• Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Casa dos frios
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Casa dos frios
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Farmaduty

Além de comandar quase todas as ações ofensivas do Flamengo, Diego marcou de pênalti o gol que deu a vitória para o Rubro-Negro no clássico contra o Vasco, no Raulino de Oliveira, pelas semifinais da Taça Guanabara.

30a23935c019a0f158fe120c9ec4d497Decisivo, Diego comemora fim de jejum no clássico e elogia o Flamengo.(Imagem:Divulgação)

De quebra, ele foi decisivo para encerrar o jejum de nove jogos sem vitórias sobre o rival. Contudo, o camisa 35 destacou que o time não se deixou pressionar no jogo.

- É algo real, esse período sem ganhar do Vasco, mas nós não entramos com esse tipo de preocupação. Nós sabemos que vivemos em um momento muito bom e que tínhamos totais condições de vencer esse jogo.

A equipe foi muito inteligente, soube equilibrar a emoção com a razão. Fizemos um jogo excelente, poderíamos ter feito mais. É sempre difícil jogar contra o Vasco - disse Diego.

No seu primeiro encontro contra o Vasco - clube que já defendeu - Rômulo foi outro que saiu vencedor. E o volante rubro-negro também valorizou a entrega da equipe no triunfo que classificou o Flamengo para a final da Guanabara.

- Acho que é isso. Entrega, determinação... não pode faltar nesses jogos. Agora pensar na final da Taça Guanabara. Clássico é sempre difícil, a equipe do Vasco é muito boa. Agora é descansar - completou o volante do Flamengo.

O Flamengo enfrenta agora o Fluminense na decisão da Taça Guanabara, no próximo domingo. Nesses próximos dias, a FERJ deve definir o palco da decisão. Neste jogo, nenhuma das equipes terá a vantagem de jogar pelo empate.


Fonte: Lancenet

O Flamengo está na final da Taça Guanabara. Na noite deste sábado, o time rubro-negro venceu o Vasco por 1 a 0 no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Diego, na primeira etapa, fez o único gol da partida.

5a6d2221935a902b96fd9ea8b2588db2Flamengo vence Vasco e pega o Flu na final da Taça Guanabara.(Imagem: Gilvan de Souza/Flamengo)

Com o triunfo - em um estádio com menos de 10 mil pessoas -, o time avança para a decisão do primeiro turno do Carioca com 100% de aproveitamento. Foram cinco vitórias na fase de grupos e 17 gols marcados.

Na final, o adversário será o Fluminense, que empatou em 0 a 0 com o Madureira e se classificou por ter melhor campanha.

O duelo será disputado no próximo domingo, dia 5 de março.

Fim do jejum
Com a vitória, o Flamengo também quebrou um jejum. Os comandados de Zé Ricardo não venciam o Vasco há nove jogos, com três empates e seis derrotas.

Antes da partida deste sábado, a última vitória rubro-negra no clássico havia sido em março de 2015, quando Alecsandro fez dois gols para dar o triunfo por 2 a 1.

O Fla ainda segue com a maior sequência invicta do clássico no século XXI. Foram 11 partida de invencibilidade entre agosto de 2012 e abril de 2015, com seis vitórias e cinco empates.

Foi ainda a estreia de sete jogadores no clássico pelo clube: Muralha, Réver, Diego, Berrío, Trauco, Rômulo e Vaz - este dois últimos já haviam participado do duelo quando atuavam pelo Vasco. O técnico Zé Ricardo também fez sua primeira partida contra o adversário.

Seis cartões amarelos
O primeiro tempo pode não ter sido marcado por jogadas brilhantes, mas foi intenso. Entres disputas, empurrões e uma pequena confusão, o saldo foi de seis cartões amarelos: Pará, Trauco e Mancuello pelo Fla; e Kelvin, Rodrigo e Luan pelo Vasco.

Entre as disputas, o Vasco ameaçou com um chute de fora da área de Kelvin, enquanto o Flamengo viu Everton se destacar. O meia-atacante obrigou Martin Silva a fazer boa defesa em um chute e, depois, quase viu Guerrero concluir uma boa jogada individual construída por ele do lado esquerdo.
Gol de Diego
Aos 41 minutos do primeiro tempo, o time rubro-negro abriu o placar. Após lançamento de Arão, Guerrero se antecipou a Luan e caiu na área. O árbitro apontou o pênalti. Na cobrança, Diego chutou no meio do gol para abrir o placar.

