• Garoto
  • Farmaduty
  • Posto Aliança
  • Casa dos frios
  • veloso
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • veloso
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Casa dos frios

O Grêmio anunciou Victor Ferraz, ex-Santos, e segue no mercado da bola atrás pelo menos mais cinco reforços para a próxima temporada. Apesar da mobilização do departamento de futebol, o clube gaúcho não prevê nenhum novo comunicado de chegadas ainda em 2019.

5f2f397850438ea14850f8b81c1da504Foto: Lucas Uebel/GFBPA

A ideia é trazer um goleiro, outro lateral, um volante, um meia e um atacante. Existe a chance de a lista aumentar, em caso de alguma saída e até negócio de ocasião nas próximas semanas.

O plano do Grêmio é usar nomes das categorias de base para completar o elenco principal quantitativamente. Por isso, a lista de reforços não é tão extensa.

Na lateral, o jogador mais perto de fechar é Caio Henrique, emprestado ao Fluminense em 2019 e que tem vínculo com o Atlético de Madri. O clube gaúcho aguarda o fim do mês para a opção de compra expirar e a saída do Rio de Janeiro se tornar inevitável.

No meio-campo, Lucas Silva ainda é o favorito. O ex-volante do Cruzeiro e Real Madrid está livre, recebeu proposta do Grêmio e tem tratativas avançadas para assinar contrato.

O meia-atacante ainda é uma incógnita. Mesmo com empenho, o Grêmio ainda não conseguiu encontrar um nome preferencial. Em novembro e até início do mês, o sonho era Raphael Veiga, do Palmeiras.

Para o ataque, as dificuldades também são grandes. Pedro, ex-Fluminense e agora na Fiorentina, foi sondado. A concorrência do Flamengo e a intenção dos italianos em libera-lo apenas em negócio definitivo esfriam a possibilidade.

JEREMIAS WERNEK
PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS)

D'Alessandro vai permanecer mais um ano no Internacional. Nesta terça-feira, no último dia de 2019, a diretoria do clube gaúcho anunciou a renovação do contrato do meio-campista argentino, que defenderá a equipe até o final da temporada 2020, naquela que será a 12ª da sua carreira pelo time colorado.

5d2be1d2b99f330a62e75c8caa159254Foto - Ricardo Duarte - Internacional

Utilizado em 46 partidas em 2019, D'Alessandro possui uma estreita ligação com o Inter. São 474 jogos disputados, em 92 gols marcados, o que o deixa como terceiro atleta que mais vezes vestiu a camisa do clube. Ele está atrás apenas de Valdomiro, com 803 jogos, e de Bibiano Pontes, com 523.

"Mais um ano de história com D'Alessandro. Uma mensagem de um capitão, que também é torcedor, para toda uma torcida. De um colorado para outros milhões, que há 11 anos vivem, juntos, todos os momentos como únicos - e assim seguirão", publicou o Inter em seu perfil no Instagram para anunciar a renovação do contrato.

D'Alessandro iniciou a sua trajetória pelo Inter em 2008, tendo uma passagem pelo River Plate em 2016. Desde então, acumulou várias conquistas sendo campeão da Copa Sul-Americana (2008), da Copa Libertadores (2010), da Recopa Sul-Americana (2011), do Campeonato Gaúcho (2009, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015) e da Recopa Gaúcha (2016 e 2017).

Aos 38 anos, D'Alessandro será dirigido por Eduardo Coudet, com quem atuou profissionalmente pelo River Plate, na temporada 2020 O clube gaúcho, além da renovação com o meia e da contratação do treinador, acertou nos últimos dias as contratações do lateral-direito Rodinei e do volante argentino Damian Musto.

Fonte: Estadão Conteúdo

Um Chapolin Colorado chamou a atenção em meio a tradicional corrida de São Silvestre, que aconteceu nesta terça-feira (31) em São Paulo. Piauiense, esse chapolin, na verdade, é o aposentado Cícero Moura, de 64 anos, que é fonte inspiradora para deixar de lado o sedentarismo. . Ele saiu de Teresina acompanhado do filho, Luciano Moura, e do amigo Richard Heden, para, mais uma vez, correr os 15 km de distância entre os pontos de largada e chegada.

Cícero Moura correu as últimas cinco edições da São Silvestre, mas, neste ano, pela primeira vez, decidiu ir fantasiado. Ele conta que a escolha do tema foi aleatório. "Foi mesmo a vontade".

Diabético, Cícero buscou na corrida uma atividade física prazerosa, aliada a uma alimetação saudável. Ele começou a correr em 2011 e já acumula 72 medalhas. Desde então, percorre o Brasil participando de corridas e maratonas. Agora, o sonho é participar de um evento internacional

"Superei a minha meta (hoje). Fiz (os 15 km) em 1h29 no GPS. Essa corrida é fantástica", disse o aposentado.

cd647499bb1920d49bea73b898c3d09e
Conheça um pouco mais da história do trio e como foram os preparativos para a São Silvestre:

Fonte:cidadeverde.com

De olho em reforços no mercado da bola, o Vasco mira a contratação de um velho conhecido da torcida: Dedé, zagueiro do Cruzeiro e que teve passagem marcante por São Januário.

2108168c6849df6b15144f1e87ab04d0Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Em meio ao desmonte que deve ser promovido na Toca da Raposa, a direção vascaína entrou em contato com os representantes do jogador, e ficou acordado que as conversas seguirão a partir do fim das festas de final de ano.

Rebaixado à Série B, a equipe celeste precisa reduzir a folha salarial e provavelmente liberará os medalhões depois de fechar acordos com seus empresários.


De férias, Dedé está fora do circuito e deve tomar pé da situação depois da virada do ano. Ante a situação financeira grave dos mineiros, a tendência é que o defensor e outros jogadores mais caros busquem novos caminhos em 2020.

Interessado, o Vasco adota cautela por enquanto. A ideia é fechar negócio após a resolução de sua situação com o Cruzeiro, com quem possui contrato até o fim de 2021.

No sábado, o novo CEO do Cruzeiro, Vittorio Medioli, liderou uma reunião com agentes de alguns jogadores e explicou a situação do clube. O presidente Wagner Pires de Sá e seus dois vice-presidentes renunciaram.

Agora, quem assume na teoria é o presidente do Conselho Deliberativo, José Dalai Rocha, mas uma composição foi feita para que cinco conselheiros, todos empresários, formem um comitê executivo.

A indefinição política fez com que a maioria dos estafes dos atletas esperassem para formalizar acordos e até tentarem rescisões pela Justiça. Dedé é um deles, assim como Henrique e Fred, que interessam ao rival Fluminense.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Paraiba
  • Blossom
  • Espeto e Cia