Os profissionais de educação do estado do Piauí conseguiram na justiça que fosse determinado o pagamento de salários atrasados na época do Guilherme Melo que deixou o governo em 1994 sem pagar o salário referente ao mês de dezembro dos professores e dos demais profissionais de educação como vigias, zeladoras, etc e 50% do décimo terceiro dos professores. No ano seguinte, a entidade representativa dos profissionais de educação que na época era Apep, entrou com uma ação na justiça cujo resultado veio somente após 26 anos. Confira no link a lista dos profissionais de educação que vão receberhttps://jc24horas.com.br/images/pdf/Floriano-1-22_2.pdf

8768e590 b38a 40ce b726 41a99df0fb16

Em entrevista concedida ao portal jc24horas a Professora Lea Almeida disse que agora todos estão na iminência de receber esse atraso cujos cálculos já estão sendo feitos e a previsão de pagamento é para o mês de março em diante. "Nós temos uma relação de todas as pessoas que trabalhava naquela época e que eram sócios da Apep e vai ser disponibilizado um email pra você olhar se o seu nome consta. A lista vai ficar no portal jc24horas". Disse a nossa entrevistada. Perguntada por nossa reportagem, a Presidente do Sinte fez recomendações para os sócios que nada será tratado por telefone e se você receber qualquer ligação de pessoas estranhas para tratar desse assunto pode ser golpe. Confira a entrevista na íntegra e durante trinta dias, a logomarca do sinte vai ser exibida no jc24horas para que você possa clicar e acessar esta matéria onde consta a lista.

 WhatsApp Image 2020 12 21 at 11.43.28

Da redação