• Posto Aliança
  • DarioPax
  • Visual Grafica

Ministério da Justiça informou em nota divulgada na tarde deste sábado (25) que o governo solicitou a extradição do brasileiro Frederik Barbieri, preso nos Estados Unidos nesta madrugada (leia a íntegra da nota ao final desta reportagem).

barbieriO brasileiro Frederik Barbieri, radicado nos Estados Unidos, é apontado como o maior traficante de armas do Brasil; ele foi preso na madrugada deste sábado (Foto: Reprodução/RJTV)

Barbieri é apontado pela Polícia Civil como o maior traficante de armas do Brasil. Ele é acusado de ter enviado ao país, em maio do ano passado, uma carga de aquecedores de piscina recheada de fuzis de guerra. Foi a maior apreensão de armas feita no Brasil em 10 anos.

De acordo com as investigações, parte desses fuzis seria entregue a traficantes da Favela da Rocinha, que desde setembro está em guerra. A polícia acredita que favelas de São Gonçalo também seriam abastecidas com aquele arsenal.

Radicado nos Estados Unidos, Barbieri foi preso em sua casa, na Flórida, por agentes do Serviço de Imigração e Alfândegas dos Estados Unidos (ICE). A TV Globo apurou que a polícia americana ainda conseguiu interceptar um carregamento de mais 40 fuzis que estava sendo preparado para ser enviado para o Brasil novamente.

"Segundo o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, o pedido de extradição de Frederik Barbieri já foi apresentado para o governo norte americano", diz a nota do Ministério da Justiça.

De acordo com o MJ, houve um pedido por parte dos EUA de documentação complementar para dar prosseguimento ao pedido. Por isso, informou a pasta, o governo brasileiro aguarda que a Justiça envie os documentos ao país norte-americano devidamente traduzidos para o inglês.

"Os pedidos de cooperação jurídica internacional entre os países para produção de provas encontram-se em andamento", também informou o ministério.
Histórico
2010: O brasileiro passou a ser procurado pela polícia da Bahia, depois que uma carga de munição para fuzis foi apreendida no porto de Salvador, em um contêiner que estava no nome dele.

2012: As investigações apontam que Barbieri teria fugido para Miami, nos EUA, com medo de ser preso. Lá, obteve cidadania americana.

2015: A Justiça brasileira emitiu um mandado de prisão preventiva contra Barbieri. O Ministério Público tentou incluir o nome do brasileiro na lista de foragidos da Interpol, mas teve o pedido negado.

Naquele mesmo ano, porém, a Polícia Civil do Rio de Janeiro passou a investigar a procedência de um fuzil apreendido após um confronto dentro de um ônibus em Niterói, onde um policial militar foi morto.

Os investigadores descobriram que o mesmo tipo de arma utilizada nesse confronto era utilizado em diferentes comunidades do Rio para o tráfico de drogas e o roubo de cargas. As armas seriam intermediada por pelo menos dois homens, e Barbieri foi apontado como o transportador e fornecedor delas.

2017: A Polícia Civil interceptou um carregamento com 60 fuzis de guerra, utilizados apenas pela tropa de elite, no terminal de cargas do Aeroporto do Galeão, no Rio.

Após a apreensão, a Polícia Federal realizou uma operação e cumpriu nove mandados de prisão, inclusive contra Barbieri, que não foi localizado. Entre os presos na ocasião estavam o filho de Barbieri, João Felipe, e Edson da Silva Ornelas, apontado como contador da quadrilha.
Barbieri nega denúncias
Em entrevista ao Fantástico, em junho de 2017, Barbieri negou ser traficante de armas. A entrevista foi concedida depois da apreensão dos fuzis no Aeroporto do Galeão.

Foi o próprio Barbieri que procurou a TV Globo quando teve seu nome divulgado como traficante internacional de armas.

"Vão tentar me extraditar, só que eu volto a dizer: eu sou cidadão americano", disse ele na ocasião.

Carioca do Irajá, Zona Norte do Rio, Barbieri confirmou, na oportunidade, que vivia em Miami (EUA) e que tinha uma empresa. Ele, no entanto, negou trabalhar com comércio exterior. "Eu tenho uma empresa aqui nos Estados Unidos, mas é de consultoria", declarou.

Barbieri ainda afirmou na entrevista que não gostava de armas, já que seu pai foi, segundo ele, assassinado. "Mataram meu pai na Baixada Fluminense por briga de terra. Então, como é que eu vou gostar de arma?", disse.

