• Posto Aliança
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Dario PAX

O atacante Luis Fabiano está de saída do futebol chinês. Em nota à imprensa emitido na manhã desta quinta-feira, o jogador de 35 anos confirmou seu desligamento do Tianjin Quanjian (CHN), clube que ajudou a levar à elite do Campeonato Chinês.

5783f7ea97128Luis Fabiano deu adeus ao Tianjin Quanjian Reprodução

O Fabuloso, que estava na equipe desde o início da temporada, comunicou que a rescisão foi amigável. Além do título da China League One, o atacante foi artilheiro da competição, com 23 gols.

Luís Fabiano ainda anunciou que, em breve, tende a anunciar seus planos para o futuro. Sua passagem mais recente no Brasil foi pelo São Paulo, que defendeu por quatro temporadas.

 

Fonte: Lancenet

A última visita do Palmeiras à Vila Belmiro, palco do jogo de sábado, contra o Santos, terminou com um aviso de Cuca: o Palmeiras seria campeão brasileiro deste ano. A equipe havia acabado de ser eliminada nos pênaltis pelo Santos na semifinal do Paulista, e o técnico buscou uma forma de motivar jogadores e torcida.

580de43a1f051Cuca durante o jogo contra o Sport, domingo (Foto: Jales ValquerFotoarena/Lancepress!)

- Vamos brigar e vamos ser campeões. Vamos fazer tudo certinho. O Palmeiras sai da melhor forma que poderia sair, se é que existe. Sai com honra, com dignidade. Vamos buscar o Brasileiro, trazendo reforços - disse Cuca, no dia 24 de abril.

Naquela eliminação, o time estava começando a se acertar depois de problemas no Estadual. Acumulava sete jogos sem perder após o início ruim do técnico, com quatro derrotas consecutivas, incluindo a goleada por 4 a 1 do Água Santa.

Dali em diante, iniciou-se a reformulação no elenco, encabeçada por Cuca. As principais saídas foram as de Lucas e Robinho, trocados por Fabiano e Fabrício, do Cruzeiro. Tchê Tchê e Mina chegaram por indicação do técnico, assim como Róger Guedes, que já estava no clube e foi titular naquele duelo na Vila. Leandro Pereira também foi contratado.

Hoje, o treinador considera que avançou na "profecia", cada vez mais perto de se concretizar. O time liderou 23 das 32 rodadas e está com seis pontos de vantagem para o Flamengo, segundo colocado.

- Nesse segundo turno, temos um aproveitamento absurdo, quase 80% de aproveitamento em 14 partidas. Nós conseguimos 34 pontos nesse segundo turno, é muita coisa. Isso acontece lá com o Real Madrid, com o Barcelona, com o Bayern, com a Juventus. Aqui tem 12 times iguais. Essa produção que estamos tendo nos dá a certeza de estar no caminho certo. Estamos no 32º andar da nossa edificação. Se não fizer nada errado, a gente vai terminar - disse, domingo passado.

 

Fonte: Lancenet

A Chapecoense fez história na noite desta quarta-feira, eliminando o Junior Barranquilla-COL na Arena Condá e chegando na semifinal da Copa Sul-Americana. Sob muita chuva, Verdão reverteu a derrota por um gol do jogo de ida fazendo 3 a 0, com gols de Ananias, Gil e Thiego.

58114df69e8faChapecoense está na semifinal da Sul-Americana (Foto: AFP)

Na semifinal, a Chapecoense vai enfrentar o vencedor do confronto entre San Lorenzo e Palestino, que decidem a vaga nesta quinta-feira, no Chile. No jogo de ida, os argentinos fizeram valer o mando de campo e conseguiram vencer por 2 a 0.

O JOGO

Sob muita chuva, equipes começaram o jogo de volta tentando trocar passes, mas o gramado estava bastante molhado e atrapalhava as jogadas pelo chão. Tiaguinho arriscou de fora da área e assustou o time colombiano. Mesmo com todas as dificuldades, o Verdão conseguiu abrir o placar com Ananias, aproveitando chute cruzado de Bruno Rangel para estufar as redes. Antes do intervalo, o time da casa virou com Gil. Após cobrança de escanteio, goleiro afastou no pé do volante que de primeira acertou o canto para ampliar.

A Chapecoense já tinha o resultado necessário para avançar, mas voltou pressionando para a etapa final e quase fez mais um com Bruno Rangel batendo da entrada da área. Quando os colombianos começaram a gostar do jogo, Thiego aproveitou ótimo cruzamento e de cabeça fez mais um. Lucas Gomes ficou perto de fazer o seu em duas oportunidades, mas a bola subiu demais. Nos minutos finais, Verdão segurou a posse de bola e saiu classificado.

