• Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Farmaduty
  • chopp sabora
  • Garoto
  • Construforte
  • Posto Aliança
  • Paraiba
  • Jorge
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Jorge
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Paraiba
  • chopp sabora
  • Construforte

Em vídeo dirigido aos florianenses através do jc24horas, o Jornalista Messias Júnior falou do Bloco do Paçoca, uma das opções de lazer que faz parte da história do carnaval de Teresina, mas a exemplo das demais, não vai realizar mais um grande evento por conta da pandemia. Diante dessa situação, a presidência do bloco criou uma vaquinha on line como forma de arrecadar fundos e com isso prosseguir com seus projetos culturais.
Além do vídeo dirigido aos florianenes, o Presidente do bloco redigiu um texto contando a sua história. Confira.


"Associação Carnavalesca Paçoca - Bloco do Paçoca é um Patrimônio Cultural de Teresina - Piauí.

WhatsApp Image 2021 12 14 at 17.01.07

A cidade de Teresina completará em 2022, 170 anos de fundação, tendo uma tradição de festas de carnaval com desfile de Escolas de Samba e Blocos carnavalescos. Preservar esse patrimônio cultural imaterial, que é o carnaval é a proposta aqui apresentada pela Associação Carnavalesca Bloco do Paçoca, símbolo do patrimônio vivo da comunidade do Conjunto Saci, de Teresina e do Estado do Piauí.

WhatsApp Image 2021 12 14 at 16.58.51

O Bloco do Paçoca com vinte e oito (28) anos de existência, é fruto de uma “brincadeira” popular de moradores do conjunto Saci, que no início da década de 80, desfilavam pela avenida principal do bairro, em cima de carroças, com instrumentos de percussão, jogando maizena e corante no povo que passava, gritando “olha os paçocas... olha a paçocagem....”.

WhatsApp Image 2021 12 14 at 16.56.06

Desde o dia 15 de janeiro de 1994, quando aconteceu o primeiro carnaval do bloco do paçoca, na praça localizada na avenida Henri Wall de Carvalho, ao som de machas carnavalescas tocadas pelo Vando do Trombone e com samba de raiz, tocado pelo Erivelto Marquês, até os dias atuais, os “paçoqueiros” e “paçoqueiras” nunca deixaram de participar do calendário carnavalesco da cidade de Teresina.

O Bloco do Paçoca tem 11 músicas autorais, tocadas por músicos piauienses como Osnir Verissimo, Tonhão, Erivelto Batuqueiro, Edvaldo Borges, João Luiz, Machado Junior, Francy Monte e Jorginho.

A música “Frevo do Paçoca”, gravada em 19 de janeiro de 1999 é considerada o “hino dos paçoqueiros e paçoqueiras” FREVO DO PAÇOCA – Composição de Osnir Verissimo

“Quem não paçocou, vai paçocar agoraEntre nesse bloco pra não ficar de fora

É o paçoca com limão, é o limão com a cachaçaÉ a cachaça giribita, que mexe e agita

Até a porca que fuça, tá paçocando na praçaAté a porca que fuça, tá paçocando de graça”

Não tire o pé do Saci, tá hora de paçocarNão tire o pé do Saci, paçoca, paçoca, paçocaSoca paçoca de bar em bar”

O Bloco do Paçoca tem como símbolo “Deus Baco” representando a bebida, a comida, o teatro e as festividades do carnaval. As cores do Bloco são “Laranja e Limão” para representar o tradicional tira gosto de cachaça e o nome “Paçoca” é um bem do patrimônio gastronômico piauiense, a nossa famosa “paçoca de carne de sol”.

A revista comemorativa “Bloco do Paçoca – 21 anos de folia”, lançada em 2015, (Disponível gratuitamente em PDF - Solicitar pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.), retrata toda a trajetória inicial do Paçoca.

O Bloco do Paçoca foi reconhecido como Entidade de Utilidade Pública ( Diário Oficial do Município de Teresina - Nº 2.773) pela LEI Nº 5.502, DE 19 DE MARÇO DE 2020.

A ASSOCIAÇÃO CARNAVALESCA PAÇOCA - BLOCO DO PAÇOCA, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com duração por tempo indeterminado, tem sede Administrativa na Avenida Principal do Conjunto Saci. Quadra 29 Casa 20 - Teresina-Pi, e é inscrita no CNPJ sob nº 19.714.242/0001-75.

Desta forma a proposição de arrecadar R$ 100.000,00 ( cem mil reais) é para preservar a memória desta cultura viva, o Bloco do Paçoca e o Carnaval de Teresina, uma festa popular e um bem cultural imaterial, que deve ser transmitido a gerações posteriores juntamente com outras representações carnavalescas.

Construir a identidade cultural do carnaval de Teresina e consequentemente do Estado do Piauí é valorizar e preservar a tradição carnavalesca com o samba de raiz, o frevo e as machas carnavalescas tocadas nas festas de carnaval e também despertar um sentimento de pertencimento cultural de uma comunidade, no caso o Conjunto Saci proporcionando a transmissão de técnicas de expografia (espaço temático / Memorial) para diversos blocos carnavalescos e Escolas de Samba existentes nos municípios piauiense, criando as condições para implantação da escola de musica e dança carnavalesca e por fim divulgar a história e temas atuais do carnaval de Teresina e do Estado do Piauí através das redes sociais e de panfletos que deverá ser disponibilizado em bibliotecas, hotéis e instituições de ensino.

Contribuir
vaka.me/2324561 "

 

Da redação