• Farmaduty
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Dario PAX

img 5205Michel Bastos poderá sair do São Paulo após conversa com Marco Aurélio (Foto: Marcelo Hazan)O futuro de Michel Bastos no São Paulo será definido depois de uma conversa com o diretor-executivo Marco Aurélio Cunha na próxima semana. O papo poderá selar ou não a saída do meia do Tricolor. Aos 33 anos, ele tem contrato até dezembro de 2017.
Michel fez 11 jogos pelo Tricolor no Brasileirão e, portanto, não poderia atuar por outro time da Série A. Uma alternativa seria uma transferência para uma equipe da Série B. As inscrições vão até quinta-feira.
A janela de transferências internacional para a Europa se fechou no fim de agosto. O mercado chinês também já está fechado. Mas ainda é possível se transferir, por exemplo, para Arábia Saudita e Catar (até 22 de setembro) e Emirados Árabes (até 20 de outubro).
Fora da lista de jogadores relacionados para encarar o Figueirense, neste domingo, no Morumbi, o jogador está extremamente abalado por conta da invasão ao CT da Barra Funda, ocorrida no dia 27 de agosto, segundo o dirigente. Na ocasião, ele, Wesley e Carlinhos foram agredidos.
Depois da derrota para o Palmeiras, por 2 a 1, na última quarta-feira, o auxiliar Pintado disse que o atleta estava abaixo física e tecnicamente. Marco não vê exatamente o mesmo problema.
– Não acho que ele esteja tão abaixo fisicamente e tecnicamente. Acho que foi muito a questão do que ocorreu no CT. Não minto para vocês. Está extremamente abalado com isso. Também não é bem assim. Tem que recuperar logo. Vamos conversar para saber se está a fim ou não está a fim. Vou conversar seriamente com ele. Vamos resolver de forma profissional, justa e correta para as duas partes para ver qual será o caminho da história dele no São Paulo – disse Marco.

Questionado sobre se Michel Bastos poderá sair do Tricolor depois da conversa, o dirigente admitiu a possibilidade.
– Pode, claro, por que não? Todo jogador pode sair – afirmou.
Na última sexta-feira, o coordenador técnico Rene Weber e Michel Bastos conversaram por mais de 20 minutos no CT da Barra Funda. O atleta treinou normalmente e depois teve papo particular com o profissional.
Nessa temporada, Michel Bastos soma 35 jogos e cinco gols. Ele é o quarto artilheiro do ano, empatado com Chavez. Calleri (16) e Ganso (sete) são os líderes no quesito. Os dois saíram do Tricolor para o West Ham e Sevilla, respectivamente.

 

Fonte: G1

Oitenta e cinco dias depois, o Inter voltou a vencer no Brasileirão. E deixou a zona de rebaixamento, pulando para a 15ª colocação, ainda que com a mesma pontuação do Figueirense, 27 pontos, o primeiro dos rebaixados.

73214aaa5d1bde48650a666098510a41Futebol.(Imagem:Carlos Macedo / Agencia RBS)

A virada por 2 a 1 sobre o Santos, no Beira-Rio, teve gols de Seijas e de Aylon. Com a expulsão de Lucas Lima, ao final do primeiro tempo, o Inter jogou toda a segunda etapa com um a mais. No domingo, a equipe de Celso Roth enfrentará o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

Com apenas 14 segundos de jogo, o Inter perdeu Paulão. Ele e Ernando saltaram para impedir que a bola chegasse a Ricardo Oliveira. Paulão acertou a bola e Ernando, o queixo de Paulão, com uma cabeçada. O camisa 25 despencou no gramado, com um corte na boca e, tonto, precisou ser substituído por Eduardo.

Após o susto, o Inter manteve o seu plano de ação e partiu para cima do Santos. Marcando a saída de bola dos paulistas, a equipe de Celso Roth foi melhor durante boa parte do primeiro tempo. Seijas, Valdívia e Nico López levavam o time para a frente. Nico e Ernando tiveram duas boas chances de gols, mas, como ocorre desde 16 de junho, data da última vitória colorada no Brasileirão, faltou sorte — e também competência.

O Inter tinha o Santos sob controle até que, aos 27 minutos, Geferson entregou o gol para Ricardo Oliveira. O lateral-esquerdo que ascendeu à titularidade com Celso Roth, tinha a bola dominada e, ao ser minimamente pressionado na entrada da área, se virou para o centro e chutou a bola de qualquer jeito, para se livrar daquele estranho objeto.

Só que, no meio do caminho, havia o melhor camisa 9 do Brasileirão: Ricardo Oliveira. O atacante teve tempo de dominar a bola ajeitar o corpo e bater da entrada da área, sem chances para Danilo Fernandes.

Perdendo uma vez mais, o Inter tentou reagir. Geferson passou a ser apupado pela torcida a cada vez que recebia a bola. Anselmo bateu firme, acertou o gol, mas Vanderlei fez boa defesa. Aos 42, Geferson encontrou Seijas na entrada da área. O venezuelano bateu, a bola desviou em Gustavo Henrique e enganou o goleiro Vanderlei: 1 a 1.

