• Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Farmaduty
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança

O técnico Edgardo Bauza deixou a reunião com dirigentes argentinos nesta sexta-feira, em Buenos Aires, esperançoso de que poderá dirigir a seleção de seu país. Bauza teve autorização do São Paulo para viajar e, após a conversa, deixou nas mãos dos dirigentes a possibilidade de assumir o novo cargo. Ele disse que seria um desafio "muito lindo".

56b14f196c7efBauza demonstrou entusiasmo com a possibilidade de assumir a Argentina (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

Já manifestei que tenho muita gana e que é um desafio muito lindo. Não tenho ideia se estou perto da seleção, isso quem tem de dizer são os dirigentes. Porém, não há nada. Só tivemos uma conversa. Eles confiaram em mim e sou uma possibilidade. Domingo, dirijo o São Paulo - declarou Bauza, em entrevista coletiva reproduzida pelos canais argentinos na saída da reunião.

Patón, apesar de negar qualquer acerto, falou inclusive sobre a situação de Messi. O astro anunciou despedida da seleção depois do vice-campeonato na Copa América Centenário, em que perdeu um pênalti.

Bauza é um dos favoritos para assumir a Argentina e foi convocado às pressas para a reunião. Seu principal concorrente é Miguel Ángel Russo, técnico que atualmente está desempregado. Russo também deve conversar com os dirigentes ainda nesta sexta-feira.

O treinador do São Paulo retorna ao Brasil ainda nesta sexta-feira e neste sábado comandará o treino no CT da Barra Funda. Ele disse que estará no banco de reservas domingo, contra o Grêmio, na Arena do Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro.

A diretoria do São Paulo espera que o técnico não saia, mas acredita que não terá o que fazer caso ele seja convidado. Bauza tem contrato até dezembro, mas não há multa rescisória.

O discurso de Bauza contraria o que ele disse em entrevista ao LANCE! no mês passado. Na ocasião, garantiu que não sairia nem por oferta da Argentina e disse que ainda renovaria o contrato.

 

Fonte: Lancenet

O Manchester United (ING) sinalizou ao Palmeiras que fará uma proposta de 35 milhões de euros (R$ 125 milhões) para contratar o atacante Gabriel Jesus, que tem conversas adiantadas com o Manchester City (ING). As tratativas entre Verdão, City e Cristiano Simões, empresário do jogador, avançaram recentemente, e o técnico Pep Guardiola chegou até a ligar para o atacante de 19 anos.

578c09723ea0eGabriel Jesus tem contrato até o fim de 2019 com o Palmeiras (Foto: Clelio Tomaz/AGIF/LANCE!Press)

O United diz que enviará representantes ao Brasil após o desfecho das negociações com Pogba, da Juventus (ITA). Além disso, o técnico José Mourinho também se colocou à disposição para telefonar para o atacante. Por falar português, o treinador acredita que pode facilitar.

Por outro lado, o City está bem próximo de pagar 32 milhões de euros para ter atleta a partir de janeiro de 2016. Dono de 30% dos direitos econômicos, o Verdão negocia com Jesus e seu representante, que dividem 47,5%, para ficar com 20 milhões de euros. Fábio Caran, ex-agente de Jesus, tem os outros 22,5%.

A multa rescisória estipulada em contrato para clubes do exterior é de 40 milhões de euros (R$ 143 milhões). Entretanto, o contrato de Gabriel Jesus prevê "desconto" para Manchester United, Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique e PSG, clubes para os quais a multa é de 24 milhões de euros (R$ 86 milhões). Essa preferência só vale se o próprio jogador quiser.

Com a Seleção olímpica no Rio de Janeiro, Jesus ainda não foi avisado sobre a possível proposta do United. O atacante tem contrato com o Palmeiras até o fim de 2019.

 

Fonte: Lancenet

Sem propostas para vender Alexandre Pato e notando o interesse do jogador de 26 anos em dar certo pelo Corinthians nos últimos seis meses de contrato, o clube tem estudado estratégias para "amansar" sua torcida a respeito do jogador, que foi contratado por R$ 40 milhões em 2013 e saiu pela porta dos fundos no ano seguinte. Uma das ações possíveis é vestir Pato com a camisa 77, numeração simbólica na história do Timão em razão da conquista do Campeonato Paulista daquele ano.

