DaioPax

O técnico de vôlei Bernardinho admitiu pela primeira vez que está disposto a concorrer ao cargo de governador do Rio de Janeiro. Durante um evento em São Paulo promovido pela Endeavor, uma organização de apoio a empreendedorismo e empreendedores, o bicampeão olímpico mostrou interesse em encarar o desafio na política, mas disse que precisará de uma equipe que "venha jogar junto".

5b9677d708e80ccec0d6d3e265ed5aa7Foto: Alexandre Loureiro/ CBV/ inovafoto

"Estou disposto a ir, mas preciso de algumas anuências para poder abraçar um desafio dessa natureza. Preciso que a equipe venha jogar junto, para que a gente possa fazer aquilo que a gente acredita, que é (investir em) educação, empreendedorismo, saúde e enfrentar o maior problema que a gente vive hoje, que é a segurança pública", afirmou o treinador. O assunto surgiu quando pessoas da plateia perguntaram ao multicampeão "quando teremos um governador empreendedor". Até então, Bernardinho sempre negava publicamente a intenção de se dedicar à política, mas a filiação ao Partido Novo neste ano reforçou o plano de tentar vaga para suceder Luiz Fernando Pezão, do PMDB, no ano que vem.

"Me digam vocês, se eu abraçar essa causa, e eu não sei como será... Um governador... Não sei nem se eu vou ganhar, o sistema é tão forte. Porque tem uma coisa que eu vou fazer desde o primeiro momento: eu vou dizer a verdade. A verdade para quem quer abraçar uma empresa como o Rio de Janeiro, que é uma empresa falida, literalmente, é uma realidade dura."

O carioca de 58 anos deixou o comando da Seleção Brasileira masculina de vôlei após a conquista do ouro na Olimpíada do Rio, no ano passado. Ele segue como técnico do Sesc-RJ, atual campeão da Superliga feminina.

Fonte: Lance!

Nobe Climatizadores
Js Contrutora
G Gas
Galerias dos Calçados
Espeto e Cia
Friks peixe