O primeiro tempo, que começou com um lance de MMA de Ernando em Paulão, terminou com a surpreendente expulsão do camisa 10 do Santos. Lucas Lima havia recebido cartão amarelo por retardar uma cobrança de falta. Aos 44 minutos, ao fazer cera em uma cobrança de escanteio, recebeu o vermelho. Revolta geral no banco santista e, no intervalo, todos os jogadores do Santos cercaram o árbitro.

No segundo tempo, o Inter demorou a se valer da vantagem de ter 11 em campo contra 10 e não conseguia pressionar o adversário. Aos 15 minutos, porém, Nico cruzou para William, que perdeu o gol de dentro da pequena área, chutando em cima de Vanderlei. Na cobrança de escanteio, Valdívia cabeceou e Vanderlei espalmou para cima.

A bola subiu, subiu e subiu em linha reta. E, como tudo o que sobe tem que descer, ela caiu também em linha reta, diretamente no peito de Aylon, que ainda foi empurrado para dentro do gol, ao marcar a virada do Inter 85 dias depois da vitória sobre o Atlético-MG.

Com o 2 a 1 a favor, o torcedor colorado voltou a fazer festa no Beira-Rio e gritou o tempo todo, como se pudesse impedir os avanços do Santos. Temendo o gol de empate nos minutos finais, como vinha ocorrendo há algum tempo, o Inter ainda tentou pressionar em busca do terceiro gol, mas sem sucesso. O 2 a 1 foi suficiente para acabar com a má fase e, 85 dias depois, enfim, voltar a vencer no Brasileirão e ganhar confiança após deixar o Z-4.


Fonte: Zero Hora

Um clima de dèjà vu. Diego Souza de novo ficou frente a frente com Cássio, de novo sozinho. Só que, de novo, Cássio cresceu para cima dele. E, de novo, o gol perdido custou muito caro.

09b742aad2acb03d695726da371bd23aFutebol.(Imagem:MAURO HORITA/AGIF/GAZETA PRESS)

Depois de ser amassado no primeiro tempo e se salvar com a estrela de se seu goleiro, o Corinthians virou completamente a partida no segundo e bateu o Sport por 3 a 0 nesta quinta-feira.

O Sport surpreendeu na etapa inicial e não deixou o Corinthians respirar. E os números mostram isso: foram 10 finalizações pernambucanas contra apenas três dos donos da casa. Na principal chance, Diego Souza recebeu um cruzamento da direita e ficou sozinho dentro da área. Tentou de cabeça, mas acabou parando em Cássio - repetindo a Libertadores de 2012, quando, com a camisa do Vasco, também parou no goleiro alvinegro.

A etapa final, porém, foi completamente diferente. Muito por conta de Cristóvão Borges. O treinador, que está longe de ser unanimidade, mexeu muito bem no intervalo e mudou os rumos da partida. Sem medo, o comandante tirou o volante Cristian e promoveu a estreia do centroavante Gustavo.

O time ganhou força na frente e mostrou isso logo nos primeiros minutos. O próprio Gustavo desviou de cabeça para Marlone na direita. O meia aproveitou o espaço para colocar a bola na área, certeira, na cabeça de Rodriguinho, que desviou com perfeição para balançar as redes.

Aos 8, o mesmo Rodriguinho puxou mais uma linda jogada e colocou a bola entre as pernas do marcador. A jogada acabou na direita com Marlone de novo. Desta vez, ele cruzou rasteiro. Mas de novo com perfeição. Achou Léo Príncipe livre para desviar e aumentar a vantagem.

Aos 16, o golpe final. Após cobrança de escanteio de Lucca, Vilson se antecipou a zaga e acertou uma bomba de cabaça. A bola ainda pegou no travessão antes de entrar, sem chances para Magrão.

O triunfo levou o Corinthians aos 40 pontos no Brasileirão, ainda dentro do G-4. O time volta a campo agora no próximo domingo, para o clássico com o Santos, na Vila Belmiro.

Já o Sport se mantém com 27 pontos, apenas um acima da zona de rebaixamento. Os pernambucanos também têm um clássico no domingo, diante do Santa Cruz.


Fonte: ESPN

Ronaldinho Gaúcho está próximo de encerrar sua carreira como jogador de futebol. Durante evento de inauguração da nova sede do Barcelona em Nova York, o craque brasileiro admitiu pela primeira vez que pensa em deixar os gramados em 2017.

47ec37e59edd86ac33e4faf560ebe1c1Ronaldinho Gaúcho anuncia que se aposentará daqui a um ano.(Imagem:Divulgação)

“Já estou velho. Tenho 36 anos. Eu já não tenho mais 26 como antes e estou vendo o que vou fazer para terminar a carreira. A ideia é jogar um ano a mais. Estou tocando novos projetos relacionados à música e ao futebol que, como sabem, são minhas paixões. Estou vendo coisas novas que sempre gostei e vou ver o que farei esse ano”, afirmou durante entrevista coletiva.

“Foi uma vida de sonho. Eu ganhei tudo, sou realizado. Não dá para escolher um momento”, acrescentou ao ser perguntado qual teria sido o momento mais marcante da sua carreira.

Sem clube desde 2015, quando deixou o Fluminense, Ronaldinho Gaúcho tem participado desde então de eventos relacionados ao futebol ao redor do mundo.


Fonte: Yahoo

  • Blossom
  • Espeto e Cia
  • Paraiba
  • Cabedo
  • Rastek
  • Casa Boa Esperança
  • Ada Atten