 

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 3 X 0 JUNIOR BARRANQUILLA
Data e hora: 26/10/16, às 21h45 (de Brasília)
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Árbitro: Enrique Caceres (PAR)
Assistentes: Milciades Saldivar (PAR) e Dario Gaona (PAR)
Cartões amarelos: Gil e Lucas Gomes (CHA); Iván Vélez e Alexis Pérez (JUN)
Cartão vermelho: Não houve.
Gols: Ananias, 35'/1T (1-0); Gil, 43'/1ºT (2-0); Thiago, 31/2º (3-0);

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Neto, Thiego e Dener; Matheus Biteco (Josimar, 22'/2ºT), Gil (Sérgio Manoel, 34'/2ºT), e Cleber Santana; Ananias (Lucas Gomes, 27'/2ºT), Bruno Rangel e Tiaguinho. TEC: Caio Júnior.

JUNIOR BARRANQUILLA: Sebastián Viera; Iván Vélez, Alexis Pérez, Deivy Balanta e Félix Noguera; Vladimir Hernández, Narváez, James Sánchez e Sebastián Hernández (Clemente Palacios,17'/2ºT); Ovelar (Rangel, 23'/2ºT) e Escalante (Domínguez, 37'/2ºT). TEC: Giovanni Hernández.

 

Fonte: Lancenet

O Atlético-MG jogou um balde de água fria na torcida do Inter, no Beira-Rio. O Galo marcou um gol-relâmpago, sofreu o empate do Internacional e foi buscar o triunfo por 2 a 1 aos 44 minutos da segunda etapa do jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. Na próxima semana, no Independência, em Belo Horizonte, os alvinegros jogam por qualquer empate e até por uma derrota por 1 a 0 para carimbar a vaga na decisão. Ao time gaúcho, vale qualquer triunfo por dois gols de diferença ou por um desde que marque ao menos três gols. Caso vença por 2 a 1, a decisão será nos pênaltis.

58114bdccbe22Galo derrota o Inter pelas semifinais da Copa do Brasil (Foto: Jeferson Guareze/AGIF)

Logo de cara, aos dois minutos de jogo, na raça, Pratto ganhou a bola pelo lado direito e tocou para Otero completar. Galo na frente. O Internacional se recompôs, recuperou a bola no ataque e passou a frequentar o campo de defesa dos mineiros, sempre investindo pelo lado esquerdo. Antes do intervalo, o Colorado teve três boas chances para deixar o placar igualado. Faltou um pouco mais de capricho nas conclusões.

Se atacou, às vezes, de forma desordenada, o Inter teve nos pés de Willian um pouco mais de técnica e racionalidade. Já o Galo buscou sair com inteligência, sem se precipitar, atuando de forma prudente e utilizando a experiência do elenco.

O jogo não mudou com o segundo tempo. O Internacional trabalhava mais, controlava o jogo e chegava o tempo todo no gol adversário, sempre errando no arremate final. Quando a bola tinha direção certa, Victor salvava os mineiros. A torcida colorada clamou por Vitinho, poupado para a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. Celso Roth ignorou o apelo e lançou Sasha no lugar de Alex, além de trocar Fabinho por Valdívia. O atacante da galera só foi chamado aos 33 minutos.

O Galo não ficou apenas atrás. Danilo Fernandes, com grande defesa, evitou o segundo gol de Otero.

Aos 25 minutos, Fábio Santos cometeu pênalti infantil sobre Anderson. William acertou a cobrança, deixou tudo igual e marcou o primeiro gol da carreira.

A pressão do Inter cessou no decorrer da partida. O Galo cresceu, ganhou em velocidade com a entrada de Cazares e foi buscar o triunfo com Pratto, no fim da partida. O Beira-Rio ficou em silêncio. O Galo cantou mais alto nos Pampas.


FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 x 2 ATLÉTICO-MG

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data e hora: 26 de outubro de 2016, às 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Bruno Boschilia (RJ)
Cartões Amarelos: Leandro Donizete e Rafael Carioca (ATL)
Cartões Vermelhos:
Gols: Otero, 2'/1ºT (0-1); William, 25'/2ºT (1-1); Pratto, 44'/2ºT (1-2)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes, Fabinho (Valdívia, 19'/2ºT), Paulão, Alan Costa e Geferson; Rodrigo Dourado, Eduardo Henrique, Anderson (Vitinho, 33'/2ºT), Willian e Alex (Eduardo Sasha, 14'/2ºT); Aylon. Técnico: Celso Roth.

ATLÉTICO-MG: Victor, Carlos César, Gabriel, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca (Lucas Cândido, 29'/2ºT), Leandro Donizete, Júnior Urso e Otero (Luan, 14'/2ºT); Robinho (Cazares, 33'/2ºT) e Pratto. Técnico: Marcelo Oliveira.

 

Fonte: Lancenet

  • Blossom
  • Paraiba
  • Espeto e Cia
  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Casa Boa Esperança