Na busca de reforços para a disputa da Conmebol Libertadores Bridgestone de 2017, o Flamengo sonha com a contratação de um velho conhecido seu: o polonês naturalizado alemão Lukas Podolski.

e43bbd390abc8f53b10e05cc4ff0b149Flamengo estaria na briga para acertar com Podolski, afirma jornal turco.(Imagem:Divulgação)

O diário turco Hurriyet reportou nesta sexta-feira (30 de dezembro) que o meia-atacante estaria sendo disputado entre o Rubro-Negro e o Beijing Guoan, da China.

A grande ‘carta na manga’ do time da Gávea é sua principal patrocinadora, a Adidas. Isso porque, a fornecedora de materiais esportivos tem contrato de exclusividade com o atleta, e estaria disposta a fazer o jogador assinar com a equipe carioca, tendo, desta maneira, mais lucros em suas vendas de produtos em território nacional, além de aumentar a imagem do jogador junto ao Urubu.

O diário revela que o Flamengo propôs ao Galatasaray (TUR) 7 milhões de euros (aproximadamente R$ 24 milhões), enquanto a oferta dos chineses seria de R$ 21 milhões. Os turcos já contrataram Burak Yilmaz para o lugar do alemão, além de ainda sonharem com Aleix Vidal, que está próximo de uma saída do Barcelona.

Durante a Copa do Mundo de 2014, Lukas Podolski e Bastian Schweinsteiger tiraram uma foto no hotel em que estavam hospedados, no Rio de Janeiro, vestindo a camisa do Flamengo – presente de André Santos, amigo do atleta desde seus tempos de Arsenal, e que na época defendia o time da Gávea. Desde então, o meia caiu nas graças da torcida rubro-negra.

Dois anos depois, em junho, o jogador mostrou alguns presentes do Fla que havia recebido, com os brasileiros respondendo que estava ‘bem vestido’. Durante a disputa da Eurocopa, o atleta brincou em suas redes sociais que gostaria de ter mais uma camisa do clube, mimo este dado pouco tempo depois pelo Urubu.

Fonte: Fox Sports

A torcida do Sport recebeu um belo presente neste sábado, último dia de 2016. O ídolo Diego Souza, que chegou a ser sondado pelo Vasco e cogitado no Corinthians, renovou seu contrato e jogará no Leão por mais dois anos.

2e6798a0a546ea92ac7dd27de8050fe8Diego Souza renova contrato com o Sport por mais dois anos.(Imagem:Divulgação)

O jogador, que se diz “em casa” vestindo a camisa rubro-negra, viveu uma grande temporada em 2016, coroada com a artilharia do Campeonato Brasileiro, com 14 gols. Dono da camisa 87, que homenageia o ano da conquista do título brasileiro pelo Leão, Diego Souza marcou seu nome não só na história do clube, mas do futebol brasileiro, sendo o primeiro meio-campista a terminar o Brasileirão como artilheiro na era dos pontos corridos.

Ele chegou ao Sport em 2014, por empréstimo junto ao Metalist, da Ucrânia. Depois de uma breve passagem pelo Fluminense no início deste ano, ele retornou ao Leão, comprado em definitivo até o final da temporada. Em 40 jogos, Diego marcou 15 gols.

O jogador estava na mira do Vasco, clube onde atuou entre 2011 e 2012, e que procurava um jogador experiente para comandar o time no retorno à Série A. Além do Cruzmaltino, o nome do jogador também chegou a ser cogitado no Corinthians, mas as negociações não foram abertas.


Fonte: Gazeta Press

O ano que está terminando não foi bom para o futebol piauiense. No plano local tivemos um campeonato marcado por irregularidades de responsabilidade de alguns clubes que foram para a competição sem o necessário preparo, resultando na perda de pontos por erros cometidos na escalação de jogadores em situação irregular.

c0a2a1c894d0d50c9ee672d269c7c804Como foi a temporada de 2016 para o futebol Piauiense.(Imagem: Eduardo Frota - Cidadeverde.com - Arquivo)

O campeonato terminou em maio e somente lá para setembro a Federação confirmou o título do River Atlético Clube porque o resultado da final do segundo turno estava dependendo de julgamentos na Justiça Desportiva. Altos venceu o jogo mas perdeu os pontos e a posssibilidade de decidir o título com o próprio River em série extra de jogos.

