• Oticas Floriano
  • chopp sabora
  • Posto Aliança
  • Construforte
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Paraiba
  • Jorge
  • Paraiba
  • Jorge
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • chopp sabora
  • Construforte

Em agosto o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, sancionou a lei que criou e regulamentou o modelo SAF – Sociedade Anônima de Futebol. Alguns companheiros de imprensa estão otimistas com os possíveis resultados, acreditando que haverá um “choque de gestão” no futebol brasileiro, forçando a criação de uma nova diretriz nos clubes.

bb4fdfc870e9926203d92ad9a90d56edRonaldo Fenômeno com a camisa do Cruzeiro após acordo — Foto: Divulgação

A Lei estabelece critérios rigorosos para quem adotar o novo sistema, seguindo os padrões adotados em gigantes do futebol europeu. Alguns itens a serem cumpridos:

- Regime tributário específico, liquidação de dívidas trabalhistas e cíveis, patrocínio e TV, patrimônio, mudança de nome, de hino, de escudo, de cores, captação de investimentos etc.

Em todas as decisões é indispensável a concordância da associação que deu origem ao clube-empresa.

O primeiro passo foi dado pelo Cruzeiro de Belo Horizonte ao negociar 90% das ações com a empresa de Ronaldo Fenômeno, que começa assegurando a destinação de 400 milhões de reais na agremiação mineira, atualmente na Série B do futebol brasileiro.

Na próxima semana começa o processo de transição. Ronaldo vai formar uma equipe de trabalho para implantar a nova gestão.

De início, será formada a diretoria de administração da Sociedade Anônima de Futebol, com destaques para:

- Conselho Administrativo com mandato de 3 anos e com 3 membros;

- Diretoria eleita pelo Conselho e com 7 membros: Diretor Presidente, Diretor Financeiro, Diretor de Administração e Controle, Diretor de Futebol, Diretor de Marketing e mais 2 integrantes sem designação específica. Mandato de 3 anos.

Há expectativa em relação à formação da nova comissão técnica do Cruzeiro para começar a trabalhar imediatamente visando o Campeonato Mineiro e a disputa da Série B para retornar à divisão principal do futebol brasileiro.

 

Fonte:cidadeverde.com