• Construforte
  • Farmaduty
  • floriano shop
  • Paraiba
  • Dalva
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Construforte
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Dalva
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Paraiba
  • floriano shop

Sobe para 120 o número de mortos no terremoto que atingiu a região central da Itália nesta quarta-feira (24). O prefeito de Amatrice, na Itália, Sergio Pirozzi informou que "metade da cidade" sofreu com os danos causados pelo forte terremoto que atingiu o centro do país.

sobe o numero de mortos no terremoto que atingiu a italiaSobe o número de mortos no terremoto que atingiu a Itália.(Imagem:Remo Casilli/Reute)

Sergio Pirozzi confirmou o desabamento de vários edifícios e pontes e, por isso, fez um apelo para as autoridades do país. "Temos espaço para a chegada de helicópteros de resgate, mas a prioridade é liberar as ruas", relatou o prefeito.

De acordo com o G1, a Defesa Civil confirmou que houve deslizamentos de terras em outras três províncias da Região de Marcas: Ascoli Piceno, Fermo e Macerata.O terremoto desta quarta-feira foi próximo de Áquila, onde em 2009 aconteceu um forte terremoto de magnitude 6,3 que matou mais de 300 pessoas e devastou a região de Abruzos e o centro histórico local.

 

Fonte:GP1

Nesta quarta-feira (24), o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o aumento de impostos pode ser necessário "de forma transitória". "De forma transitória, etc, acredito que pode vir a ser necessário [a alta de tributos]. Isso não está sendo considerado no momento, mas é uma hipótese que não devemos descartar no futuro", afirmou o ministro.

henrique meirellesHenrique Meirelles.(Imagem:André Dusek/Estadão)

De acordo com a Folha de São Paulo, Meirelles ainda disse que a carga tributária do Brasil já é uma das maiores do mundo e, por isso, aumentá-la ainda mais não deve ser a solução para colocar as contas públicas em ordem. "Não podemos resolver o problema do deficit da dívida por meio do aumento de impostos, porque nossa carga tributária já é uma das mais altas do mundo", relatou.

Meirelles e o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, participaram de uma reunião na comissão especial da Câmara dos Deputados nesta quarta. Dyogo Oliveira afirmou aos deputados que as despesas do governo estão descontroladas. "Temos que fazer o controle do gasto, mas poderíamos fazer isso de outra maneira. Qual seria essa outra maneira? Aumentar a carga tributária indefinidamente também. A carga tributária deveria, portanto, crescer indefinidamente. Também não é sustentável", finalizou.

 

Fonte:GP1

 

Os parlamentares brasileiros rejeitam a ideia de tarifa zero para o transporte público, assim como tomadores de decisão e formadores de opinião do setor, mostra pesquisa divulgada hoje (23) pela Associação Nacional de Empresas de Transportes Urbanos (NTU).

a9ff447e1d89af9d8ea809f1e7673c40Congresso rejeita tarifa zero no transporte público.(Imagem:Divulgação)

A pergunta foi feita a 224 deputados e 25 senadores, de 27 partidos diferentes. A tarifa zero é desaprovada por 71,8% deles, enquanto 16,7% aprova. O restante não opinou. Entre os 100 economistas, gestores municipais, estaduais e federais entrevistados, a rejeição chega a 85%.

Já em relação à origem dos recursos para financiar o transporte coletivo, os dois grupos divergem. Enquanto grande parcela dos parlamentares, 47,5%, disse que o dinheiro deve vir dos orçamentos públicos, a maior parte dos especialistas e gestores, 33%, respondeu que usuários de carro sejam a principal fonte de custeio.

Para isso, os representantes do setor defendem que seja criado uma nova contribuição municipal sobre combustíveis cujos recursos seriam destinados somente à operação do transporte coletivo. O objetivo é desincentivar o deslocamento individual e permitir uma redução do preço das passagens. Uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria o tributo tramita desde 2007 na Câmara.

"Não mexe na Cide atual, porque o governo não quer que mexa nesse recurso", disse Otávio Vieira da Cunha Filho, presidente da associação. "As simulações que a gente fez é que 10 centavos no preço da gasolina pode representar uma arrecadação de R$ 11 bilhões por ano. Isso é mais ou menos 30% do custo do transporte público hoje no Brasil. Com isso, as tarifas poderiam ser reduzidas em R$ 1,20."

A proposta, no entanto, tem como obstáculo a aversão geral à criação de novos impostos, sobretudo em ano eleitoral. "Vai ser muito difícil aprovar essa proposta este ano", reconheceu o deputado Júlio Lopes (PP-RJ), que defende a proposta na Câmara. "Mas é um trabalho que tem que ser feito a longo prazo. Há que se ter a visão de que a instituição da Cide municipal implica na revisão de alguns impostos federais que estão em demasia", acrescentou.

Fonte: Terra

Agespisa avisa aos usuários que para dar continuidade aos trabalhos de melhoria que esta sendo feito no sistema se abastecimento de água, haverá uma interrupção no abastecimento de água dia 25 de agosto de 2016, nesta quinta feira, das 06:00 às 17:00, para que seja uma interligação do Rio para o Poço de Sucção na estação de Captação de Água;duas interligações e colocação de 2 Registros na Rede de Distribuição na Rua Pradre Uchôa com Benjamin Freitas e Reparo no canal de água tratada na ETA ( Estação de Tratamento de Água ).

Screenshot 2016 08 10 03 34 18Agespisa. (Imagem:Arquivo/jc24horas)
Obs :Informamos ainda que o abastecimento não será comprometido nos bairros onde são o abastecido com água através de poços.

 

Da redação