Os estádios Deusdeth de Melo em Campo Maior e Lindolfo Monteiro em Teresina ficaram fechados durante a competição e fizeram muíta falta.

O River não esteve bem na Série C do Campeonato Brasileiro frustrando a sua torcida com uma campanha das piores, culminando com a lanterna e o rebaixamento para a Série D. De positivo mesmo sobrou a campanha de Altos na Série D. O time altoense fez uma bela campanha, mesmo deixando escapar a classificação na rodada final e no saldo de gols.

Na Copa do Brasil o Parnahyba conquistou uma bonita vitória sobre a Portuguesa de São Paulo por 2 x 1 no Estádio Pedro Alelaf e perdeu no Canindé por 1 x 0, sendo eliminado. O River fez bonito na primeira rodada ao vencer o Goiás no Albertão por 2 x 1 e conseguir a classificação em Goiânia nos pênaltis, após perder também por 2 x 1.

Na segunda rodada o tricolor fracassou ao perder para o Botafogo da Paraíba em Teresina e em João Pessoa pelo mesmo placar de 1 x 0.

Na Copa São Paulo River e Altos foram eliminados na primeira fase, o mesmo acontecendo com o Tiradentes no futebol feminino.A média de público em todos os jogos realizados em Teresina foi baixa, o que complicou também a vida financeira dos clubes.

Na Copa do Nordeste River e Flamengo ficaram logo na primeira fase. O rubro-negro cumpriu uma péssima campanha, sem uma vitória na disputa.

Para a jornada de 2017 as possibilidades de recuperação são boas. Há uma movimentação bem interessante. A Federação realizou uma comemoração dos seus 75 anos e do centenário do campeonato, com excelente repercussão. River e Flamengo apresentaram técnicos, jogadores e uniformes em grande estilo, chamando a atenção das suas torcidas.

Altos e Picos estão trabalhando bem e os seus torcedores mostram confiança em bom desempenho no estadual, inclusive lutando pelo título. Esperamos que Piauí, Comercial, 4 de Julho e Parnahyba entrem no mesmo ritmo.

A Federação de Futebol do Piauí certamente que estará mais atenta na parte relativa aos jogadores, procurando evitar que os clubes cometam os mesmos erros de 2016.

A temporada de 2017 é mesmo para figurar entre as melhores do nosso futebol.

Sob o comando de Tite, a seleção brasileira vai enfrentar a Austrália e Argetina em amistosos marcados para junho de 2017. De acordo com a "Folha de S. Paulo", as partidas acontecerão na Oceania.

f347b6666515307e18c1d9dbe51b992fSeleção brasileira vai enfrentar Argentina e Austrália em amistosos na Oceania.(Imagem:Divulgação)

A partida contra a seleção argentina provavelmente aconteceria em Melbourne, num estádio de críquete. Com capacidade para cerca de 100 mil pessoas, a arena seria adaptada para receber a disputa do Superclássico das Américas.

Em novembro, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, o Brasil venceu os hermanos por 3 a 0 no Mineirão, em Belo Horizonte. A disputa marcou o retorno da seleção de volta ao palco da derrota para a Alemanha por 7 a 1.

No entanto, os locais ainda não foram oficialmente confirmados. A primeira das partidas amistosas é o último teste da fase de preparação da Austrália para a Copa das Confederações, que será realizada na Rússia.

Os dois amistosos foram fechados pela Pitch International, empresa inglesa de marketing esportivo, que assinou contrato com a CBF em 2011. A organização é responsável em estruturar a parte operacional dos amistosos da entidade brasileira até 2022.

Seleção em 2017

No ano que vem, o time de Tite terá ainda mais seis jogos pelas eliminatórias. Líder com 27 pontos, a seleção precisa de uma única vitória para garantir a vaga no Mundial da Rússia, que acontecerá em 2018.

O primeiro jogo da seleção em 2017 será no dia 25 de janeiro, num amistoso contra a Colômbia, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro. Já a primeira partida oficial em casa, acontece em março, pelas eliminatórias.

A seleção brasileira ainda terá pelo menos mais duas partidas amistosas, uma em agosto e outra em novembro do ano que vem. Tite já declarou que gostaria de enfrentar grandes seleções europeias, como a Alemanha ou Espanha. A CBF ainda está em negociação com os cartolas destes países. Caso aconteçam, os amistosos seriam na Europa.


Fonte: IG

  • Cabedo
  • Paçoka
  • Ada Atten
  • Espeto e Cia
  • Med Plan