• Farmaduty
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Farmaduty
  • Garoto

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, confirmou nesta terça-feira que chegou ao fim o ciclo de Michel Bastos no clube. O dirigente admitiu que a intenção da diretoria é utilizar o meia como moeda de troca e acredita que a medida será importante para formação de um elenco forte para 2017.

565369a01198cO presidente Carlos Augusto de Barros e Silva (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/LANCE!Press)

- É possível que sim (fim do ciclo), por causa de algumas circunstâncias, não que nós desejássemos, mas é a dinâmica do futebol - afirmou Leco, em seguida perguntado se Michel tem de ser usado como moeda de troca na próxima janela.

- É importante - respondeu.

Leco foi perguntado sobre uma série de nomes que estão na lista da diretoria para o ano que vem, todos para o ataque. O presidente já admite interesse nos atacantes Nilmar, do Al Nasr (EAU), Rafael Marques, do Palmeiras, Willian, do Cruzeiro, e Sassá, do Botafogo. A diretoria também já se fez consultas por Wellington Nem e Bernard, do Shakhtar Donetsk (UCR). A ideia, segundo o mandatário, é ter nomes de mais peso no elenco.

- Você acabou de citar quatro grandes nomes que podem perfeitamente vestir a camisa do São Paulo. Informações e análises já temos, algumas coisas vão acontecer. O São Paulo quer sim alguns jogadores protagonistas no elenco que possam nos ajudar no ano que vem - afirmou.

O presidente voltou a dizer que gastará mais dinheiro do que foi investido este ano para contratações, mas não quis especificar quanto. Ele também lamentou o momento do time, que nesta segunda-feira foi derrotado por 1 a 0 pelo América-MG, antes lanterna do Campeonato Brasileiro.

- O time ficou abaixo do esperado esse ano, mas tem de certa forma sentido em virtude das dificuldades que o clube enfrentou recentemente e está em processo de reformulação em busca de uma reconquista - ponderou.

 

Fonte: Lancenet

O zagueiro Luiz Felipe, que tem uma ruptura parcial no ligamento do joelho direito, terá que passar por uma cirurgia de reconstrução e ficará fora por, pelo menos, seis meses.

56cb5fc3da8ebZagueiro perde o fim deste ano e o começo de 2017 (Foto: Ivan Storti / Santos FC)

- Há uma ruptura parcial do ligamento cruzado anterior. Esse tipo de lesão quando associado com instabilidade subjetiva ou objetiva nos testes ligamentares em atleta ou jovem, funciona como ruptura total. É indicada a reconstrução do ligamento cruzado. Recuperação leva de seis a sete meses. Provavelmente ele vai ser operado nos próximos três ou quatro dias - disse o chefe do departamento médico do Santos, Rodrigo Zogaib.

O defensor passou por exames na segunda-feira, mas só nesta terça foi divulgado o resultado pelo Peixe.

Com isto, o técnico Dorival Júnior só terá David Braz, Noguera e Lucas Veríssimo para os cinco jogos finais do Brasileirão. Gustavo Henrique, que também passou por uma cirurgia, mas no joelho esquerdo, só retorna na próxima temporada.

Nas categorias de base, os zagueiros Bruno Leonardo, Bambu e Sabino são observados.

 

Fonte: Lancenet

Nos últimos anos, La Masia foi considerada a maior fábrica de talentos do mundo, de onde saíram Iniesta, Xavi e Messi. A academia de talentos do Barcelona, no entanto, foi deixada para trás pelos rivais do Real Madrid.

57c374bd79556Real Madrid: 41 jogadores, sendo sete do elenco atual AFP

La Fabrica, como é conhecida academia de formação dos Merengues, foi considerada a melhor base entre as cinco grandes ligas europeias (Alemanha, Espanha, França, Inglaterra e Itália), segundo o CIES Football Observatory.

De acordo com o estudo, La Fabrica revelou sete jogadores para o time do Real Madrid, além de 34 jogadores para times das cinco grandes ligas. No Real, destacam-se Casilla, Carvajal, Nacho, Lucas Vázquez e Morata, além de Borja Valero, Casillas, Diego López e Soldado espalhados por outros clubes.

La Masia emplacou Jordi Alba, Iniesta, Busquets, Rafinha e Messi, mas o estudo exclui Piqué, que não esteve no Barcelona em três temporadas entre os 15 e 21 anos de idade.

Curiosamente, na lista dos 15 times que mais revelam jogadores para as cinco grandes ligas, há um sul-americano, o River Plate, com 20 jogadores. Segundo o estudo, o Athletic Bilbao é o clube que tem mais atletas da base no elenco, com 17.

 

Fonte: Lancenet

O futebol chinês devastou o Corinthians após o título do Brasileirão de 2015 contratando quatro jogadores de peso do elenco: Gil, Ralf, Jadson e Renato Augusto. Enfraquecido por essas e mais algumas perdas, o Timão vive uma temporada bem discreta, em que o maior objetivo é alcançar a classificação entre os seis primeiros do Brasileirão e uma vaga na Libertadores do ano que vem. Apesar de atualmente ocupar apenas o sétimo lugar da tabela, o Corinthians já está pensando em 2017. E terá uma ajuda inusitada neste planejamento.

5817d6e97b7dfWagner e Jô: (Foto:Wagner Meier/Divulgação)

É justamente no mercado chinês que a diretoria está buscando reforços para a próxima temporada: o primeiro é Jô, que fechou por três anos e deve ser anunciado nesta terça-feira, seis meses após rescindir com o Jiangsu Suning. O próximo nome, também experiente, é do meia Wagner, que pleiteou e recebeu indicação positiva nesta segunda-feira sobre a rescisão contratual do vínculo que iria até julho de 2017 no Tianjin Teda, também do país oriental.

Membros da diretoria do Timão já conversaram diretamente com o jogador em mais de uma oportunidade e as negociações estão avançadas no momento. O meia não tem um empresário fixo, foi sondado por outros clubes brasileiros e deve aguardar até o fim do Brasileirão para decidir seu destino a partir de 2017, mas o clube paulista é favorito. Wagner está na China desde julho de 2015, quando foi vendido pelo Fluminense, mas jogou só 26 partidas, ficou sem espaço em seu clube e foi liberado antes dos demais jogadores para passar férias no Brasil e definir seu futuro.

– Ele é um meia de experiência, chute forte, com bola parada boa, uma série de aspectos. Internamente conversamos sobre ele, sim – admite, ao LANCE!, o novo diretor de futebol do Timão, Flávio Adauto.

Com Jô e Wagner, reforços que obedecem à necessidade traçada pela diretoria de experiência para 2017, o Corinthians não pagará nada pela compra dos direitos econômicos e só terá encargos com pagamento de luvas e salários – ambos diminuirão muito os vencimentos para fechar.

De problema em 2016, o mercado chinês pode ser a salvação do Corinthians por reforços no ano que vem.

 

Fonte: Lancenet

  • Blossom
  • Paraiba
  • Espeto e Cia
  • Casa Boa Esperança
  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Rastek