• Garoto
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Farmaduty

Relatório da Polícia Federal apontou que um policial militar atuou para atrapalhar as investigações da morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. De acordo com informações divulgadas pelo portal G1, o policial Rodrigo Jorge Ferreira, o Ferreirinha, teria criado uma história com a finalidade de confundir as autoridades, além de ter aproveitado a trama para se vingar.

59e4051cc544cd9fc2cafcbaee3218c1Foto: Renan Olaz / Câmara Municipal

Segundo o relatório, Ferreirinha é ex-aliado de Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando Curicica, que foi acusado de tramar o atentado ao lado do vereador Marcello Siciliano. Curicica, que cumpre prisão por outros casos em uma penitenciária federal, e Siciliano negam envolvimento no crime, mas chegaram a ser investigados a partir das suspeitas levantadas por Ferreirinha.

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, um delegado da Polícia Federal também estaria envolvido na tentativa de obstrução, tendo levado uma testemunha a dar falso testemunho, dificultando a solução do caso que aconteceu em março de 2018.

Marielle e Anderson foram mortos por um homem que efetuou disparos da janela de um veículo em movimento. Para os investigadores, trata-se do ex-policial militar Ronnie Lessa, que foi preso junto com o ex-policial Elcio Queiroz. Ambos são suspeitos de terem participado diretamente das execuções. A Polícia Civil segue investigando o caso na tentativa de localizar os mandantes do crime.

Fonte: Estadão Conteúdo com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

Na tarde de ontem(23) a Polícia Rodoviária Federal apreendeu uma adolescente que foi flagrada dentro de um ônibus conduzindo 25 tabletes da maconha, conforme matéria já veiculada em nosso informativo.PRF apreende adolescente por tráfico de drogas na BR 230

 WhatsApp Image 2019 05 24 at 07.26.44Droga apreendida com a adolescente. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

A droga e a adolescente foram conduzidas para a Central de Flagrantes onde o delegado plantonista Danilo Barroso adotou as medidas para a instauração do inquérito policial, mas antes do início dos trabalhos, quando as informações ainda eram muito superficiais ele concedeu uma entrevista ao Portal jc24horas falando da apreensão. Confira.

Da redação

No dia 23/05/2019 às 15h00, na BR 230 KM 305,0 no município de Floriano/PI, agentes da PRF prenderam passageiro e condutor que conduzia um veículo TOYOTA/HILLUX CD. O condutor apresentou o CERTIFICADO DE REGISTRO E LICENCIAMENTO DE VEÍCULO-CRLV com indícios de falsificação. Ao realizar inspeção dos elementos de identificação do veículo, foi constatado que os mesmos estavam adulterados. Foi verificado que tratava-se de um veículo clonado e que o veículo original possuía placas diversas da ostentada no veículo e com ocorrência de roubo na cidade de Brasília/DF no dia 08/05/2015.

WhatsApp Image 2019 05 23 at 18.06.05

Diante dos fatos, o condutor, passageiro, o documento apresentado e o veículo foram encaminhados para a Polícia Civil do município de Floriano/PI para os procedimentos que o caso requer.

 

Fonte e foto:Nucom

Referente à entrevista do delegado Bruno concedida ao Jc24horas na manhã de hoje (23), sobre a droga apreendida pela Polícia Rodoviária Federal no final da tarde de ontem(22). O portal Jc24horas registrou o momento em que a equipe DOE (Divisão de Operações Especiais) realizou a conferência dos 108 kg de drogas, entre elas cocaína e crack.

Sem títuloPolicia Civil.(Imagem: Temístocles Filho/ Jc24horas)

A equipe responsável para a condução da droga para Teresina é comandada pelo delegado Júlio Castro. Ele nos informa que a condução será feita em segurança e após chegar a seu destino será periciada e guardada em deposito da polícia antes da incineração.

2Delegado Julio Castro. (Imagem: Temístocles Filho/ Jc24horas)

3Policia Civil.(Imagem: Temístocles Filho/ Jc24horas)

Confira todos os detalhes no vídeo.

Por Karolina Santos