• Fartote Freitas
  • DarioPax
  • Posto Aliança

A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira (10) o ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Ele foi preso enquanto prestava depoimento sobre a Operação Cash Delivery, que investiga pagamento de propinas em campanhas eleitorais.

da5f76e748b95c793266f3f89caa050aFoto: Pedro Ladeira/Folhapress

O advogado dele, Antônio Carlos Almeida, conhecido como Kakay, se diz indignado com a prisão. "O novo decreto de prisão é praticamente um 'cópia e cola' de outra decisão de prisão já revogada por determinação do TRF 1", diz nota enviada pela defesa.

"Não há absolutamente nenhum fato novo que justifique o decreto do ex-governador Marconi Perillo, principalmente pelas mencionadas decisões anteriores que já afastaram a necessidade de prisão neste momento. Na visão da defesa, esta nova prisão constitui uma forma de descumprimento indireto dos fundamentos das decisões de liberdade concedidas a outros investigados."

"A Defesa acredita no Poder Judiciário e reitera que uma prisão por fatos supostamente ocorridos em 2010 e 2014, na palavra isolada dos delatores, afronta pacífica jurisprudência do Supremo, que não admite prisão por fatos que não tenham contemporaneidade."

 

GOIÂNIA, GO (FOLHAPRESS)

migel 01rosa branca