Por volta das 18h55min de hoje (10) a estudante Maria da Guia Dias de Sousa, 19 anos de idade, residente no bairro Alto da Guia, estava chegando para assistir aulas na escola Bucar Neto, quando foi agredida por duas irmãs perto de um trailer que fica na frente da escola. Armadas com uma faca, uma das irmãs segurou a estudante enquanto a outra aplicava os golpes no corpo da vitima indefesa. Uma equipe da Polícia Militar foi acionada e em poucos instantes conseguiram localizar e prender as agressoras. Nossa equipe registrou o momento em que a estudante chegava no hospital Tibério Nunes, socorrida por uma equipe do Samu tendo a frente o médico Kelmar. 

WhatsApp Image 2019 04 10 at 22.32.55Estudante Maria da Guia. (Imagem:Divulgação)

Nossa reportagem registrou o exato momento em que a vítima chegava no Hospital Regional Tibério Nunes, na viatura do Samu. Confira o vídeo.

Da redação

Durante a inauguração de um shopping na noite de ontem(09) na cidade de Floriano, uma equipe da Polícia Civil da cidade de Barão de Grajaú-Maranhão com o apoio de policiais do 3º BPM conseguiu cumprir um mandado de prisão em desfavor de um homem suspeito de furtar gado na região do Maranhão. As investigações começaram no dia 15 de março, quando uma equipe de policiais militares da cidade de São Francisco do Maranhão realizava uma diligência em busca de homens que estavam furtando gado naquela região e na região de Barão de Grajaú, quando avistaram um veículo Saveiro, cor vermelha, estacionado a margem da estrada com dois indivíduos que estavam ajeitando uma lona no veículo e empreenderam fuga ao perceber a presença dos policiais.

WhatsApp Image 2019 04 10 at 11.51.20 1Dupla suspeita de furtar gado. (Imagem:Divulgação)

Fazendo vistoria no veículo os policiais encontraram dois aparelhos de telefone celular, drogas, lona e corda e nas imediações encontraram um animal amarrado pronto para abate. Após a realização de um trabalho de investigação feito pela polícia Civil de Barão de Grajaú, foi identificado o nome do proprietário  do veículo e de um outro suspeito, foram feitos pedidos de prisão e dado cumprimento na noite de ontem(09). 

WhatsApp Image 2019 04 10 at 10.13.48Animal que seria abatido. (Imagem:Divulgação)

Os elementos presos nessa operação foram identificados como Jociel e José Adriano, por suspeitas de furto de semoventes, tráfico de drogas e associação criminosa. "Eles irão responder na Comarca de Barão de Grajaú-Maranhão. Já demos cumprimento aos mandados de prisão e vamos entregá-los à unidade prisional". Disse o Delegado Firmino.

WhatsApp Image 2019 04 10 at 10.13.49Material aprendido pela polícia. (Imagem:Divulgação)

Jociel foi preso na noite de ontem durante a inauguração de um shopping e segundo o delegado Firmino, ele responde a um crime de roubo a uma agência dos Correios na cidade de Eliseu Martins-Piauí, esteve preso por esse crime e estava aguardando o julgamento em liberdade. Em relação ao José Adriano, que foi preso nas primeiras horas da manhã de hoje(10), responde a furto de semovente(boi) em Floriano. Participaram dessa operação as Polícia Civil de Barão de Grajaú, Floriano, São João dos Patos, Paraibano e São Francisco do Maranhão. Confira detalhes no vídeo abaixo.

