• Posto Aliança
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Dario PAX

A relação entre Cristiano Ronaldo e Real Madrid não é mais a mesma. A imprensa catalã tem se aproveitado bastante do desgaste entre jogador e clube para tentar estremecer ainda mais a situação.

8411dba3a86debbc548e7a68e23dc5d4Cristiano Ronaldo e Real Madrid vivem um casamento de aparências.(Imagem:Divulgação)

Mas é importante perceber que essa tarefa nem é tão difícil, embora vários jornais europeus afirmem que Floriano Perez vai anunciar uma renovação de seis temporadas com o português.

A extensão do atual contrato seria benéfico para os dois lados. Para o Real Madrid, significaria não ter mais tantas preocupações para as próximas temporadas, visto que foram punidos pela FIFA e não podem contratar ninguém nas duas próximas janelas. E mesmo que pudesse, seria difícil encontrar um jogador do mesmo nível de CR7, o único jogador que foi capaz de rivalizar com Lionel Messi pelo posto de melhor do mundo.

Antes do início da temporadas, os Blancos bem que tentaram achar um "substituto", mas não tiveram sucesso em contratar Neymar, Robert Lewandowski, Paul Pogba e Eden Hazard. Outro que ainda seria um alvo é o francês Antoine Griezmann, mas isso significaria declarar uma guerra civil contra o rival Atlético de Madrid.

Por sua vez, Cristiano Ronaldo também não tem mais tantas opções como antes. No Manchester United, seu ex-clube, as coisas tornaram-se mais difíceis com a chegada de José Mourinho, que preferiu investir alto em Zlatan Ibrahimovic e Paul Pogba. Os demais clubes da Premier League não seriam interessantes para o português, que tem uma forte ligação com os Red Devils.

Quem ainda estaria disposto a pagar muito por CR7 – que já não é mais nenhum garoto – seria o PSG. No entanto, o jogador de 31 anos quer atuar em uma equipe que brigue todos os títulos em alto nível e ele não vê isso no clube da Ligue 1, mesmo com o apoio financeiro do dono milionário, Nasser Al-Khalaifi. Isso se deve ao fato de que ele ainda quer brigar por Bolas de Ouro, o que também explica a recusa de se mudar para os EUA ou para a China, pelo menos neste momento, em que segue valorizado após as conquistas da Champions League e da Eurocopa em 2016.

Assim, parece natural que a renovação de Cristiano Ronaldo com o Real Madrid vá acontecer em breve. Não porque ambos estejam 100% satisfeitos com a história que foi construída desde 2009, mas porque ainda são a melhor opção um para o outro.


Fonte: Yahoo

Um jogo com quatro gols – 2 a 2 –, mas que poderia ter números ainda maiores. Borussia Dortmund e Real Madrid fizeram uma homenagem ao bom futebol nesta terça-feira (27), no Signal Iduna Park, em partida válida pela segunda rodada do Grupo F da UEFA Champions League.

cfa2e14e33e0bd0422046b4c532e7721Borussia e Real Madrid empatam em jogaço; Veja os resultados da Champions.(Imagem:Divulgação)

Cristiano Ronaldo e Raphael Varane marcaram para o time de Zinedine Zidane. O mandante contou com bolas na rede de Aubameyang e Schürrle.

O resultado mantém as equipes dividindo a liderança da chave. Alemães e espanhóis têm quatro pontos em duas partidas disputadas. A equipe de Thomas Tuchel venceu o Legia Varsóvia na primeira rodada por 6 a 0, enquanto os Blancos bateram o Sporting na estreia por 2 a 1.

Juventus x Dínamo Zagreb

Em jogo válido pelo Grupo H da Liga dos Campeões, a Juventus não tomou conhecimento do Dínamo Zagreb e, mesmo fora de casa, venceu por 4 a 0. Foi um completo show, com gols bonitos, domínio completo e conquista da liderança. O time de Turim tem quatro pontos, assim como o Sevilla, mas tem vantagem por causa do saldo de gols.

