• Paraiba
  • Jorge
  • Dario PAX
  • Construforte
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • chopp sabora
  • chopp sabora
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Paraiba
  • Jorge
  • Construforte

Teve início na noite desta quinta-feira, uma corrida cujo final será amanhã no mesmo horário em que iniciou, ou seja, serão 24 horas de corrida para arrecadar alimentos para confeccionar cestas básicas que serão distribuídas para as mães carentes da cidade de Barão de Grajaú-Maranhão. O evento é uma iniciativa do Adelson Alves, o Bêda. Nossa reportagem conversou com várias pessoas que estão participando dessa que é a segunda edição do evento esportivo. Confira as entrevistas.

WhatsApp Image 2022 05 05 at 19.51.17Mulheres na corrida de 24 horas. (Imagem: Carlos Iran/jc24horas)

Da redação

No programa JC Esporte com Carlos Iran na edição desta quinta-feira, o Repórter Carlos Iran falou do campeonato Os Quarentões e campeonato das torcidas, em seguida falou do futebol a nível nacional e dos eventos esportivos da zona rural de nossa cidade. Confira as viagens do Carlos Iran no mundo do futebol.

ci

Da redação

O Corinthians poderia ter voltado da Colômbia com um resultado pior do que o empate por 0 a 0 com o Deportivo Cali. O problema é que o time também poderia, muito bem, ter saído de campo com os três pontos e com a vaga nas oitavas de final da Libertadores assegurada com duas rodadas de antecedência.

3437d52c6c054e5ee4ebbddf941a39dcFoto: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians

Mas com muitas chances desperdiçadas dos dois lados, inclusive um pênalti para cada equipe, a igualdade ficou de bom tamanho.

Com o ponto assegurado, o time paulista chegou aos sete e segue na liderança do Grupo E. O vice-líder é o Boca Juniors, que tem seis. O Deportivo Cali ficou com cinco e o Always Ready tem quatro. O próximo jogo do Corinthians será em 17 de maio, contra o Boca Juniors em La Bombonera.

O planejamento do técnico Vítor Pereira para a confronto contra o Deportivo Cali precisou ser alterado logo aos quatro minutos de jogo. Fagner pisou errado no gramado e, com muitas dores no tornozelo esquerdo, precisou ser substituído por Lucas Piton, que foi improvisado na lateral-direita.

A partida era equilibrada e nenhuma das equipes conseguiu criar boas oportunidades de gol antes dos 20 minutos. O primeiro lance de perigo surgiu aos 22 e foi para os colombianos.

Rodríguez chegou pela ponta direita, ganhou a disputa com João Victor e cruzou rasteiro, mas a bola atravessou a área corintiana sem ninguém para empurrar para as redes.

Dois minutos depois, o Deportivo Cali chegou mais uma vez. Os colombianos chegaram em boa troca de passes e Rodríguez foi acionado na direita. Ele cruzou rasteiro para Téo Gutiérrez, que chutou forte. A bola desviou em João Victor e Cássio precisou se esticar para evitar levar o gol.

A resposta do Alvinegro foi rápida e quase resultou no primeiro gol da equipe brasileira. Aos 26, Du Queiroz passou por dois marcadores e tocou para Gustavo Mosquito, que passou pelo lateral, foi até a linha de fundo e cruzou para Jô.

O atacante ajeitou a bola para Maycon, que tocou para Mantuan bater para ótima defesa do goleiro colombiano.

Aos 31, de novo Mantuan teve chance de marcar. Ele recebeu de Piton, girou e finalizou, mas o arqueiro De Amores saiu bem e impediu o gol do Corinthians.

Aos 37, mais uma vez com Mantuan, a maior chance do jogo até então. Após Du Queiroz puxar contra-ataque, Jô tocou para o meia, que sozinho bateu por cima do gol do Deportivo Cali.

Os times voltaram sem alterações para a segunda etapa e o Deportivo Cali quase marcou o seu gol antes mesmo do primeiro minuto. Rodríguez passou como quis por João Victor e cruzou.

Téo Gutiérrez acionou Vásquez, que bateu forte. A bola passou por Cássio, mas Fábio Santos bloqueou o chute e salvou o time brasileiro.

Aos 11 foi a vez do Corinthians perder grande chance. Maycon cobrou falta na área e Jô cabeceou muito bem, mas De Amores fez grande defesa, deixando a partida empatada. A resposta veio cinco minutos depois. Aos 16, Téo Gutiérrez bateu forte para mais uma boa defesa de Cássio.

