• Visual Grafica
  • DarioPax
  • Fartote Freitas
  • MK Farma

A filiação do senador Elmano Ferrer ao Podemos ainda repercute na base aliada do governador Wellington Dias (PT). Em entrevista ao Portal Cidade Verde, o chefe do Executivo Estadual afirma que não foi ouvido na decisão de mudança do senador.

54a88184cf9765c8beb461f851f226fc

Elmano não só mudou de partido como não descarta a possibilidade de ser adversário de Wellington na disputa pelo Governo do Estado. Ele tem sido incentivado por nomes como o ex-senador, João Vicente Claudino (PTB), a disputar o Palácio de Karnak.

Wellington tem sido cauteloso com relação ao assunto. “Eu não conversei com o Elmano sobre esse assunto. Prefiro não falar sem antes conversar com ele”, destacou. No PT, lideranças da sigla como o vereador Dudu, passaram a chamar o deputado de “Veím Traidor”.

No Partido dos Trabalhadores há o entendimento de que a eleição de Elmano para o Senado, em 2014, só foi possível graças ao trabalho da militância petista. Na época, o senador conseguiu derrotar o governador da época Wilson Martins (PSB), que era considerado favorito.

O senador saiu do MDB, que é da base de Wellington, para o Podemos sem conversar nem mesmo com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, que foi o principal incentivado para que ele fosse para o MDB. A mudança foi considerada uma surpresa, apesar de que o afastamento entre Elmano e Wellington Dias já ser observado há muito tempo.

 

Fonte:cidadeverde.com

migel 01rosa branca