DaioPax

José Osvaldo Lavôr de LIma é um poeta cordelista renomado que faz dos versos lições de vida, como por exemplo em sua obra "Paraiso Artificial" onde o grande vate narra com riqueza de detalhes os dramas causados pelo consumo excessivo de álcool, falando desde os problemas sociais até as doenças graves causadas pelo alcoolismo.

20171112 070232

Paraíso Artificial mostra as fases de enganação das bebidas alcoólicas cujo início vem da curiosidade, em seguida vem as desculpas de tomar uma para almoçar, ou como diz outro grande poeta e cantor Paulo Diniz "Um chope pra distrair", levando a grande maioria dos bebedores à sarjeta. A grande obra mostra no final que nem tudo está perdido, pois existe uma saída para as pessoas que estão mergulhadas no mundo do álcool e que se acham no fundo do poço. Usando as rimas, o poeta recomenda que você  evite o primeiro gole. Finalmente, podemos dizer que a obra prima Paraiso Artifical é acima de tudo, uma grande lição de vida. Confira a biografia desse renomado vate da região de Picos.

20171112 070213

 

Da redação   

Espeto e Cia
G Gas
Nobe Climatizadores
Js Contrutora
Galerias dos Calçados
Friks peixe