Progressistas ou não, vamos apoiar o candidato que terá o apoio do prefeito Firmino Filho (PSDB). Mas vamos lutar para que o candidato de Firmino possa ser do Progressistas”, afirma Ciro.

 

Fonte:cidadeverde,com

O PSD se prepara para participar das eleições municipais de 2020. O deputado Georgiano Nunes, que já manifestou o desejo de concorrer a prefeito de Teresina, afirma que o partido deseja ser “protagonista” do pleito eleitoral do próximo ano.

78a538a39333eadd87152029e472c6ecFoto:Arquivo/CidadeVerde.com

Segundo Georgiano, desde a eleição de 2012 o PSD tem participado diretamente das eleições municipais da capital. “O PSD foi criado em 2001 e já na eleição de 2012 tivemos um papel importante na eleição municipal. Indicamos o vice-prefeito do Firmino Filho (PSDB). Ele ganhou no segundo turno com apenas 12 mil votos de maioria. Nesta eleição de 2016, tivemos candidatura própria do Dr. Pessoa que teve quase 40% dos votos”, declarou.

Georgiano tenta viabilizar seu nome para ser candidato a prefeito.“Em 2020, o PSD não vai ser diferente das demais eleições da capital e vai continuar sendo protagonista com a chapa muita competitiva para eleger vários vereadores e também estamos trabalhando para viabilizar uma candidatura majoritária do partido”, disse.

Na Câmara de Vereadores, o partido não possui representação, porém, Georgiano trabalha para filiar vereadores. Ele esteve na Casa e conversou com a vereadora Cida Santiago que deve deixar o PHS, depois que o partido não atingiu a cláusula de barreira.

 

Fonte:cidadeverde.com

O deputado estadual mais votado no Piauí, Georgiano Neto (PSD) articula a possibilidade de ser candidato a prefeito de Teresina, em 2020. O partido prepara uma série de filiações me março.

05197d8dc833c1b7fc48df9ac6181de9

"O PSD já se articula no começo de março deveremos fazer uma reunião para filiação de prefeitos, vereadores e lideranças que queiram e já pensam nas eleições municipais", disse.

Georgiano Neto não descarta ser candidato em 2020. "Meu nome está à disposição do partido. As eleições municipais que o PSD disputou nos últimos anos se saiu muito bem. Acreditamos que em 2020 o PSD pode ser protagonista", destacou o deputado.

 

Fonte:cidadeverde.con

A oposição ao governo de Wellington Dias (PT) trabalha para indicar a presidência da comissão de Educação, Saúde e Cultura da Assembleia Legislativa do Estado. A vereadora Teresa Britto (PV) afirma que não descarta judicializar a questão, caso a oposição não consiga presidir a comissão.

06e07b63ea2ae6d7007f176764238a38Foto:RobertaAline/CidadeVerde.com

“Os quatro deputados da oposição já sentaram e decidiram a reivindicação que farão. Vamos compor todas as comissões como membros. Vamos pleitear a presidência da comissão de Educação, Saúde e Cultura. São 10 comissões. Estamos dialogando para ter a presidência. A precisa ter o oposição de participar de decisões”, disse.

Teresa Britto é o nome da oposição para presidir a comissão de Educação, Saúde e Cultura. “Se o diálogo não surtir o efeito esperado, vamos judicializar. Temos direitos garantidos dentro do Regimento Interno dessa Casa”, declarou.

A deputada contesta acordo que exclui deputados de primeiro mandato de comandarem as comissões. “Esse acordo que fizeram, não sei quem teve essa idéia terrível, é um acordo imoral e ilegal. Não é constitucional. Isso não pode acontecer. Deputado eleito de primeira vez ou reeleito tem os mesmo direitos.O passado é o passado, o presente é o presente. Nessa legislatura todos têm o mesmo valor. Somos iguais perante a lei, a Constituição Federal e o regimento interno”, afirmou.

 

Fonte:cidadeverde.com