• Fartote Freitas
  • Posto Aliança
  • MK Farma
  • DarioPax

Dez dos 30 deputados estaduais titulares da Assembleia Legislativa, que estavam licenciados por ocuparem pastas no governo do Piauí, devem retornar aos seus mandatos. O prazo para a descompatibilização estabelecido pela Justiça Eleitoral termina no dia 7 de abril e obriga os que serão candidatos às eleições de 2018 a deixarem os cargos públicos que ocupam.

d0bd0c8562642aef4255276bfcfbc8f3

A determinação faz com que Fábio Xavier (Cidades), Fábio Novo (Cultura), Jannaína Marques (Infraestrutura), Nerinho (Desenvolvimento Econômico), Gessivaldo Isaías (Trabalho), Hélio Isaías (Defesa Civil), Zé Santana (Sasc), Francisco Lima (SDR), Flávio Nogueira Júnior (Turismo), Pablo Santos (Fundação Hospitalar) saiam das pastas do governo e reassumam na Alepi.

Com o retorno dos deputados que estavam afastados, os 10 que estavam assumindo a suplência têm que desocupar os cargos; Aluisio Martins (PT), B. Sá (PP), Belê Medeiros (PP), Cícero Magalhães (PT), Fracis Lopes (PRP), Henrique Rebelo (PT), Ismar Marques (PSB), José Hamilton (PTB), João de Deus (PT) e Mauro Tapety (MDB). Assim, a Assembleia terá uma economia nos gastos de gabinetes e acabará deixando de pagar o total de 40 nomes, - que inclui os 10 nomes da suplência, - e passa a custear apenas os 30 titulares.

Os candidatos

De todos os deputados com mandato na Alepi, a conjuntura atual aponta que apenas quatro não se candidatarão à reeleição.

O presidente da Assembleia Themístocles Filho (MDB) só deve disputar à reeleição se não for o vice na chapa do governador Wellington Dias (PT). Já Dr. Pessoa afirma que será candidato ao governo. Flora Izabel (PT) não deve disputar nenhum cargo, segundo especulações. E Juliana Moraes Sousa (MDB) pode ser candidata, em Parnaíba, em 2020.

As informações são que Juliana não deve se candidatar à reeleição, pois fez um acordo com o seu grupo político, - com forte atuação na região de Parnaíba- para que o ex-governador Zé Filho, (seu ex esposo), saia como candidato a estadual e não ela. O acordo prevê a possibilidade de que Juliana saia como candidata a prefeita no município.

Quanto aos 10 suplentes que sairão dos mandatos, todos devem concorrer como deputados estaduais.

 

Fonte:cidadeverde.com

reidocimentorosa branca