Segunda etapa
Com a necessidade de vencer a partida para avançar à decisão do primeiro turno, o Vasco foi mais ofensivo desde o princípio na segunda etapa. O jogo se tornou mais franco,e o Fla também aproveitou para contra-golpear.

Arão, Diego e Guerrero quase ampliaram, enquanto o Vasco, entre cruzamentos e lançamentos, não conseguiu ameaçar de fato o goleiro Alex Muralha.

Fonte: ESPN

Após vender David Neres para o Ajax-HOL, o São Paulo perderá para a Europa mais uma de suas joias da base. O Tricolor acertou a venda do meia Augusto Galvan, de 17 anos, para o Real Madrid por 1 milhão de euros (R$ 3,2 milhões).

9b8594f2ecb55af229036e2beef43f74São Paulo vende joia da base para o Real; valor pode chegar a R$ 9,6 mi.(Imagem:Divulgação)

No entanto, o clube brasileiro poderá arrecadar mais 2 milhões de euros (R$ 6,4 milhões) caso o atleta atinja algumas metas estipuladas em contrato. Neste caso, a quantia chegaria a R$ 9,6 milhões.

A venda é vista como um ótimo negócio no Morumbi, já que o vínculo de formação de Augusto com o Tricolor se encarraria em 25 de março, mês em que o atleta chegará à maioridade, e ele poderia sair de graça. Além do Real, outros clubes espanhóis estavam de olho no garoto.

Com a negociação de Augusto, o São Paulo se aproxima ainda mais de sua meta de alcançar os R$ 60 milhões com a venda de jogadores neste ano. Primeiro, o clube recebeu R$ 5 milhões por ser o formador de Oscar, que trocou o Chelsea pelo chinês Shanghai SIPG.

Depois, acertou a ida do atacante David Neres para o Ajax por R$ 50 milhões. O Tricolor ainda pode lucrar com Lyanco, que tem o interesse da Juventus-ITA e do Atlético de Madri-ESP.


Fonte: Gazeta Esportiva

Um duelo entre os reservas de Criciúma e Internacional deixou o estádio Heriberto Hülse, em Criciúma, quase vazio na noite desta quinta-feira. Os clubes jogaram pela última rodada da fase de grupos da Primeira Liga e o time colorado venceu de virada por 3 a 1.

a05b38b2b6d71e6534dd8a3cf56e7105Internacional bate Criciúma de virada pela Primeira Liga.(Imagem:divulgação)

O resultado, no entanto, não mudou em nada a classificação do grupo A. O Internacional já estava classificado e continua na liderança, agora com nove pontos. O Criciúma é o lanterna e não venceu ninguém - já estava eliminado antes da rodada iniciar.

O gol da equipe da casa foi marcado por Flávio, aos 42 minutos do primeiro tempo. Ele aproveitou um rebote na área após a bola bater na trave em chute de Carlos Eduardo.

O Internacional empatou aos 26 do segundo tempo, com Cláudio Winck. E ele precisou de duas chances. Na primeira, ele cabeceou a bola após escanteio batido por Andrigo. O goleiro Eduardo Babiuk defendeu, mas deu rebote para a área. Winck não desperdiçou.

Aos 30 e aos 31, o time gaúcho virou e ampliou. Primeiro com Andrigo, em chute de perna esquerda dentro da área. Depois com Diego, que finalizou na saída do goleiro.

O Criciúma ainda teve um jogador expulso. Foi Nino, ao receber o segundo cartão amarelo, aos 22 minutos do segundo tempo. Até a expulsão o time vencia por 1 a 0.

Apesar dos quatro gols, a partida foi fraca tecnicamente. Os times sentiram a falta de entrosamento e não chegaram a empolgar.

Os treinadores escalaram os reservas porque estiveram em campo na última quarta-feira em duelos pela Copa do Brasil. O time colorado derrotou o Oeste por 4 a 1. Já o Criciúma bateu o Altos nos pênaltis por 4 a 3, após empate por 2 a 2, no tempo normal.

Fonte: ESPN

  • Ada Atten
  • Rastek
  • Cabedo
  • Espeto e Cia
  • Paraiba