Nota do Ministério da Justiça
Leia a íntegra da nota:

Segundo o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, o pedido de extradição de Frederik Barbieri já foi apresentado para o governo norte americano, mas houve um pedido de documentação complementar. Agora, estão aguardando o Poder Judiciário enviar a documentação complementar devidamente traduzida para o inglês.

Frederik Barbieri é investigado em procedimentos criminais instaurados no Brasil e nos EUA. Os pedidos de cooperação jurídica internacional entre os países para produção de provas encontram-se em andamento.

 

Fonte:G1

O prefeito Firmino Filho (PSDB) acordou cedo neste sábado (24) para conferir de perto a qualidade do serviço de integração em Teresina. Por volta de 5h30 da manhã, ele saiu de casa com a equipe de assessores para averiguar de perto o funcionamento da integração de Teresina.

d2c21fc8802639e6de98afbd1fce13ca

O trajeto teve início na parada final do conjunto habitacional Santa Fé. A partir de lá, o prefeito pegou um ônibus às 6h15 em direção ao terminal de integração do Parque Piauí. Ao chegar ao destino, às 6h40, ele e a equipe embarcaram na linha Barão-Centro até a Praça Saraiva, no Centro da cidade.

Acompanhada de alguns vereadores que fazem parte da base aliada do prefeito na Câmara, ele falou sobre a necessidade de adaptação por parte do poder público, das empresas e da população ao novo sistema. Segundo Firmino, as reclamações fazem parte do processo de adaptação.

“Toda mudança provoca um desconforto, mas é preciso que haja um entendimento que o sistema de transporte público necessita melhorar e nós temos de nos adaptar. Esse processo de adaptação tem que ser tanto por parte do poder público, que faz a fiscalização, quanto das empresas que têm que trabalhar melhor, assim como a população que tem que colaborar para se adaptar às novas regras para que, assim, a gente construa um sistema melhor para a cidade de Teresina", afirmou.

De acordo com Firmino, o novo sistema deixa o sistema mais ágil. “Antigamente, o usuário tinha uma linha chamada radial, que saia do Centro até o ponto mais distante. Agora a linha radial está dividida em duas partes. Temos uma linha alimentadora que sai dos bairros para o terminal. Chegando ao terminal, o ônibus volta para os bairros. Desse modo, a frequência de veículos será maior nessas regiões. Na segunda parte da viagem, a população tem os ônibus das linhas troncais que fazem o trajeto do terminal de integração até o Centro, utilizando os corredores exclusivos e, tendo assim, mais agilidade”, conta.

Em virtude dos ônibus das linhas troncais terem a capacidade de transporte um número maior de passageiros do que as linhas normais, a Prefeitura de Teresina adquiriu recentemente 30 novos veículos para essas linhas. O diretor de Transportes Públicos da Strans, Francisco Nogueira, afirma que os novos ônibus, vindo de São Paulo, devem chegar até o final deste mês. “O novo sistema irá diminuir o tempo de viagem dos passageiros. Além disso, eles terão mais conforto, pois os ônibus têm ar condicionado”, completa.

Atualmente, a integração funciona apenas nos finais de semana, mas a partir do dia 10 de março, acontecerá todos os dias. Passará também inclusive com a utilização do corredor exclusivo das avenidas Miguel Rosa, Barão de Gurguéia e Henry Wall de Carvalho.

Passageiros reclamam

Apesar de o prefeito ter experimentado uma linha do terminal do Parque Piauí, no outro terminal também da zona Sul – do Bela Vista, os passageiros reclamavam da falta de condição de um dos ônibus que faz a linha terminal – centro, via shoppings.

O comerciário Leandro Sousa pegou o ônibus de número 04456, para ir trabalhar na manhã deste sábado(24), que mesmo com o ar condicionado quebrado, estava circulando.

“Eu reclamei com o cobrador e ele disse que tinha falado para o fiscal, mas esse disse que era para rodar mesmo assim e o dia todo. Isso é um absurdo porque o trajeto é grande, já que vão pelos shoppings e as janelas são vedadas, não tem um pingo de ventilação até chegar à praça João Luís”, reclamou o passageiro.

O Cidadeverde.com tentou contato com o diretor de Transporte da Strans, mas não obteve sucesso nas ligações e também com a ouvidoria da Superintendência através do 0800 086 3122, que chamou até cair.

 

Fonte:cidadeverde.com

O pré-candidato do PSC a presidente da República, Paulo Rabello, começou a cumprir a agenda em Teresina, nesta sexta-feira (23), conversando com prefeitos na sede da APPM. Ele ainda não se desligou da presidência da BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e discutiu com prefeitos uma provável linha de financiamento do banco para acabar com as gambiarras elétricas nos municípios.

