• Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty

Nesta segunda-feira, foi realizado o quarto dia de competições da etapa do Taiti da Liga Mundial de Surfe (WSL, na sigla em inglês).

Dos seis brasileiros que iniciaram a disputa, metade se classificou, inclusive o campeão mundial de 2014 Gabriel Medina. Ítalo Ferreira, Alejo Muniz e Alex Ribeiro caíram no terceiro round. Bruno Santos bateu o líder do ranking Matt Wilkinson e segue na competição, assim como Jadson André.

6b0cb88ac277bda9404290fecdd57c9eSurfe: Medina vence bateria e avança no Taiti; três brasileiros são eliminados.(Imagem:Divulgação)

Gabriel Medina disputou a última bateria do dia e não teve problemas para vencer o australiano Kai Otton. Com o mar baixo, o brasileiro se mostrou mais eficiente, conseguindo um 6,83 e um 8,83 nas duas ondas que surfou, resultando em 15,66 pontos. Otton, por sua vez, pegou as cinco ondas, mas não obteve pontuação suficiente para vencer.

Primeiro a cair na água nesta segunda, o potiguar Ítalo Ferreira não conseguiu pegar boas ondas e caiu diante de Keanu Asing. O brasileiro surfou oito ondas no total para garantir a somatória de 12,43 pontos (um 7,50 e um 4,93), enquanto o havaiano conquistou um importante 8,40 na quinta onda que, somado a uma nota 5,67, lhe garantiu a vitória na bateria com 14,07 pontos.

Na quarta bateria do dia, Alejo Muniz também sofreu com as ondas de Teahupoo e não conseguiu um bom resultado. O argentino naturalizado brasileiro, criado em Santa Catarina, teve um 3,90 e um 3,43 como melhores notas, somando 7,33 pontos no total, e foi facilmente superado pelo australiano Adrian Buchan, que marcou 15,50 pontos.

Outro brasileiro eliminado, Alex Ribeiro não foi páreo para o habilidoso John John Florence, que precisou de apenas duas ondas para ganhar a bateria. O havaiano fez 13,33 pontos (7,50 e 5,83), o suficiente para bater o paulista, que pegou dez ondas, porém conseguiu somar somente 8,57 pontos (5,40 e 3,17).

Quem surpreendeu foi Bruno Santos, que superou o atual líder do ranking Matt Wilkinson. O carioca de Niterói surfou nove ondas e teve como melhores notas um 6,83 e 5,50, que resultaram em 12,33 pontos totais contra apenas 6,83 pontos do australiano, que conseguiu pegar somente duas ondas (4,90 e 1,93).

Na nona bateria, Jadson André se superou no final e bateu Sebastian Zietz em uma disputa equilibrada. O brasileiro venceu por 12,07 a 9,57 e teve como melhores notas um 5,30 e um 6,77 na última onda, que assegurou a vitória.


Fonte: msn

  • Rastek
  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Espeto e Cia
  • Blossom
  • Paraiba