• Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Dario PAX

O plenário da Câmara Municipal de Floriano será palco de uma importante audiência pública que vai discutir a minuta do Projeto de Lei de Regularização Fundiária Urbana, A audiência será a partir das 11h do dia 18 de junho com a presença do Corregedor Geral de Justiça Desembargador Hilo Almeida. Essa audiência já aconteceu na cidade de Picos com a participação de vereadores e prefeitos de vários municípios de região, sindicatos, além da população e a imprensa,

WhatsApp Image 2019 06 13 at 22.57.52

O próximo município a realizar a audiência será a cidade de Uruçuí, em seguida Floriano e finalmente Oeiras. A importância do evento sugere o comparecimento do maior número de pessoas.

 

Da redação

O depoimento de Neymar durou cerca de quatro horas e meia e terminou no começo da noite desta quinta (13), na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo.

6d69a9c488b4ad78128af2cb4f63a0fcFoto: Reprodução/Instagram/@neymarjr

O atacante da seleção brasileira e do PSG chegou ao local de muletas, às 15h15, cercado por advogados e seguranças, para ser ouvido pela delegada Juliana Lopes Bussacos.

Na delegacia de Santo Amaro, o jogador precisou responder para Bussacos se teria estuprado e agredido a modelo Najila Trindade, no dia 15, em Paris.
"Agradeço o carinho de todos, estou tranquilo e agradeço as mensagens que recebi até agora. A verdade aparece cedo ou tarde", disse o atleta na saída do depoimento.

A promotora Flávia Merlini disse que "Neymar nega os crimes e respondeu de forma satisfatória."

A mulher registrou boletim de ocorrência no dia 31 de maio na delegacia em Santo Amaro. Em entrevista ao SBT no dia 5 de junho, Najila afirmou que viajou para Paris para fazer sexo com o jogador, porém Neymar teria praticado a força o ato sem uso de preservativo. No seu depoimento, no dia 7, ela confirmou essa versão.

O depoimento de Neymar, a princípio, é o último para que a delegada Juliana Lopes Bussacos conclua o inquérito policial. Ela tem até 30 dias, a partir de 31 de maio, para terminar a investigação. A tendência é que faça isso o quanto antes.

O caso atrai imprensas e curiosos e alterou a rotina da DDM. Nesta quinta (13), o prédio foi evacuado. Mulheres que precisavam registrar boletim de ocorrência não tiveram atendimento na DDM.

Enquanto Neymar prestava depoimento, um grupo de fãs do jogador se aglomerou na calçada da delegacia com faixas e frases como "verdade seja dita" e "golpe, não". Também cantavam "Deus está contigo, Neymar", trecho do hino nacional e "Neymar! Neymar".

Segundo o chefe de investigador Júlio Borba, da DDM, 50 policiais fizeram a segurança interna. O número não leva em consideração o efetivo espalhado nos arredores. A movimentação na rua Padre José de Anchieta começou desde cedo. Viaturas da polícia também estacionaram nas ruas vizinhas para reforçar a escolta ao carro que traria o atleta.

Uma advogada de Neymar chegou ao prédio, na zona sul de São Paulo, antes do almoço, com rolos de papel pardo para cobrir todas as janelas do prédio da DDM. O prédio tem três andares. Neymar, com uma lesão no tornozelo que o tirou da Copa América, deveria depor no primeiro.

Emissoras de televisão alugaram imóveis ao lado da delegacia, inclusive numa rua paralela, para instalarem equipamentos de filmagem. Às 14h50, helicópteros da Band, Globo e Rocord começaram a sobrevoar a região de Santo Amaro.

Fonte: Folha Press

No final da tarde de hoje (13/06) Técnico da empresa Eletrobras sofre acidente de trabalho e é socorrido pela ambulância do SAMU. Em vídeo o repórter menciona que o local do acidente teria sido na Avenida Bucar Neto, entretanto após pesquisa, corrigimos em matéria que o acidente ocorreu na Avenida José Ribamar Pacheco em frente ao Seukeba Auto Peças.

WhatsApp Image 2019 06 13 at 23.04.30(Imagem: Temístocles Filho/Jc24horas)

 Durante seu trabalho o profissional se encontrava no alto de uma escada quando cai inesperadamente. O técnico foi levado ao hospital consciente, porém não se sabe o real motivo de sua queda.

Após o socorro prestado ao trabalhador, Sgt Hiudenis fala sobre a importância da policia em casos de acidentes como esse, para que haja uma condução adequada no trânsito na hora do resgate a vítima, são necessários cuidados especiais.

Confira o vídeo.

Por Karolina Santos.

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ingressou com uma petição no STF (Supremo Tribunal Federal) nesta quinta-feira (13) sobre a série de reportagens do The Intercet Brasil. Os advogados do petista dizem que as conversas do ministro Sergio Moro com o procurador Deltan Dallagnol revelam "completo rompimento da imparcialidade" do ex-juiz da Lava Jato.

f71746fda330391bf8a673b44eff687cFoto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O advogado Cristiano Zanin afirma que as revelações do site, "cujo conteúdo é público e notório", revelam a "conjuntura e minúcias das circunstâncias históricas em que ocorreram os fatos comprovados nestes autos".

Segundo ele, os diálogos demonstram "situações incompatíveis com a 'exigência de exercício isento da função jurisdicional', e que denotam o completo rompimento da imparcialidade objetiva e subjetiva".

A manifestação foi juntada ao pedido habeas corpus da defesa de Lula para declarar a suspeição de Moro no julgamento do caso do tríplex de Guarujá (SP), que levou o petista à prisão.

O processo estava parado desde dezembro na Segunda Turma e, a pedido do ministro Gilmar Mendes, será analisado no dia 25.

O objetivo dos advogados do petista é conseguir a anulação da condenação, sob o argumento de que Moro não foi imparcial na análise do caso, que aparece nas conversas que vieram à tona e no qual o petista é acusado de receber R$ 3,7 milhões de propina da empreiteira OAS em decorrência de contratos da empresa com a Petrobras.

O valor, apontou a acusação, se referia à cessão pela OAS do apartamento tríplex ao ex-presidente, a reformas feitas pela construtora nesse imóvel e ao transporte e armazenamento de seu acervo presidencial. Ele foi condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Preso em decorrência da sentença de Moro, Lula foi impedido de concorrer à Presidência na eleição do ano passado. A sentença de Moro foi confirmada em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região e depois chancelada também pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Nos bastidores do Supremo, o vazamento da troca de mensagens foi tratado como determinante para que Gilmar liberasse o processo na turma. O caso dormitava nas mãos do ministro desde dezembro do ano passado, quando ele pediu vista (mais tempo para analisá-lo).

Um grupo de ministros defende que o Supremo use o julgamento do pedido de suspeição para dar o seu recado mais claro sobre a atuação de Moro e da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

Fonte: Folhapress

  • Paraiba
  • Espeto e Cia
  • Blossom
  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Casa Boa Esperança