O Tribunal do Júri de Floriano se reuniu nesta quarta-feira para julgar o réu Levi Martins de Sousa, acusado de crime de homicídio tendo como vítima Josilene Oliveira de Sousa, que foi assassinada com golpes de faca na tarde de 05 de setembro de 2015 na Rua Marques da Rocha, bairro Caixa D'água em Floriano. Após praticar o crime, Levi fugiu em direção à cidade de Jerumenha sendo preso dois dias depois por uma guarnição composta pelos Sargento Ricardo e Moura Fé, conduzido para a central de flagrantes onde foi preso por determinação judicial.

596d6c649faf28e353076e4692ba09dfLevi Martins na época da prisão. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

9e69acb29841b482cca32ae58cf9a1f3

Hoje(05), o Tribunal Popular do Júri, sob a presidência do Dr. Noé Pacheco julgou Levi e condenou a 13 anos de reclusão em regime fechado, considerando que ele já encontra-se recolhido na Penitenciária Gonçalo de Castro Lima, ele retornou após ouvir a sentença. Nossa reportagem conversou com os advogados Dr Fleyman Florence e Eduardo Rodrigues, que atuaram na defesa do acusado. Eles fizeram uma avaliação do julgamento de hoje. Confira a reportagem que foi veiculada ao vivo em nossa página no facebook.

WhatsApp Image 2018 12 05 at 21.52.41Dr Fleyman e Dr. Eduardo Rodrigues. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

Da redação