• Oticas Floriano
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Casa dos frios
  • Farmaduty
  • Casa dos frios
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Farmaduty

Faltando pouco mais de 5 dias para a estreia no Piauiense de 2017, o Flamengo segue em ritmo forte de treinamentos. A pré-temporada já sinaliza um avanço significativo no preparo do elenco e o preparador físico do Mais Querido comemora.

b5e15d3ace1aed6e6409de3b2d7926baPreparação física sem lesões é comemorada no Flamengo-PI.(Imagem: Érica Paz - Flamengo A.C)

A estreia do time rubro-negro será no dia 1º de fevereiro, em partida na Arena Ytacoatiara, contra o 4 de Julho, às 20 horas. Ganhar ritmo de jogo, somente com o começo da competição, mas Gabriel Teixeira acredita que o time está em bom caminho.

“Eu creio que eles estejam 70% do máximo deles bem. Até mesmo porque só vamos adquirir um pouco mais de capacidade física de jogo a partir da terceira rodada, isso é normal de toda equipe. Eles precisam do jogo para ter um pouco mais de intensidade e com isso deixar o corpo apito ao jogo”, avaliou o Gabriel.

Com menos de um mês de preparação, a principal preocupação da comissão técnico do Leão foi “não ter lesões” no elenco. Algo que o preparador comemora até aqui. “Temos que dar ênfase que na nossa preparação não tivemos nenhuma lesão física e nem muscular e é esse cuidado que importante, calculando o trabalho de força, de resistência física e técnica dos atletas. A gente conseguiu calcular bem”, explica.

“Na verdade o tempo que nós tivemos foi curto. Tentamos intensificar a base de fortalecimento com treinos físicos e técnicos, para não sobrecarregar somente nos físicos e não conseguirem executarem depois o trabalho de bola da melhor maneira possível”, finaliza Gabriel Teixeira, esperando que o time faça uma boa partida contra o 4 de Julho na estreia.

O time segue hoje com treinos técnicos, comandando por Celso Teixeira.

 

Fonte:cidadeverde.com

Rachão, treino de posicionamento e treino de bolas paradas, essas foram as atividades do River antes de estrear na temporada 2017, nesta quinta-feira (26/01), no Estádio Lindolfo Monteiro, quando enfrenta a Juazeirense.

7b4fc5220ad3705dbe74e04acf04ee21River realiza último treino antes da estreia na temporada 2017.(Imagem: Victor Costa - River A.C)

Para relaxar os atletas, o auxiliar técnico Thales comandou o tradicional rachão pré-jogo que contou inclusive com a participação do treinador Waldemar Lemos no time que saiu vitorioso no trabalho.

Logo após, Waldemar voltou ao seu posto de comandante e trabalhou com o time o posicionamento em campo e treinou exaustivamente bolas paradas.

Para o treinador, o time chega preparado para a estreia: "A gente vem em uma sequência muito boa, tratando tudo o que a gente acha essencial para o time. Atingimos muitos objetivos que planejamos e agora esperamos colocar em campo o que trabalhamos", comentou Waldemar.

O atacante Rodrigo Tiuí, também vê uma boa preparação do time tricolor: "O River está bem. Treinamos forte na pré-temporada, estamos com foco no nosso objetivo. Tem o frio da barriga da estreia, mas temos que manter a ansiedade fora de campo e a gente sabe que se colocarmos em prática o que treinamos, sairemos do estádio com o objetivo atingido."

Para a partida, o treinador Waldemar Lemos relacionou 22 jogadores. São eles:

Goleiros: Leandro e Robson
Zagueiros: Caíque, Gustavo Eugênio e Oscar Brizuela
Laterais: Matheus Mendes, Ricardo Sena, Rossales e Wesley
Volantes: Amorim, André Luiz, João Paulo, Juliano e Osmar
Meias: Humberto e Júnior Paraíba
Atacantes: Lucas Bacelar, Negueba, Robinho, Rodrigo Tiuí, Tety e Viola

Começou o maior rali de regularidade do Brasil. Na noite de terça-feira (24), a Arena do Teresina Shopping foi palco da largada promocional do Piocerá. No ano em que comemora 30 anos, a prova faz a rota inversa de 1987, primeira edição, e foram acrescentados os melhores trechos técnicos e que cruzam os sertões do Piauí e Ceará.

42565f3703afb7024e56d8324b77093dDada a largada para disputa pelo título histórico do Rally Piocerá 30 anos.(Imagem:Divulgação)

Em três décadas, o Piocerá colocou o nome do Piauí no cenário nacional e internacional, com uma das provas mais conceituadas da América Latina. Para Ehrlich Cordão, idealizador do rali e diretor da Radical Produções, organizadora do evento, trata-se de uma conquista inédita.

"Essa é uma conquista que todos os piauienses se orgulham. O evento levou o nosso nome para o cenário automobilístico do mundo inteiro e mostrou que aqui somos capazes de fazer o melhor", destacou.

No quarto ano de parceria, a superintendência regional da Caixa Econômica Federal no Piauí ressaltou a importância do Piocerá para economia e integração do Piauí e Ceará com os demais estados do Brasil.