O jogo foi praticamente resolvido no 1º tempo, quando Pjanic teve grande atuação. Aos 23min, a zaga do Dínamo vacilou, não cortou um passe pelo meio, onde Pjanic apareceu para marcar com um toque na bola. A história do jogo poderia ter mudado logo depois, pois Schdenfeld acertou um cabeceio na trave e poderia ter empatado a partida.

Mas aos 30min apareceu Pjanic de novo. Ele deu um lindo passe em profundida para Higuain, que dominou a bola no peito e finalizou de esquerda para completar um golaço.

Depois do intervalo, o show continuou e saíram mais dois gols: aos 11min, Dybala acertou um chute de esquerda de fora da área e ampliou. Aos 38min, Daniel Alves cobrou falta e contou com um desviou para fechar a goleada.

No outro jogo da chave o técnico Jorge Sampaoli frustrou quem tinha a expectativa de ver Paulo Henrique Ganso em campo. Ele ficou no banco de reservas o tempo todo. Mas o time espanhol conseguiu vencer com gol de Ben Yedder, outro recém-contratado, aos 7min do 2º tempo.

Grupo E

Monaco 1 x 1 Bayer Leverkusen

Em um jogo equilibrado, o primeiro gol foi de Javier Hernández, o Chicharito, mas só aos 28min do 2º tempo. O time francês se salvou da derrota nos acréscimos, com gol de Glik. O resultado é bom para o time alemão, que lidera a chave, com quatro pontos.

CSKA Moscou 0 x 1 Tottenham

O sul-coreano Son Heung-min decidiu o jogo com gol aos 26min do 2º tempo. Agora o time inglês tem três pontos e está empatado com o Monaco. Os russos ficam atrás, com um.

Grupo F

Sporting 2 x 0 Légia Varsóvia

Os dois times derrotados na 1ª rodada se enfrentaram, mas a equipe portuguesa mostrou que é superior e venceu por 2 a 0. Os gols foram de Ruiz e Dost, ainda no 1º tempo. Agora o Sporting tem três pontos e está logo atrás de Borussia e Real.

Grupo G

Leicester City 1 x 0 Porto

Ainda no 1º tempo, após cruzamento de Mahrez na ponta direita, Slimani apareceu na área para fazer o gol decisivo de cabeça. Foi a segunda vitória do time inglês, que lidera com seis pontos. Já o Porto tem apenas um.

Copenhague 4 x 0 Club Brugge

A vitória foi construída apenas no 2º tempo, mas veio com autoridade para o time da casa. Denswil (contra), Delaney, Santander e Jorgensen fizeram os gols da vitória. Augustinsson ainda errou cobrança de pênalti. Agora o Copenhague tem quatro pontos e é vice-líder da chave. O time belga perdeu seus dois primeiros jogos.


Fonte: GOAL

Destaque do Flamengo desde que chegou ao clube, em agosto, Diego é umas das principais peças do Rubro-Negro na luta pelo título do Campeonato Brasileiro. Em sete jogos, o meia já acumula bons números, tendo anotado três gols e uma assistência. Com isso, o camisa 35 não nega seu desejo de retornar à Seleção Brasileira.

f95f3da98dc33de08ff0f0e06847bd4eFlamengo: Diego sonha em voltar à Seleção e revela mágoa com Dunga.(Imagem:Divulgação)

"Deixei isso claro desde o primeiro contato com a diretoria do Flamengo que eu vim para cá buscando um recomeço e atingir meus melhores níveis psicológicos e físicos. Encontrei o clube no melhor momento para se jogar no Flamengo. Apesar de estar com 31 anos, posso jogar ainda em alto nível e é o que eu quero fazer. Encontro a equipe muito motivada e querendo vencer", disse o meia, em entrevista ao Sportv.

