• Posto Aliança
  • chopp sabora
  • Construforte
  • Dario PAX
  • Jorge
  • Garoto
  • Paraiba
  • Oticas Floriano
  • Jorge
  • Paraiba
  • Dario PAX
  • Construforte
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • chopp sabora

O grande número de pessoas que compareceu na manhã de hoje ao velório do ícone da comunicação João Pinto Filho, congestinou o trânsito na Av. Dr. José Ribamar Pacheco no bairro Bom Lugar. Os policiais militares e os integrantes da PRF estavam presentes como forma de apoio ao colega de trabalho Bernardino Pinto, o Gimba policial rodoviário federal que é irmão do João Pinto e orientaram os motoristas e motociclistas que passavam no local na hora da saída do corpo em direção ao cemitério central São Pedro de Alcântara.

20170612 081916

Profissionais de aducação também foram manifestar os pêsamse e apoiar a Professora Lúcia Pinto, irmã do decano da comunicação florianense que deixou consternada a população de Floriano com a sua partida aos 62 anos de idade.

053cc7e8 7ed2 4ab3 be98 1d90d8997332

20170612 075115

 

Da redação

Dependendo do resultado do julgamento dos 8 réus suspeitos de executarem o cabo do Bope, Claudemir de Sousa, o advogado de uma das suspeitas de participar da morte deve propor à Justiça acordo de delação premiada.

88a76c0bced2212fd413b01ea937690c

Trata-se do advogado Joaquim Machado, responsável pela defesa de Thaís Monait Meris de Olveira. Ela é suspeita acionar o bando que assassinou o cabo do Bope Claudemir de Sousa, para que eles cometessem o crime.

De acordo com as investigações do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), Thaís estava lanchando com o namorado, que também é réu ,Francisco Luan, em um trailer próximo à academia onde Claudemir malhava. Quando o cabo saiu do local, ela teria ‘dado sinal’ para os outros atiradores.

“Minha cliente nega que tenha participado. Ela estava no trailer, mas não teve nenhuma participação no crime. Dentre os suspeitos, ela tem a menor acusação e, dependendo do andamento do julgamento, posso sugerir delação premiada”, conta o advogado.

Reviravolta

O advogado Francisco Moura, que defende um dos suspeitos de ser o autor dos tiros que matou Claudemir, Weslley Marlon Silva, prevê que, até o fim do julgamento, um dos réus irá assumir a autoria do crime.

“Temos a informações que um dos réus vai entregar no interrogatório quem é o responsável de ter atirado no cabo”, adianta o advogado.

De acordo com o Greco, Weslley Marlon Silva e Flavio Willame da Silva, são os suspeitos de desferirem os tiros.

Também são acusados da morte de Claudemir o taxista José Roberto Leal da Silva, Igor Andrade Sousa, Thaís Monait Neris de Oliveira, Francisco Luan de Sena, que seriam os olheiros, Maria Ocionira Barbosa de Sousa e Leonardo Ferreira Lima, suspeitos de serem os mandantes e planejarem toda a ação.

O julgamento dos réus começou nesta segunda-feira (12) e segue até quarta-feira, na 1ª Vara do Tribunal do Júri.

 

Fonte:cidadeverde.com

A tradição da Igreja Católica recomenda as famílias que perdem seus entes queridos, realizarem a solenidade religiosa denominada encomendação do corpo, geralmente feita por um líder religioso. Sendo de uma família extremamente católica, João Pinto Filho teve o seu corpo encomendado pelo Frei Erivelton que além de religioso, é também administrador da Rádio Santa Clara, onde o comunicador apresentava o seu programa todas as noites sendo campeão de audiência. Confira o que disse o líder religioso ao portal jc24horas.

e4f39d71 42d1 4136 ae51 8f8839ea3521

 

 

Da redação

Durante os seus 62 anos de vida, o comunicador João Pinto Filho trabalhou não somente na comunicação pois há 15 anos prestava serviços para a companhia de água Agespisa através de uma empresa terceirizada, onde também só transmitia alegria aos companheiros de trabalho. Na empresa, o ícone da comunicação exercia a função de motorista. Nossa reportagem conversou com o Diretor da instituição Carlos Afonso.

160148f5 4833 4be1 8b0d 4fe2a3bdfcec

Um outro decano da comunicação, ex-vereador Tiago Solon, também foi se despedir do amigo e falou ao jc24horas lembrando que além de comunicador, João Pinto também trabalhou na mesa de som. "João Pinto foi meu sonoplasta". Disse Tiago. Confira as duas entrevistas feitas ao vivo na manhã de hoje, na saída do corpo do radialista que faleceu na manhã desse domingo.

e110e8c5 57bf 4e2b a244 316bb22cd819

 

 

Da redação