A Delegacia de Homicídios (DH) do Rio de Janeiro já identificou um dos suspeitos de participar do ataque à deputada estadual Martha Rocha (PDT-RJ), cujo carro foi alvejado por criminosos, um deles com um fuzil, na manhã deste domingo (13), na Penha, zona norte da cidade. O nome do suspeito não foi revelado para não atrapalhar as investigações. A polícia também realizará hoje (14) uma perícia complementar no local para descobrir as circunstâncias do crime.

6698656756f4f3f23e6ba77c2b43a1bfMartha Rocha foi a primeira mulher a chefiar a Polícia Civil do Rio de Janeiro - José Cruz/Arquivo/Agência Brasil

Para dar seguimento às apurações, equipes da DH investigam o suspeito, analisam imagens e estão em busca de outras câmeras de segurança que possam ajudar a confirmar a autoria do crime.

Ontem de manhã, um carro emparelhou com o Toyotta Corolla blindado da deputada, quando ela ia para a missa com sua mãe. Apesar da blindagem do automóvel, o motorista foi ferido na perna, atendido em um hospital e, em seguida, liberado.

A motivação do crime ainda não foi descoberta, mas o Disque Denúncia confirmou que a deputada Martha Rocha foi informada de três ameaças feitas a ela e recebidas por este canal em novembro do ano passado.

A deputada disse que foi comunicada pelo Disque Denúncia sobre possível um atentado por parte de milicianos contra autoridades. Na ocasião, todas os órgãos competentes foram acionados.

“Numa dessas notícias estavam especificando que haveria um atentado contra mim em razão de uma decisão de um segmento da milícia. Ponderei [com as autoridades] que não me cabia pedir escolta, o que me cabia era solicitar uma análise de risco, ou seja, que a Polícia Civil me dissesse se aquelas notícias são, ou não, verdadeiras”, acrescentou Martha.

Em face desse histórico, o caso é analisado sob duas linhas de investigação: tentativa de roubo ao veículo blindado ou atentado pessoal.

Para Martha Rocha, o episódio merece atenção independentemente da motivação. “Mesmo que, ao final [da investigação], se entenda que foi uma tentativa de roubo, eu quero ser a voz das pessoas que moram naquela região, porque não é admissível que às 9h15 da manhã de domingo tenha um carro circulando com, no mínimo, dois elementos, um deles vestido de preto, com luvas e touca ninja preta, portando um fuzil, para proceder roubos naquela localidade”, afirmou a deputada.

A delegada Martha Rocha foi a primeira mulher na história a chefiar a Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Fonte: Agência Brasil

Na tarde desta segunda-feira(14) uma equipe da Polícia Militar comandada pelo Sub-Tenente Hélio, conseguiu recuperar uma moto que foi tomada de assalto no último dia 7 de janeiro da senhora Luciana Brito. Segundo denúncias de populares, a moto foi abandonada na Rua Francisco Pacheco no bairro Sambaíba

WhatsApp Image 2019 01 14 at 19.59.32moto recuperada pela PM (Imagem:Temistocles Filho )

Durante a entrevista o sub oficial disse que possivelmente, a moto abandonada em via pública estava sendo usada para praticar assaltos e através de denúncia de populares, a equipe comandada por ele composta pelo Sargento Ademir Júnior e o Soldado Washington foi até o local onde o veículo foi deixado, confirmou a veracidade do fato recuperou, a moto e conduziu para o pátio do 3º Batalhão Policial Militar para providenciar a devolução para a sua proprietária.

Durante a entrevista ao vivo aconteceu a participação de vários internautas com perguntas diversas, inclusive sobre o destino do padrasto que é o principal suspeito de ter estuprado o próprio enteado, uma criança de apenas 3 anos de idade. Confira a entrevista no vídeo abaixo.

 

Da redação

Criminosos estão clonando contas de WhatsApp para se passar por parentes ou amigos das vítimas e pedir a transferência de dinheiro para conta de laranjas.

ee65a4b1bf77a4ee5e94220c7b53995cFoto: Pixabay / download gratuiito

Uma professora de 51 anos que preferiu não se identificar levou um susto. "Temos um grupo de amigas, de mais de duas décadas. Nos falamos muito em grupo. No começo do mês passado [6 de dezembro] uma delas que é 'super certinha' me chamou no privado para pedir dinheiro emprestado".