WhatsApp Image 2018 02 24 at 00.38.57
O presidenciável veio a Teresina atendendo o convite da Direção Estadual do Partido Social Cristão. O presidente do Diretório, Valter Alencar é pré-candidato ao governo do Piauí pela legenda. Na visita à sede do PSC, Paulo Rabelo deu uma coletiva à imprensa e falou a membros de Executivas da sigla de vários municípios. O presidente nacional da legenda, Pastor Everaldo Pereira, também estava presente. Eles destacaram o trabalho da presidência estadual e reiteraram total apoio à candidatura de Valter Alencar.

WhatsApp Image 2018 02 24 at 00.38.51
“Eu acho que é um exemplo para todo Brasil. Eu queria que muitos empresários fizessem como o Valter, pegassem o boi pelo chifre e arregaçassem as mangas, cuidando das empresas, ele que é um talentoso empresário, mas também dedicando parte do seu tempo para a ação pública. Neste caso trabalhando por um novo Piauí, o Piauí da virada, do recomeço”, disse Paulo Rabello.

WhatsApp Image 2018 02 24 at 00.38.54
O presidente do BNDES também falou para empresários na sede da FIEPI (Federação das Indústrias do Piauí) sobre a democratização do crédito e o trabalho de interiorização das ações do banco. Ele anunciou a instalação de um escritório do BNDES em Teresina e em outras capitais para facilitar o contato do setor produtivo com a Instituição.

WhatsApp Image 2018 02 24 at 00.38.53
Ele participou ainda de um jantar de confraternização oferecido pelo PSC. Na ocasião o pré-candidato Valter Alencar destacou algumas prioridades do seu plano de governo.
“Nós precisamos romper com o atraso e promover de fato o desenvolvimento econômico e social do Piauí, criando oportunidades, sem deixar ninguém para trás. As presenças de Paulo Rabello e do presidente do meu partido, Pastor Everaldo, nos apoiando nesse desafio me deixam ainda mais motivado”, afirmou Valter Alencar.

 

Com informações da Assessoria de Comunicação

O seminário realizado ontem, em Piripiri, pela Fundação Teotônio Vilela, ligada ao PSDB, se transformou em um grande ato da aposição ao governador Wellington Dias (PT). As principais lideranças oposicionistas estiveram presentes e declararam apoio à pré-candidatura do deputado estadual Luciano Nunes (PSDB) ao governo do Estado.

f8be9ba88fc8bc63a051afec115363a4

Em um esforço para alavancar a candidatura do parlamentar, o grupo mostrou que se depender deles, não há mais espaço para uma possível candidatura do prefeito Firmino Filho (PSDB). O prefeito ainda não descartou a possibilidade e diz que esperará até o dia 7 de abril. Porém, a oposição mostra que não está mais disposta a esperar. Já colocou o bloco na rua e trem Luciano como representante do grupo.

O deputado tucano assumiu de vez o tom de candidato. Ele fez duras críticas ao governador Wellington Dias e destacou pontos como atraso no pagamento dos terceirizados e a demora na conclusão de obras de infraestrutura.

“Chegou a hora do Piauí andar para frente. Nos colocamos à disposição do povo do para essa mudança. O Piauí não aguenta mais esse governo que atrasa os salários dos terceirizados. É um governo que não tem grandes obras. Wellington está em campanha desde quando assumiu há três anos, mas as obras de infraestrutura estão paradas. O Piauí quer o novo”, disse.

O pré-candidato da oposição esteve acompanhado de lideranças políticas como o ex-governador Wilson Martins (PSB), o deputado federal Heráclito Fortes, as bancadas do PSDB e PSB na Assembleia Legislativa e o deputado estadual Robert Rios (PDT). A oposição trabalha para que até a data das convenções, Luciano tenha percorrido as principais cidades do Estado.

O deputado Marden Menezes afirma que a pré-candidatura do deputado é realidade.
“A oposição mostra aqui que o Luciano é nosso. É uma realidade. Esse foi o primeiro de uma série de seminários que iremos realizar e ele demonstrou conhecer o Piauí e as necessidades da população. Foi muito bem recebido. Ganhou adesões”, afirmou.

O ex-governador Wilson Martins (PSB), pré-candidato a senador, afirma que está unida. “O governo do Wellington Dias está cansado. O povo não aguenta mais, quer uma alternativa. Luciano tem esse perfil. É jovem e conhece a realidade do Piauí. Faz um grande trabalho na Assembleia e agora que fazer mais como governador”, declarou.

 

Fonte:cidadeverde.com

reidocimentorosa branca