DaioPax

Luciana Lacerda, namorada de Marcelo Rezende - que morreu no último sábado (16), após lutar contra um câncer no fígado e no pâncreas - usou suas redes sociais para agradecer Geraldo Luis. A loira fez um post emocionante para retribuir o carinho que recebeu durante o tratamento do jornalista.

0ac1f5fda3a3e0580eddea9990a19c9fMarcelo Rezende morreu aos 65 anos, no último sábado (16)Fonte: Instagram

"E Deus me mandou você, meu amigo Geraldo Luís, por ter me acolhido, enxugado minhas lágrimas e ter me trazido paz. Essa qualidade é para poucos e sempre serei grata. Te amo", escreveu no Instagram.

Os fãs do ex-apresentador do "Cidade Alerta", da Record, mandaram mensagens de apoio: "Que Deus conforte seu coração nesse período tão difícil", disse uma. "Geraldo é uma ser humano incrível", comentou outra. Já uma terceira postou: "Que amigo maravilhoso! Deus mandará anjos para te ajudar nessa nova jornada".

Marcelo Rezende morreu aos 65 anos, no último sábado (16). O famoso estava internado em São Paulo desde a terça-feira (12) com um quadro grave de pneumonia e não resistiu. Diversos outros famosos também lamentaram a notícia.

O velório acontece neste domingo (17) na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, aberto ao público. A família chegou ao local às 8h e promoveu uma cerimônia privada até às 10h, quando os portões foram abertos aos fãs.
Fonte: Famosidades

O presidente Michel Temer embarcou na manhã de hoje (18) para os Estados Unidos, onde participa de jantar com o presidente do país, Donald Trump, e fará o discurso de abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Com a viagem de Temer, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, assume temporariamente a presidência da República.

989751061a4c24029111c86290a43724

Ainda hoje, em Nova York, Temer será recebido por Trump para o jantar. Também devem participar os presidentes da Colômbia, Juan Manuel Santos, e do Panamá, Juan Carlos Varela, e a vice-presidente da Argentina, Gabriela Michetti. A crise na Venezuela deve ser um dos temas a serem tratados pelos presidentes.

Amanhã (19), Temer fará o discurso de abertura da 72ª Assembleia Geral da ONU, seguindo a tradição da organização de que o Brasil é o primeiro a ter palavra desde 1947. Será a segunda vez que Temer discursará na abertura do evento das Nações Unidas. No ano passado, ele reiterou o compromisso “inegociável” do Brasil com a democracia e abordou alguns conflitos internacionais, como o entre Israel e Palestina e a guerra da Síria.

A previsão é que na quarta-feira (20) Temer volte à ONU para participar de cerimônia de assinatura do Tratado de Proibição de Armas Nucleares. Em seguida, a previsão é que ele e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, participem de um seminário promovido pelo jornal Financial Times, onde devem falar sobre oportunidades de investimento no Brasil. No mesmo dia, o presidente embarca de volta ao Brasil.

Os ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, da Justiça, Torquato Jardim, e de Minas e Energia, Fernando Coelho, embarcaram para os Estados Unidos hoje com Temer. Outros ministros também vão integrar a comitiva presidencial, entre eles o das Relações Exteriores, Aloysio Nunes.

Maia recebe embaixador e ministro no Planalto

A agenda de Rodrigo Maia na Presidência começa nesta tarde quando recebe, no Palácio do Planalto, o embaixador do Paraguai, Manuel Maria Cáceres, às 15h. Em seguida, Maia tem reuniões com o secretário municipal de Governo de Saquarema (RJ), Antonio Peres Alves, e com o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leite.

Fonte: Agência Brasil

O corpo do jornalista Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, após ter sido velado na Assembleia Legislativa. O corpo seguiu ao cemitério levado por um caminhão dos Bombeiros.

e129f3c154b86d0cd440349f959d532b

A cerimônia de sepultamento foi restrita à família. O público que ficou na entrada do cemitério aplaudiu quando o veículo trazendo o corpo do jornalista chegou.

Rezende morreu às 17h45 de sábado (16), em São Paulo, aos 65 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos em consequência de um câncer, informou o Hospital Moriah.

O velório de Marcelo Rezende reuniu uma multidão no lado de fora da Assembleia Legislatia. Começou pouco antes das 10h com a presença de amigos e familiares. Eles levaram uma garrafa de vinho para homenagear o jornalista, que era amante de vinhos.

