Após cerca de 40 anos na Globo, o ator José de Abreu, 74, anunciou que vai deixar de fazer parte do elenco fixo da emissora a partir do próximo dia 30 de junho. Ele fez a revelação em live realizada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas redes sociais, na noite desta quarta-feira (3).

ed4fce3706533ed7d94788911c3c7857Fotos: Reprodução/instagram/@josedeabreu

Segundo Abreu, há dois meses ele vinha negociando a sua saída. "Eu acabei de fechar um destrato com a Globo de uma maneira extremamente boa para os dois lados. Tive uma boa conversa com [o diretor artístico Carlos Henrique] Schroder na semana passada. Vou me desligar no dia 30", afirmou.

O último trabalho do ator na emissora foi em 2019, quando interpretou o empresário milionário Otávio, da novela "A Dona do Pedaço". Abreu disse que pode continuar atuando em novelas e séries da Globo, mas contratado por obra certa. "Essa é uma nova maneira da Globo se relacionar com os seus artistas", afirmou.

Ele revelou também o seu desejo de tentar a carreira internacional. Atualmente, Abreu está vivendo com a noiva, Carol Junger, 22, na Nova Zelândia. " "Agora vou tentar carreira internacional. Vou me renovar. Estou aqui [na Nova Zelândia] melhorando o meu inglês."

Na conversa com o Lula, ele ainda reclamou da cotação do dólar. "Também estava muito difícil sobreviver com o salário em real fora do Brasil. Quando eu saí do Brasil, pela primeira vez, em 2014, o dólar estava em R$ 2,22. Quer dizer, eu precisava de R$ 2,22 para comprar US$ 1. Hoje, eu preciso de R$ 6. Ou seja, a conta não ia fechar nunca."
Fonte: Folha Press

A Mauricio de Sousa Produções e o Centro de Pesquisa em Alimentos da Universidade de São Paulo (FoRC/USP) desenvolveram uma cartilha ilustrada com os personagens do Bairro do Limoeiro, da Turma da Mônica, para estimular e orientar o uso correto de máscara de proteção diante a pandemia do novo coronavírus. O material têm como base as orientações da ANVISA.

cebolinha mascara

A cartilha "Como usar máscara para se proteger do coronavírus" apresenta instruções para o uso de máscaras descartáveis e as de pano reutilizáveis estão didaticamente detalhadas para que todos possam se proteger da melhor forma possível.

Em muitas localidades, o uso da máscara se tornou obrigatório, seja em estabelecimentos comerciais ou no transporte público e privado. Essa proteção facial é de extrema importância, pois evita que gotículas suspensas no ar - quando pessoas infectadas tossem, espirram ou simplesmente conversam - se espalhem. Por isso, Cebolinha, Jeremias, Milena, Magali e Mônica, todos devidamente protegidos usando máscara, mostram de uma forma fácil os cuidados básicos para manipular esse item.

Para Mônica Sousa, diretora executiva da MSP, é muito importante intensificar os hábitos no combate ao vírus. Ela também ressalta a importância do material em tempos de fake news. "Buscamos produzir um material que contenha orientações de fontes seguras para que o combate à pandemia seja feito da forma mais correta possível. Para reforçá-las, utilizamos os personagens da Turma da Mônica, tão querida pelos brasileiros, para apresentar os cuidados de uma forma mais leve e didática", pontua.

Além da cartilha, a Mauricio de Sousa Produções tem realizado uma série de ações de conscientização. São diversos materiais informativos de prevenção e dicas para higienização de objetos utilizados no dia a dia durante esse período de quarentena. A empresa também está disponibilizando conteúdos educacionais e de entretenimento para os pequenos e fãs da Turma da Mônica durante o isolamento social.

A cartilha com orientações para o uso correto das máscaras estará disponível para consulta e compartilhamento nas plataformas digitais da Turma da Mônica, no Twitter, Instagram e Facebook.

Explore o conteúdo da cartilha no perfil oficial da Turma da Mônica na rede social:

 

Fonte:Estadão

1 hydroxychloroquine 17042645Hidroxicloroquina é defendida pelos governos do Brasil e Estados Unidos - Louai Beshara/AFP

Suíça - A Organização Mundial da Saúde anunciou nesta quarta-feira que os ensaios clínicos com hidroxicloroquina serão retomados, depois de serem suspensos para uma revisão de segurança.

"Com base nos dados de mortalidade disponíveis, o grupo executivo informará aos principais pesquisadores que eles podem retomar os ensaios com hidroxicloroquina" na busca por um tratamento para a COVID-19, anunciou o chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em entrevista coletiva.

 

Fonte: Jornal O Dia

O Piauí recebe, na noite desta quarta-feira (3), mais 21 respiradores para hospitais que cuidam de pacientes infectados pelo novo coronavírus. Os equipamentos vieram por força de decisão judicial a favor do Governo do Estado.

respiradores magnamed

São 21 respiradores da empresa Magnamed comprados pelo Governo do Piauí, mas que haviam sido requisitados pelo Ministério da Saúde. A Procuradoria-Geral do Estado (PGE-PI) buscou a Justiça Federal para garantir que os equipamentos fossem liberados.

O procurador-geral do Estado, Plínio Clerton, informou ao Cidadeverde.com que os aparelhos foram alvo de busca e apreensão em Osasco (SP).

O Estado já tinha obtido decisão favorável em abril, na Justiça Federal. Mas foi preciso o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, conceder outra decisão em 21 de maio para que os equipamentos fossem liberados. No dia 27, o Piauí recebeu 20 respiradores que haviam sido comprados junto à empresa Intermed.

O Piauí comprou 80 respiradores das duas empresas. "Esta semana, vamos fazer a busca e apreensão de mais 20 respiradores da Intermed, por decisão judicial", disse Clerton, ao Cidadeverde.com.

O Governo Federal, ainda na gestão do então ministro Luiz Henrique Mandetta, afirmou que pretendia ter o controle dos aparelhos para distribuí-los de acordo com o avanço dos casos de Covid-19 em cada região. Mas Estados e Prefeituras que haviam comprado equipamentos recorreram contra o confisco e conseguiram decisões favoráveis no STF.

O Estado do Piauí também comprou 100 respiradores que vieram da Turquia - a Prefeitura de Teresina adquiriu outros 70. Os equipamentos chegaram na última segunda-feira (1º).

Até a noite desta quarta-feira, o Piauí tinha respiradores instalados em 344 leitos de estabilização de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), somando os que já existiam e parte dos que foram adquiridos. Desse total, 195 estavam ocupados - 56,7%.

Com a chegada de mais equipamentos, a expectativa do Governo do Estado é reduzir o percentual de ocupação de leitos com respiradores nos próximos dias, evitando colapso no sistema de saúde por conta do grande número de internações em curto período.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Blossom
  • Espeto e Cia
  • Paraiba