e4cc12869bbe4798d976c4dac75ba9a2Foto: Divulgação CoriSabbá

Por Pâmella Maranhão 

A equipe do CoriSabbá, de Floriano, enviou um oficio para a CBF e FFP solicitando que todas as suas partidas dentro do Campeonato Piauiense sejam retiradas das casas de apostas. O pedido veio após a própria federação local ter acionado a Deccortec para averiguar a possível manipulação do jogo entre Parnahyba x CoriSabbá, em que a Águia de Floriano foi derrotada por 3 a 0. 

“Eu quero que a CBF faça isso. Para deixar bem claro que não temos interesse nisso. Porque se compram um jogador meu, alguém da minha comissão ou algo do tipo, infelizmente, é muito difícil que tenha esse controle. O CoriSabbá está sendo lesado e minha reputação também dentro de todo esse processo”, afirmou o presidente Kamar.

A denuncia de quantidade de apostas acima da média veio através da SportRadar, empresa contratada pela própria CBF para monitorar os estaduais no país. 

De acordo com o presidente Anderson Kamar, do Cori, que prestou depoimento na terça-feira (6) neste momento da investigação preliminar outras pessoas do clube não serão ouvidas. 

“Eles, da Policia Civil me intimaram no jogo contra o Oeirense. Pediram que eu fosse até Teresina para o depoimento e levasse a documentação de todos do time, desde atletas até comissão técnica e assim eu fiz. Nem posso falar muito sobre para não atrapalhar a investigação”, pontuou o presidente do CoriSabbá. 

O time de Floriano entra em campo nesta quinta-feira (8) quando encara o Fluminense, às 19h, no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina. O time tem quatro jogos tem quatro derrotas e caso seja derrota hoje está praticamente rebaixado, pois dentro do formato da competição o time no máximo soma mais nove pontos – contando o jogo da 6ª rodada, mais os dois jogos da segunda fase.