A Comissão de Apelação da Fifa aceitou o recurso apresentado pela Associação de Futebol Argentino (AFA) e revogou a suspensão de quatro partidas imposta a Leo Messi, anunciou nesta sexta-feira a Federação Internacional.

4744da66892e7282050d9b457768943c

Em 28 de março, a Fifa suspendeu Messi por quatro partidas com a Argentina por considerá-lo culpado de pronunciar "palavras injuriosas contra um auxiliar", o brasileiro Emerson de Carvalho, na vitória por 1-0 de sua seleção contra o Chile. Messi já cumpriu uma partida de suspensão.

Mas a Comissão de Apelação, apesar de classificar de reprovável a conduta do jogador, determinou que "as provas disponíveis não eram suficientes" e retirou a suspensão.

A AFA festejou o fato da apelação pelos quatro jogos de suspensão de Messi ter servido para anular "a decisão adotada pela Comissão Disciplinária da Fifa".

A Argentina precisa mais do que nunca de seu maior craque para buscar a classificação à Copa do Mundo. Sem Messi, a seleção alviceleste ganhou somente um jogo, empatou 4 e perdeu 3, um deles contra a Bolívia como visitante, quando o atacante cumpriu sua primeira rodada de suspensão. Com Messi na equipe, foram 5 vitórias e uma derrota.

O ex-diretor de seleções da Argentina, o apresentador de televisão Marcelo Tinelli, festejou a decisão da Fifa.

"Que boa notícia para começar o dia. A Fifa retirou a punição de Messi. Parabéns por esta conquista", declarou Tinelli.


Fonte: Yahoo


Cerca de R$ 13 mil é o preço que o Altos aceitou pagar por não confiar mais na arbitragem local. Hoje, às 20h, um quarteto de Pernambuco comanda a semifinal do 2º Turno entre Altos e 4 de Julho, no Lindolfo Monteiro.

bassols

Pericles Bassols apita, auxiliado por Clovis Amaral da Silva e Charles Rosas Pires. O suplente é Emerson Sobral.

O valor gerou desconforto entre os árbitros locais. É bem menos que o vpago por jogo para um quarteto piauiense: cerca de R$ 1.500.

É bom frisar para não confundir: o valor desembolsado pelo Altos banca as despesas de viagem, como passagens e hospedagem. Os R$ 13 mil não correspondem à taxa de arbitragem. Mas não deixa de gerar decepção nos arbitros locais que se invista tanto para trazer um quarteto de fora e não se valorize os locais.

Do lado do Altos, talvez se pense justamente o contrário: como estão errando mais que o normal, os árbitros piauienses não estariam merecendo esse esforço financeiro.

O valor é alto, sem trocadilhos. Tanto que o Piauí Esporte Clube, que cogitou usar o mesmo artifício amanhã contra o River, recuou, abeirou, desistiu. Antonio Santos Nunes apita a outra semifinal, auxiliado por Rogério Braga e João Thiago Reis. O suplente é Diego Castro.

Durante a semana, o diretor de competições da Federação de Futebol do Piauí, Robert Brown, fez questão de frisar que o árbitro não seria escolhido por Altos, e sim pela federação. Cabe ao clube bancar a despesa, já que o mesmo fez o pedido para um quarteto de fora. Aliás, o valor deve ser repasssado para a FFP efetuar os pagamentos.

Ouça a entrevista de Robert Brown veiculada no Cidade Verde Notícias da quarta-feira (3). Difícil vai ser, depois do jogo, convencer torcedor de que o quarteto de fora não veio com intenção de favorecer o Jacaré. Queira ou não, esse discurso pode surgir caso o 4 de Julho seja eliminado.

O ideal mesmo é que os árbitros locais fossem usados. Mas o clima de insatisfação não é só de Altos e Piauí. Com cursos e capacitações recentes que juizes e auxiliares receberam, o que merece um estudo é o volume de erros em jogos do Campeonato Piauiense 2017.

O Barcelona prepara uma oferta de 51 milhões de libras, algo em torno de R$ 200 milhões, para tirar Philippe Coutinho do Liverpool.

c1d1049b0490e01aa2a6e21b6acaad93

O desejo do clube catalão é contar com o talento do brasileiro ainda neste ano, segundo informações do jornal espanhol “Sport”. Entretanto, o meia-atacante, que está com 24 anos, tem contrato como clube inglês até 2022. Mas quando há dinheiro e Barcelona em jogo, tudo pode acontecer.

Fonte: Esporte ao Minuto

Após a derrota no Maracanã por 3 a 1 para o Flamengo, na última quarta-feira (3 de maio), a Universidad Católica se complicou um pouco agora para avançar às oitavas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone.

daf63e879b28c46d6bf93a2176bb125c

Como não pode mais passar o time rubro-negro na pontuação, a equipe chilena precisa torcer para os brasileiros na última rodada. Uma vitória sobre o San Lorenzo é o ideal, desde que a equipe de Salas vença o Atlético-PR.

No entanto, a imprensa chilena está com um temor sobre um possível 'empate de compadres' entre as equipes, que obrigaria uma vitória por dois gols de diferença da Católica para passar. Alguns jogadores comentaram sobre o assunto que bombou no Chile, mas descartaram uma possível marmelada:

"Eles vão jogar uma partida leal, tenho certeza. O Flamengo vai com toda gana para gnahar essa partida, assim como nós", afirmou Kalinski, em entrevista ao diário AS.

Com nove pontos, o Flamengo lidera a chave e joga por um empate na argentina para se classificar. Com sete, vem o San Lorenzo na segunda posição, com sete pontos, mesmo número do Atlético-PR. A Católica fecha a chave com cinco. As partidas entre os times acontecerão no dia 17 de maio, no mesmo horário.


Fonte: Fox Sports

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Blossom
  • Paraiba
  • Espeto e Cia