Chamados de heróis pelos governantes, os profissionais que estão na linha do frente no combate ao coronavírus percebem cada vez mais que os elogios são apenas falácias, considerando que elogio e desrespeito são palavras que andam em sentido contrário na avenida das relações humanas. Não é nenhuma novidade o fato de que os profissionais de saúde nunca receberam dos poderes constituídos a atenção, o respeito e o reconhecimento merecidos, mas o momento atual revela que esse menoscabo institucional não tem limites.

WhatsApp Image 2020 06 09 at 16.06.20Heróis do covid e vítima dos covardes. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

O mundo inteiro foi tomado de surpresa pelo coronavírus que veio pra revelar a falta de estrutura dos estados para cuidar de sua gente. No caso do Piauí, além desse problema que também não é novidade, o atraso no pagamento dos salários, somado à resistência em pagar o adicional de insalubridade garantido por lei e prometido no edital, são provas cabais de que os valorosos profissionais que são chamados de heróis pelos governantes, recebem deles um tratamento que anda na contramão dos discursos e belas palavras. Pouco a pouco, essa legião de heróis que integram o QG do Hospital Regional Tibério Nunes estão se afastando de suas funções, uns por terem sido contaminados pela covid, outros por terem sido enganados pelos covardes. Entre eles existe algo em comum. Todos abandonaram suas famílias para cuidar dos familiares dos outros, estão correndo risco de vida em função de evitar mortes, todos são acostumados ao trabalho difícil, insalubre e mal remunerados. São verdadeiros heróis e heroínas da resistência.

Da redação

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Paraiba
  • Espeto e Cia