Personalidades da TV como os apresentadores Rodrigo Faro, Luiz Bacci, Ronnie Von e Otávio Mesquita também compareceram. Fãs do jornalista chegaram a formar uma fila ao lado de fora na expectativa de poder dar o último adeus a Rezende.

Rezende foi diagnosticado no início do ano com câncer no pâncreas com metástase no fígado. Ele se afastou do comando do programa Cidade Alerta, da TV Record, para fazer o tratamento de quimioterapia. Ele estava internado no Hospital Moriah, na Zona Sul de São Paulo.

97195e7bf17870dabbc1e4a441b3fdc1
Marcelo Luiz Rezende Fernandes nasceu no Rio de Janeiro, em 12 de novembro de 1951.

Começou sua carreira como repórter esportivo nos anos 70 do Jornal dos Sports. Trabalhou em O Globo, revista Placar e chegou à TV em 1987 para trabalhar na Globo. Entre os destaques está a cobertura do caso da operação violenta da polícia na Favela Naval, em Diadema, e a apresentação do programa Linha Direta. Trabalhou também na Band e Rede TV.

O jornalista deixa cinco filhos e dois netos.

829853fa27e7ab91c9537802f111f506

 

Fonte:G1

rimeira mulher a comandar a Procuradoria Geral da República, Raquel Dodge tomará posse nesta segunda-feira (18) em Brasília como nova responsável pela chefia do Ministério Público Federal.

dodgesabatina111111A procuradora da República Raquel Dodge, em julho, durante sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado (Foto: Marcos Oliveira / Agência Senado)
A posse está marcada para as 8h, na sede da PGR em Brasília. A nova procuradora-geral comandará o MPF por dois anos. Ela substituirá no cargo Rodrigo Janot, que estava no cargo desde setembro de 2013.
De acordo com o cerimonial, caberá ao presidente Michel Temer dar posse à nova procuradora-geral da República. Para conciliar a solenidade com a agenda de Temer, que viajará ainda nesta segunda para os Estados Unidos, o horário da posse foi antecipado.
Após a cerimônia na PGR, Temer segue para Nova York, onde participará de um jantar oferecido pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Na terça (19), Temer fará o discurso de abertura Assembleia Geral das Nações Unidas.
Além de Temer, outras autoridades são aguardas na posse de Raquel Dodge, entre as quais a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes.
Subprocuradora-geral, Raquel Dodge foi indicada para a PGR por Temer, em junho. Ela foi a segunda mais votada na eleição da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), ficando atrás de Nicolao Dino, candidato apoiado por Janot, o que pesou na decisão do Palácio do Planalto.
A troca de comando no MPF se dá menos de uma semana depois de Janot apresentar mais uma denúncia contra Temer ao STF. Na quinta-feira (14), às vésperas do fim do mandato, o procurador-geral denunciou o presidente pelos crimes de obstrução de Justiça e organização criminosa.
Se a acusação avançar no STF, mediante autorização da Câmara dos Deputados, o futuro do caso ficará sob responsabilidade de Raquel Dodge.
Ela assume a Procuradoria Geral com a missão de garantir a continuidade da Operação Lava Jato, que investigou mais de 100 políticos na gestão de Janot e denunciou caciques de partidos como PMDB, PT, PSDB e PP, entre outros.
Perfil
Nascida em Morrinhos (GO), Raquel Elias Ferreira Dodge tem 56 anos e desde 1987 atua no MPF. Formada em Direito pela Universidade de Brasília, fez mestrado em Harvard e tem trabalhos acadêmicos na área de direitos humanos.
Ao longo da carreira, destacou-se em casos de combate à corrupção e ao crime organizado. Também atuou em questões de comunidades indígenas. É conhecida entre os colegas pelo perfil reservado, rígido e técnico.
Uma das investigações de maior relevância da carreira de Raquel foi a Operação Caixa de Pandora, deflagrada em 2009 para apurar um esquema no Distrito Federal que ficou conhecido por mensalão do DEM.
À época, Raquel Dodge teve participação decisiva na prisão do então governador, José Roberto Arruda (DEM-DF).

 

Fonte:G1

G Gas
Nobe Climatizadores
Js Contrutora
Galerias dos Calçados
Espeto e Cia