WhatsApp Image 2019 04 10 at 10.13.49 1Veículo de propriedade de um dos suspeitos. (Imagem:Divulgação)

 

Da redação

A Polícia Federal (PF) cumpre nesta terça-feira (9) nove mandados de prisão temporária e 14 de busca e apreensão em duas operações contra fraudes no recebimento do abono salarial do Programa de Integração Social (PIS). As ações ocorrem na capital paulista e em Embu das Artes, na Grande São Paulo.

fa38d5bcb12ee5db5c8ed69532adae24Foto: Arquivo / Agência Brasil

As ações são desdobramentos das operações Golpes Master e GolPis, deflagradas no ano passado. Ao todo, a PF estima que mais de 200 pessoas foram lesadas pelas duas quadrilhas, que sacavam o abono salarial das vítimas com documentos falsos. Os fraudadores se aproveitavam do desconhecimento das pessoas em relação ao benefício. Elas acabavam não fazendo reclamação ou registro policial porque não sabiam que tinham direito aos valores.

O PIS é um programa do governo federal voltado para o financiamento do pagamento do seguro-desemprego, abono salarial e da participação na receita dos órgãos e entidades.

O abono salarial é pago anualmente, no valor máximo de um salário mínimo, para pessoas cadastradas no programa há mais de cinco anos, que tenham recebido remuneração média no ano anterior até dois salários mínimos, entre outros requisitos.

Fonte: Agência Brasil

A autônoma Anita Ferreira de Sousa Oliveira, 34 anos, está hospitalizada após uma tentativa de feminicídio no último domingo (07), na cidade de Piracuruca, ao Norte do Piauí. A vítima estava em casa quando foi surpreendida com uma facada no peito desferida pelo ex-marido identificado como José Pereira de Oliveira.

mulher piracuraca(Foto: Reprodução Facebook/ Anita Ferreira)

O caso está sendo acompanhado pela Frente Popular de Mulheres Contra o Feminicidio, que acompanha mulheres vítimas de violência no estado. Segundo Alana Freitas, membro do grupo, a vítima mantinha um relacionamento abusivo com o agressor desde os 13 anos de idade. Os dois têm quatro filhas com idades de 8, 11, 17 e 19 anos.

"Ele já foi preso duas vezes por lesão corporal. Na primeira vez, agrediu a filha com um murro e ela [filha] a denunciou, mas depois retirou a queixa. Tempo depois, ele agrediu Anita a socos e com uma faca e foi preso pela segunda vez por cerca de um ano. Foi solto em 27 de março e no dia 07 de abril tentou matá-la com uma facada", conta Alana Freitas.

Madalena Nunes, que também é membro da Frente, cobra medidas efetivas do estado para preservar a vítima. Segundo ela, Anita não teria sido avisada da soltura do suspeito.

"Ele estava preso desde março do ano passado. O problema é que o Estado solta e não dá garantia de vida a vítima. Ele sequer poderia se aproximar dela ou das filhas porque existe uma medida protetiva. O poder público tem que cumprir o seu papel. Acredito que mulheres são mortas por conta da omissão do poder público, pois existe uma legislação, mas a mesma não é cumprida. Ele não poderia ter sido solto, sem a Justiça avisá-la", defende Nunes.

Anita sofreu uma perfuração de cerca de 5 metros no peito e permanece internada. Até a manhã desta terça-feira (09), o suspeito ainda não tinha sido localizado. O caso é investigado pela Polícia Civil de Piracuruca.

"Fomos atrás de pedir a prisão. O que ele fez foi um ato de extrema violência e ele não pode ficar solto. É uma pessoa fria e mesmo depois de esfaquear a Anita, continua ameaçando as filhas", finaliza Alana Freitas.

O que a gente tem colocado é que o estado tem que fazer campanha em massa, esclarecendo sobre as leis que protegem as mulheres. Não podemos deixar isso acontecer", completa Madalena Nunes.

Em todo o Piauí, oito mulheres foram vítimas de feminicídio.

COMO DENUNCIAR

Denúncias de violência física, moral ou psicológica contra mulheres podem ser denunciadas às autoridades policiais através do aplicativo Salve Maria ou pelo 181, disque denúncia do DHPP. A identidade do denunciante é mantida em sigilo.

 

Fonte:cidadeverde.com