• Garoto
  • floriano shop
  • Dario PAX
  • Farmaduty
  • Paraiba
  • Oticas Floriano
  • Dalva
  • Posto Aliança
  • Construforte
  • Dalva
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Paraiba
  • Construforte
  • Oticas Floriano
  • floriano shop

Com um time praticamente reserva, visando o segundo duelo da semifinal da Copa Libertadores, o Flamengo fez um jogo sem o costumeiro ímpeto ofensivo em Belo Horizonte, neste domingo pela manhã, diante do América-MG.

0d2d9be7e9e42333d909f47565e4b07aFoto: Marcelo Cortes / CRF

Mesmo assim, abriu o marcador com Michael, no fim do segundo tempo. Apesar da grande festa, os cariocas acabaram cedendo o empate, por 1 a 1, nos acréscimos, no Independência.

O Flamengo perdeu a chance de colar nos líderes. Está com 35 pontos, em terceiro lugar, atrás de Atlético-MG (46) e do Palmeiras (38). A realidade é que o time carioca entrou em campo com a cabeça no jogo diante do Barcelona, na quarta-feira, às 21h30, no Estádio Monumental, em Guayaquil, no Equador.

Os brasileiros podem perder por um gol de diferença, depois de 2 a 0 no Maracanã, que vão à final contra Atlético-MG ou Palmeiras. O América-MG subiu para 24 pontos, fora da zona de rebaixamento e há cinco jogos invictos.

Os primeiros 20 minutos foram movimentados com chances para os dois lados. O América foi o primeiro a arriscar finalizações, com chutes de Zárate e outro de Patric. O Flamengo respondeu com Matheuzinho e Bruno Henrique, que tentou por cobertura e exigiu defesa em dois tempos de Matheus Cavichioli.

A principal chance dos mineiros foi criada aos 22 minutos. Ademir fez boa jogada pela direita, e tocou rasteiro para Marlon, dentro da área. O lateral, porém, chutou muito mal e mandou por cima.

O jogo ficou mais parado a partir daí, mas o Flamengo passou a ter o controle da bola e ainda teve duas boas chegadas com Bruno Henrique, primeiro com chute por cima e depois travado no momento exato da finalização.

O Flamengo fez boa jogada no começo do segundo tempo, com Pedro girando bonito e chutando forte, o que exigiu grande defesa do goleiro, mas a arbitragem já assinalava impedimento.

O América respondeu com chute cruzado de Felipe Azevedo, mas logo o Flamengo emplacou mais duas boas jogadas.

Já no final do confronto, Michael, que entrou no começo do segundo tempo, roubou a cena ao fazer um golaço. Buscando espaço no time titular, ele recebeu no lado direito d ataque e fez fila sobre a marcação. Ainda contou com corta-luz inteligente de Pedro antes de deslocar o goleiro.

Quando tudo parecia definido, aos 49 minutos o América exerceu pressão e empatou. Após boa troca de passes, Lucas Kal cruzou na medida para Alê, que subiu bem e completou de cabeça para o gol, estragando a comemoração carioca.

Fonte: Estadão Conteúdo