"Claro que a Seleção Brasileira segue sendo um objetivo, pelo tempo que vivi dentro da Seleção. Ainda tenho um sonho de jogar uma Copa do Mundo, que eu estive perto, mas não consegui. Esse objetivo existe, mas nesse momento passa tudo pelo Flamengo e meu desempenho no clube. Falei para os meus colegas que, vencendo, vem coisas boas para todo mundo, seja reconhecimento ou Seleção", completou.

Apesar de lamentar nunca ter disputado uma Copa do Mundo, o meia Diego não reclamou das faltas de oportunidade na Seleção. Para o meia, a grande quantidade de jogadores de qualidade durante o período em que esteve no auge dificultaram suas convocações.

"Não reclamo de falta de oportunidade na Seleção Brasileira, assim como não aceito quando dizem que não aproveitei minhas oportunidades. Peguei um período na Seleção Brasileira que querendo ou não existia uma hierarquia. Ronaldinho voando, Kaká, Ronaldo, Adriano, depois ainda tinha o Zé Roberto, que veio atuando muito bem no meio de campo. Eu estava em um bom momento também, mas as oportunidades não são tantas quando você tem jogadores tão bons e titulares absolutos".

Por fim, apesar de ressaltar as oportunidades que recebeu na Seleção, o meia demonstrou mágoa com os tratamentos recebidos na equipe canarinho por Parreira e Dunga. Diego lembrou episódios que julga terem sido decisivos para que parasse de ser chamado na lista dos treinadores.

"Teve uma Copa América que comecei como titular. Fiz um gol, mas foi anulado no começo. Logo depois, fiz uma falta e o cara fez o gol. Aí o Dunga me tirou do time e não me colocou mais para jogar. Fiquei muito decepcionado com essa atitude, principalmente porque na estreia nem sempre as coisas ocorrem da forma como queremos.

Deixei de ser convocado quando estava indo para a Juventus e vivia um bom momento no Werder Bremem. Foi muito difícil aceitar isso no dia a dia mesmo, foi uma decepção muito grande, me abalou psicologicamente. Depois, entendi que na Seleção Brasileira não depende apenas do seu momento, mas das ideias do treinador. Mas primeiro com o Parreira, e depois com o Dunga, deixei de ser chamado", finalizou.


Fonte: Gazeta Esportiva

A Conmebol anunciou após a reunião realizada nesta terça-feira com a presença de membros de todas as federações e também da federação mexicana de futebol, uma mudança drástica na disputa da Libertadores 2017.

dff8ffbd8786346b0370daa83b4682deLibertadores terá mais times e irá de fevereiro a novembro.(Imagem:Divulgação)

A partir da próxima temporada, a competição aumentará de 38 para 42 times, e passará a ser disputada de fevereiro a novembro, em 42 semanas.

A reunião estabeleceu que o número de representantes de cada país será definido em uma reunião do Conselho da Conmebol, que ocorrerá entre os dias 11 e 13 de novembro.

Outra grande novidade é que a Libertadores passará a seguir os moldes da Liga dos Campeões da Europa. Dez times que forem eliminados na fase de grupos da Libertadores automaticamente entrarão na Sul Americana, que será disputada entre os meses de julho e de dezembro.

Além disto, todos os campeões da Libertadores e da Sul-Americana passarão a ter vaga assegurada na edição seguinte da Libertadores não importando as suas colocações nos torneios nacionais.

Segundo o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, que postou em suas redes sociais fotos da reunião celebrada nesta terça-feira na sede da entidade enm Assunção, as mudanças contribuirão tecnicamente para a competição:

"Isso irá potenciar a qualidade do futebol sul-americano e dar maior impulsão ao desempenho esportivo, promovendo a sustentabilidade de clubes e associações, pois há muitos anos os clubes ficam escolhendo, por falta de datas, se escolhem jogar o campeonato nacional ou uma das ligas sul-americanas e isso vinha afetando demais a qualidade de ambas as competições."


Fonte: Lance

  • Blossom
  • Espeto e Cia
  • Paraiba
  • Rastek
  • Casa Boa Esperança
  • Ada Atten
  • Cabedo