A defesa do Corinthians sofreu uma pane aos 18 minutos. Téo Gutiérrez tocou para Rodríguez dentro da área. Ele passou por Raúl Gustavo e driblou Cássio, que puxou o jogador colombiano e fez o pênalti.

Três minutos depois Téo Gutiérrez bateu no canto esquerdo do goleiro corintiano, que conseguiu fazer a defesa e salvar o Corinthians.

Vítor Pereira mexeu no time, mandou a campo Willian e Renato Augusto e colocou o time para cima. A chance de gol surgiu aos 25.

Mantuan fez boa jogada pela esquerda e rolou para Maycon, sozinho na marca do pênalti, mandar por cima do gol colombiano - foi quase que como mandar um pênalti por cima do travessão.

Inconformado com o empate, o treinador português mexeu de novo. Ele reforçou a defesa com Gil no lugar de Mantuan e mandou a campo o atacante Júnior Moraes no lugar de Jô. E foi de Júnior Moraes que surgiu outra grande oportunidade para o Corinthians abrir o placar.

Ele foi acionado na área em velocidade e foi derrubado pelo goleiro De Amores - em lance parecido com a penalidade marcada para o Deportivo Cali. Mas, coincidentemente, assim como Téo Gutiérrez bateu mal, Fábio Santos pegou muito mal na bola e mandou a cobrança por cima do travessão.

Aos 43, ótima jogada pela esquerda e Piton cruzou rasteiro na área. Junior Moraes fez o corta-luz e Fábio Santos, sozinho, mandou à esquerda do gol. Foi a última chance do jogo.

Fonte: Estadão Conteúdo

O Flamengo ficou duas vezes em desvantagem no placar nesta quarta-feira, em Córdoba, mas conseguiu arrancar um empate por 2 a 2 com o Talleres, em jogo válido pela quarta rodada do Grupo H da Libertadores.

287a6de71e68f476249a8e27c4fc5427Foto: Marcelo Cortes / CRF

Depois de gols contra de Isla e Pablo na vitória por 3 a 2 sobre a Universidad Católica, foi a vez de Arão fazer o mesmo nesta noite, na qual os gols a favor foram anotados por Arrascaeta e Pedro. Michael Santos marcou o outro gol do adversário.

O resultado mantém o Flamengo na liderança, agora com dez pontos, três a mais que o Talleres, segundo da chave, com sete.

A confirmação da classificação pode vir nesta madrugada, quando a Católica enfrenta o Sporting Cristal, no Nacional de Lima. O time chileno precisa perder para a vaga flamenguista nas oitavas ficar garantida matematicamente.

Em campo, o Flamengo explorou bastante o lado esquerdo do ataque para tentar emplacar lances de perigo com Arrascaeta e Bruno Henrique, que conseguiam acelerar as jogadas e se aproximavam da área, porém sem o brilho habitual na hora do último passe.

Do outro lado, o Talleres apostou na bola área e conseguiu vencer a defesa flamenguista em algumas oportunidades, a melhor delas em um cabeceio de Catalán defendido por Santos.

O sistema defensivo carioca, aliás, teve uma baixa ainda aos 12 minutos, pois o zagueiro Pablo sentiu dores e foi substituído por Andreas Pereira. Com isso, Arão saiu da contenção do meio de campo para a defesa, posicionamento que rendeu um péssimo momento ao volante.

Aos 34, ele se precipitou ao tentar cortar uma bola cruzada na área, sem nenhum jogador do Talleres bem posicionado para recebê-la, e soltou um carrinho ansioso encerrado em gol contra.

Depois de sofrer dificuldades para reagir na etapa inicial, o Flamengo conseguiu o empate logo no começo do segundo tempo, aos quatro minutos, quando Arrascaeta recebeu de Isla e acertou um lindo chute de fora da área.

Apenas sete minutos depois, contudo, Michael Santos aproveitou passe de Godoy, saiu na cara do gol e colocou o Talleres novamente em vantagem.

Preocupado com o que via em campo, Paulo Sousa decidiu colocar Lázaro e Pedro nos lugares de Everton Ribeiro e Gomes.

No minuto seguinte, Pedro foi servido por uma bola de camisa dez enfiada pelo seu concorrente Gabigol, dominou já invadindo a área e deu um toque sutil na saída do goleiro Herrera para colocar o 2 a 2 no placar.

Fonte: Estadão Conteúdo