Segundo a vítima, o perfil da amiga afirmou que precisava de R$ 2.270 para pagar uma conta com urgência. "Ela me garantiu que depositaria o valor no dia seguinte. Como a conheço e sei que é uma pessoa correta, fiz a transferência", relata.

A professora não desconfiou que a conta passada pela "amiga" estivesse no nome de um homem. A polícia conseguiu identificar o responsável pela conta: um adolescente de 17 anos.

Quando pensava que havia ajudado a amiga, o perfil falso pediu mais R$ 2.000. "Ai fiquei desconfiada. Entrei no Facebook da minha amiga e nele havia uma mensagem afirmando que o Whatsapp dela havia sido clonado e estavam pedindo dinheiro em nome dela", conta.

A amiga que teve a conta clonada, também professora, descobriu que estava sem seu WhatsApp quando criminosos tentaram extorquir dinheiro da filha dela. "Minha filha me ligou umas 20h perguntando se eu estava bem. Aí, falou que eu havia pedido dinheiro, mas ela desconfiou e, aí, percebemos que minha linha havia sido clonada."

A professora tentou cancelar sua linha de celular imediatamente. O procedimento, no entanto, só pôde ser feito no dia seguinte. Enquanto a linha da professora não era bloqueada, a quadrilha entrou em contato com mais três amigas dela, que não caíram no golpe.
GOLPE DE CLONAGEM DE WHATSAPP
O QUE É?
Após o bandido obter dados pessoais de um usuário, ele liga na companhia telefônica se passando pelo cliente e habilita um novo chip de celular com o mesmo número, apesar de não ter roubado o aparelho.
O criminoso se passa por parente ou amigo da vítima, para facilitar a transferência de dinheiro para contas de laranjas.
Depois de ter conseguido o número da conta corrente ou do cartão de crédito, utilizando outro método fraudulento, o golpista consegue evitar que o correntista receba alertas de compras ou códigos de segurança (ex. Token SMS), enviados pelo banco.
Um indício deste golpe é quando o celular para de funcionar repentinamente.

COMO EVITAR?
Proteja seus dados pessoais, sem revelar senhas e número de documentos para desconhecidos.
Quando perceber qualquer movimentação estranha em sua conta corrente, poupança, ou celular para de funcionar repentinamente, avise seu gerente ou contate a operadora do seu celular.
Desconfie de ligações ou mensagens inesperadas.
Comunique às empresas responsáveis assim que desconfiar de qualquer ação em seu nome.
Registre boletim de ocorrência na delegacia mais próxima.

 

Fonte: Febraban e SSP / FolhaPress

No próximo mês, o governo do estado vai encaminhar um projeto de lei para conceder gratificações que variam de R$ 1.400 até R$ R$ 2.500 para policiais militares da reserva (aposentados) que querem voltar ao trabalho.

a7bc8b48d3c40b322513f6cdc2a6d7aeFoto: Catarina Malheiros

A Polícia Militar tem déficit de homens, principalmente com as vagas deixadas pelos que entram na reserva. Uma média de 500 oficiais deixam a PM por ano, devido a aposentadoria. No dia da posse, o governador Wellington Dias (PT) confirmou que enviará para Assembleia Legislativa um projeto para convocar 500 policiais da reserva para voltarem à ativa.

Segundo o comandante Lindomar Castilho, a gratificação será de R$1.400 para soldado e R$ 2.500 dependendo da titulação.

Entre as exigências está da idade menor de 65 anos, não responder nenhum processo e passar por uma junta médica.

"É preciso que o policial se apresente voluntariamente e passe por critérios. Iremos nomear uma comissão que irá fazer o cadastro e ficará responsável pela seleção", disse coronel Lindomar Castilho.

No projeto, o governo pedirá que os órgãos públicos que precisarem de policiais para guarda de patrimônios terão que arcar com as gratificações de retorno.

Concurso para 2019

O comandante confirmou ao Cidadeverde.com que solicitou em outubro do ano passado que o governo autorize um concurso público para a contratação de 500 policiais.

Lindomar Castilho informou que o governo não deu resposta, mas que estuda a possibilidade de um novo concurso, desde que não exceda a Lei de Responsabilidade Fiscal.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Nortista
  • G  Gas
  • Miguel Eletromoveis
  • Mega Link
  • Garoto
  • Açai Pizza
  • Anjos do Saber
  • Rosa Branca
  • Espeto e Cia
  • Ada Atten
  • Faculdade Fera
  • Gran Pizza
  • Galeria dos Calçados