"A Caixa valoriza o esporte em todo o país. O Piocerá é um evento fundamental que integra os dois estados com o país e expõe para o mundo. Com isso, movimenta a economia, o turismo e a cultura. É como muita felicidade que continuaremos apoiando o rali", disse o superintendente regional da Caixa no Piauí, Elizomar Guimarães.

O secretário municipal de esportes de Teresina, Renato Berger, também se fez presente na largada promocional da edição histórica da prova. "Parabenizamos a todos da organização que lutam para colocar nossa capital no cenário nacional, através do esporte e que mobiliza milhares de visitantes", frisou.

Mais de 1 mil quilômetros

Em 2017, foram confirmadas as participações de aproximadamente 600 competidores, de diversas categorias, entre motos, carros, quadriciclos, UTVs e bikes. Serão mais de 1 mil quilômetros percorridos numa prova que promete ser desafiadora, exigindo bastante atenção dos competidores.

Na quarta-feira (25), primeira etapa da prova, que acontece entre Teresina (PI) e Piripiri (PI), tem pouco mais de 260 quilômetros. Já as bikes devem enfrentar 85 quilômetros um misto de terrenos com trilhas de piso natural, cascalho e asfalto, entre Teresina e a cidade de Campo Maior (PI).
De Piripiri a prova de motos, carros, quadriciclos e UTVs deve seguir para a cidade Viçosa do Ceará. Na sexta-feira (27), a cidade de Sobral (CE) recebe a caravana do Piocerá. A chegada acontece no sábado (28), na Praia do Cumbuco, em Caucaia (CE).

Os competidores das bikes enfrentam no segundo dia de prova, na quinta-feira (25), um cenário completamente diferente dos carnaubais de Campo Maior. Uma trilha de 90 quilômetros entre Ubajara (CE) e Ipu (CE) deve fazer desta etapa um dia longo com diversas descidas pelas serras da região cereanse. Além desta fase, as bikes passam farão um circuito pela Serra da Meruoca e pela região do Cumbuco, encerrando a competição.
Edição histórica conta com ações sociais

A programação do Piocerá foi aberta em Teresina, na segunda-feira (23) com as vistorias técnicas e show da equipe Força & Ação. Nestes 30 anos, foram mais de 90 mil quilômetros percorridos entre os estados do Piauí e Ceará.

Um dos grandes destaques desta edição, são inúmeras ações sociais que acontecem ao longo da prova. Uma delas acontece em Altos (PI), no assentamento Poço dos Negros, onde mais de 70 pessoas devem ser beneficiadas com consultas oftalmológicas e óculos de grau.

Outro projeto, a Rallyteca, organizado em parceria com o Instituto Cultural Saber, e Ler, deve entregar até 10 mil livros no percurso, criando ainda pontos de leituras em comunidades das zonas rurais e instituições, como associações de moradores e unidades prisionais.

Confira a programação da prova:

25/01/2017- Primeira etapa
Teresina (PI) – Piripiri (PI) – Carros, motos, UTVs e quadriciclos
Teresina (PI) – Campo Maior (PI) – Bikes

26/01/2017 – Segunda etapa
Piripiri (PI) – Viçosa (CE) – Carros, motos, UTVs e quadriciclos
Ubajara (CE) – Ipú (CE) – Bikes

27/01/2017 – Terceira etapa
Viçosa (CE) – Sobral (CE) – Carros, motos, UTVs e quadriciclos
Circuito Serra de Meruoca (CE) – Bikes

28/01/2017 – Quarta etapa
Sobral (CE) – Caucaia (CE) – Carros, motos, UTVs e quadriciclos
Circuito Serra do Juá (CE) – Bikes

 

Fonte:cidadeverde.com

A Associação Atlética de Altos fez quatro amistosos antes da estreia da Copa do Nordeste - e não pegou nenhum time de várzea. Contratou com antecedência, foi o primeiro clube do Piauí a iniciar a pré-temporada. Aí, na reta final, o time viaja com problemas para a estreia no torneio. Acontece...

diaFrancisco Diá. (Imagem:cidadeverde.com)

A delegação que embarcou nesta terça-feira (24) para São Luís (MA), onde quinta-feira Altos será recebido pelo Moto Club, viajou com desfalques que fazem o técnico Francisco Diá bater cabeça para escalar a equipe.

- Estamos com uma dificuldade grande nessa estreia. Perdemos dois jogadores titulares e dois foram dispensados por deficiência técnica. E perdemos dois jogadores: o volante Felipe Macena e o zagueiro Diego Bispo.

Entre os que foram embora estão o meia Rafael Piauí e os atacanes Hudson e Américo. Macena e Bispo estão machucados e nem viajaram.

Uma das dispensas que mais chamou atenção foi a do lateral Apodi, que na semana passada foi titular no amistoso com o 4 de Julho. O Jacaré perdeu a partida e o jogador foi embora.

Sem tempo para contratar um substituto, o jeito será Francisco Diá improvisar.

- Nós iámos contratar um lateral e dispensamos o lateral de ofício que não vinha rendendo bem. Estamos com dificuldades para esse jogo.

Dos quatro nomes dispensados, apenas o meia foi substituído: Jeremias, da base do Atlético (PR), foi recebido por empréstimo e aguarda ser liberado pela CBF para jogar.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Rastek
  • Paraiba
  • Blossom
  • Espeto e Cia