• Dario PAX
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Garoto

O segundo youtuber mais influente do mundo, o piauiense Whindersson Nunes, concedeu entrevista coletiva em Teresina e revelou que no final do ano começa a gravar seu primeiro filme no cinema como protagonista. O youtuber também disse que cuida pessoalmente de suas contas pessoais nas redes sociais e o início da sua carreira foi “um tiro no escuro, que acertou”.
d9ad4c9e227305d9e47a8a8df660e014Whindersson Nunes. (Imagem:Divulgação)
Whindersson Nunes, que é natural de Bom Jesus (a 600 km ao sul de Teresina), começou sua carreira há seis anos e há dois conseguiu visibilidade com seu canal no YouTube. Em julho, conseguiu a marca de 10 milhões seguidores em seu canal no Youtube e ainda foi considerado o segundo youtuber mais influente do mundo, de acordo com o site de publicação de vídeos. As duas vitórias serão comemoradas em uma festa particular nesta terça-feira em uma boate de Teresina.

Para ele, o feito histórico é fruto de muito trabalho e a influência atribui à pessoalidade nas suas redes sociais, já que ele mesmo administra suas contas. “O diferencial é a comunicação direta com meu público. Gosto de conversar com eles, de madrugada, vou respondendo no canal e isso cria intimidade, de brincar com eles e eles entendem. Eu procuro sempre estar conversando para poder saber que tipo de gente me assiste e essa proximidade entre o fã e o ídolo fica menor, mais perto. Não é minha assessoria que posta minhas coisas no Instagram, eles não têm nem senha de nada meu, tudo que é meu sou eu quem acesso. Não posso colocar meu Facebook para um cara gordo, grande, barbudo que não sou eu, que não fala nada engraçado, um cara totalmente diferente para está lá digitando como se fosse eu. Então aquela coisa ali quem faz sou eu, todo mundo sabe que sou eu. Se eu sou mais próximo é mais fácil de conseguir, essa é a parada da influência”, explica o humorista.

Piauí de talentos

Sobre o início de sua carreira, Whindersson Nunes, que no último final de semana lotou o Theresina Hall, com mais de 3.800 pessoas em seu show, afirma ter tentado a sorte e conseguiu. Mas, é humilde em afirmar que no Piauí tem mais gente talentosa que ele e que não acha “extraordinário” ser piauiense.

“Eu dei um tiro no escuro e acertei e agora tudo que eu faço todo mundo vê. Explodiu 10 milhões de usuários. Só que existe muitas pessoas mais talentosas do que eu aqui no Piauí. Quando eu vou conversar com alguém e diz que é legal meu trabalho e diz: E ainda é do Piauí, né? Eu digo e o que tem a ver ser do Piauí? Eu acho que quando a gente é do Nordeste, do Piauí, a gente acha que muito extraordinário (fazer sucesso) só porque é do Piauí. No Piauí, tem pessoas muito melhor do que eu só não têm a mesma visibilidade”, declara.

Whindersson já postou quase 300 vídeos no Youtube, participou de programas de TV, roda o Brasil inteiro fazendo apresentações de stand up, chegando a fazer três shows por noite, disse que só falta conhecer Curitiba-PR, mas já esteve no Estado e que as duas cidades que mais tem dificuldade em sair normalmente são Teresina e Fortaleza.
Cinema

O piauiense revelou que já teve uma experiência no cinema. Foi um dos dubladores do filme “A Era do Gelo” e disse que a sensação é “maravilhosa”. “Pensei que ia durar umas três horas, mas foi si dez minutos porque as falas eram poucas. Dublei o dinossauro pássaro e foi a coisa mais maravilhosa do mundo. Depois que você dubla, você assiste a cena com sua fala e é incrível. E não era qualquer desenho, era A Era do Gelo”.

Apesar de ter gostado da experiência, ele disse que quer ir mais longe no cinema. “Vou ser protagonista junto com Tom Cavalcante, Tirulipa e Danilo Gentili em um filem que a gente vai gravar no final do ano, para sair no início do outro ano. Dependo do resultado desse filme, é que a gente vai saber o que vai fazer sobre o cinema. Mas, quero fazer outro, e mais outro e mais outro”, disse o humorista que só depois desse passo, planeja pensar em uma carreira internacional.

Manter a fama

O youtuber afirma que produz para atingir cada dia mais usuários e se manter na fama, que segundo ele é o mais difícil. Segundo ele, todo mundo pode ser famoso um dia, só basta que alguém filme e poste na internet um vídeo inusitado, no entanto, essa fama duas ou três semanas acaba, porque vem outra pessoa com algo mais diferente.
“Ficar famoso é muito fácil, segurar a fama que é difícil. Quer ganhar fama? Coloca cinco melancias nas costas e sai correndo, todo mundo vai saber quem é, vai perguntar, mas duas ou três semanas já passa, porque outra pessoa vai correr com um cavalo nas costas. É muito fácil, totalmente fácil de fazer, mas segurar... Quando o vídeo “Qual a senha do wi-fi” atingiu 35 milhões (de visualizações) a minha maior preocupação era: será que consigo fazer uma coisa melhor que essa? E tem vídeos que já estão passando. O negócio é segurar a fama. Consegui no Youtube e continua sendo difícil, assim como na TV, porque tem que segurar, que senão vai parar no chão, as visualizações baixam, os shows caem e tudo baixa”.

Ídolos do ídolo
Whindersson declarou que tem três humoristas que ele é muito fã: o Tirulipa, e os piauienses Dirceu Andrade e o Jacstênio Rodrigues.

“O Tirulipa é um cara, que além de ser engraçado é uma boa pessoa e você acha mais engraçado quando gosta dela e eu gosto muito dele; o Dirceu Andrade que é daqui, sou muito fã, assisto, gosto do trabalho dele, mostro para todo mundo e todo mundo gosta e o outro é Jackstênio Rodrigues daqui também, sou muito fã do estilo de piada, do jeito que ele trata o público”, descreve.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Rastek
  • Espeto e Cia
  • Paraiba
  • Blossom