57915b6a7ea0dPato deve estrear neste sábado Foto: Daniel Augusto Jr

Pato não tem numeração definida pelo Corinthians a dois dias de sua provável estreia na partida contra o Figueirense, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Há duas semanas participando dos trabalhos no CT Joaquim Grava, o jogador não poderá usar a 7 de sua primeira passagem (hoje a numeração é de Elias) e nem outras camisas que vestiu nos outros clubes que defendeu na carreira, como a 9, que pertence a André, ou a 11, vestida por Ángel Romero.

Desta forma, os departamentos de marketing e futebol do Corinthians têm procurado alternativas. De 1 a 34, apenas a 2, a 21, a 22, a 24 e a 33 estão livres e disponíveis para o atacante. Porém, há possibilidade da escolha do atacante ser orientada pelo Corinthians, com a ideia de criar certa identificação entre torcida e jogador, ainda que tardia. Neste sentido, dar a 77 a Pato é uma iniciativa defendida por diversas frentes.

Além da camisa simbólica, o clube deseja realizar ações específicas para valorizar a imagem de Pato, arranhada após a primeira passagem pelo Timão. Estão nos planos postagens em redes sociais (até o momento, as menções ao jogador são quase nulas) e até uso de telão da Arena Corinthians. O objetivo é de "reconciliação" entre torcida e jogador, já que há temor de vaias individuais durante a partida contra o Figueirense, caso Pato seja utilizado.

Ainda sem numeração definida, o "reforço" do Corinthians está à disposição de Cristóvão para a partida deste sábado, mas deve começar como reserva de André na função de centroavante. Em 63 jogos, o atacante marcou 17 gols pelo Corinthians.

 

Fonte: Lancenet

Depois de ter 'traído' a torcida, ser chamado de Judas e ter se transferido para o Bayern de Munique, Mario Götze está de volta ao Borussia Dortmund. A equipe aurinegra anunciou nesta quinta-feira a contratação do meia-atacante, de 24 anos, que ainda passará por exames médicos antes de assinar por quatro temporadas. Segundo o "Bild", ele custou 27 milhões de euros (R$ 96 milhões).

5627d83d3a1abGötze está de volta ao Borussia Dortmund (Foto: Patrik Stollarz/AFP)

- Quando eu troquei o Borussia pelo Bayern, em 2013, foi uma decisão consciente, que eu não me arrependeria hoje. Três anos depois, com 24 anos, eu vejo com diferentes olhos para esta decisão. Posso entender bem que muitos fãs podem não ter entendido minha decisão. Eu nem mesmo a teria tomado hoje. Quando eu voltar para casa, quero tentar convencer a todos, especialmente aqueles que não me receberem com os braços abertos, com minha performance. Meu objetivo é jogar de novo o meu melhor futebol. Para todos nós, para o clube e a torcida do Borussia Dortmund - disse o meia, ao site oficial do clube.

Resta, agora, saber se a torcida do Borussia vai perdoar a saída de Götze em 2013. Os fãs ficaram revoltados com a transferência, que foi selada após a perda da Liga dos Campeões, justamente para o maior rival, o Bayern de Munique. Na derrota por 2 a 1, o meia não atuou.

Apesar da desconfiança dos torcedores, Götze chega a Dortmund como uma das grandes esperanças da diretoria. Ele deve ser o substituto natural de Mkhitaryan, que foi para o Manchester United. Outros dois jogadores importantes para o esquema de Thomas Tuchel também deixaram o clube: Hummels, que foi para o Bayern de Munique, e Gündogan, que mesmo machucado acertou com o Manchester City.

Götze trocou o Dortmund pelo Bayern por 37 milhões de euros em 2013, mas não virou titular absoluto com Guardiola, que também chegava ao time de Munique naquela temporada. Apesar disso, atuou bastante nos dois primeiros anos: 45 partidas em 2013/14 e 48, em 2014/15. No entanto, em 2015/16, sofreu séria lesão muscular, que o tirou de ação por quase quatro meses. Desta forma, entrou em campo em apenas 21 jogos, sendo 14 como titular.

- Estou, pessoalmente, muito feliz que Mario tenha decidido voltar ao Borussia Dortmund. Desde sua partida em 2013, sempre esperei que ele um dia voltaria para nós - afirmou Hans-Joachim Watzke, diretor geral do clube.

Apesar de ter perdido Hummels para o rival, o Dortmund contratou Götze e Sebastian Rode do Bayern.

Em três anos no clube bávaro, Gotze foi tricampeão alemão e ainda ganhou duas edições da Copa da Alemanha, uma da Supercopa da Europa e uma do Mundial de Clubes.

 

Fonte: Lancenet

  • Espeto e Cia
  • Blossom
  • Paraiba
  • Casa Boa Esperança
  • Cabedo
  • Ada Atten