• Paraiba
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Garoto
  • chopp sabora
  • Posto Aliança
  • Jorge
  • Construforte
  • Paraiba
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Construforte
  • Jorge
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • chopp sabora

O Brasil tinha em 2014 41,2 mil empresas industriais com 30 ou mais pessoas ocupadas. Em suas 51,4 mil unidades produtivas, essas empresas comercializaram 3.441 diferentes tipos de produtos, que geraram receita de R$ 2,2 trilhões naquele ano.

36d504637e0f5cc54913b87714732062IBGE: diesel foi o produto que gerou maior renda na indústria brasileira em 2014.(Imagem:Divulgação)

Os dados fazem parte da Pesquisa Industrial Anual – Produto (PIA Produto 2014), que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está divulgando nesta quarta-feira (19). Os dados mostram ainda o ranqueamento da totalidade dos produtos, o valor das vendas de cada um, assim como sua posição de liderança no mercado.

O levantamento do IBGE indica que, pelo valor de venda, o óleo diesel manteve em 2014 a liderança do ranking industrial, respondendo por 3,5% dos R$ 2,2 trilhões gerados de receita pelo setor industrial – o equivalente a R$ 75,1 bilhões.

Os demais, em valor de receita e participação na renda total do setor, foram minério de ferro bruto ou beneficiados, com receita total de R$ 49,2 bilhões e participação de 2,3% do total do mercado; automóveis de cilindrada maior que 1500 cm3 e menor que 3000 cm3, com receita de R$ 43,1 bilhões e participação de 2% do total da receita do setor; e gasolina automotiva, (R$ 41,5 bilhões e 1,9%).

As informações da Pia Produtos 2014 indicam que, juntos, esses quatro produtos representaram 9,7% do total da receita do setor, o equivalente a quase um décimo do valor das vendas industriais em 2014.

Sobe e desce

O estudo constatou que, em 2014, os 100 produtos industriais com os maiores valores de venda tiveram, juntos, receita de R$ 1,11 trilhão, o equivalente a 51,6% da receita total das empresas industriais com 30 ou mais pessoas ocupadas.

Entre esses 100 produtos, os que mais ganharam posições no ranking, em relação a 2013, foram o álcool etílico, que passou da 164ª para a 80ª colocação; aparelhos de ar condicionado (da 118ª para a 75ª); latas de alumínio para embalagem (da 96ª para a 71ª); óxido de alumínio (da 66ª para a 42ª) e chapas e tiras de alumínio, de espessura superior a 0,2 mm (da 109ª para a 88ª).

Os cinco produtos que mais perderam posições desde 2013 foram: vergalhões de aço, que caíram da 60ª para a 90ª posição; máquinas para colheita (da 44ª para a 65ª); bobinas ou chapas de aços zincadas (da 72ª para a 91ª); pneus novos para ônibus e caminhões (da 68ª para a 84ª); e chassis com motor para ônibus (da 77ª para a 89ª).

Entre os 100 produtos industriais com as maiores receitas líquidas de vendas em 2014, os cinco que mais ganharam posições desde 2007 foram: chapas, bobinas e laminados metálicos (da 1416ª para a 77ª posição); adubos ou fertilizantes minerais ou químicos, fosfatados (da 718ª para a 56ª); álcool etílico (da 455ª para 80ª); biodiesel e suas misturas (da 381ª para 61ª) e cigarros (da 376ª para 59ª).

Os cinco produtos e serviços industriais que mais perderam posição nesse período, considerando as 100 maiores receitas líquidas de vendas, foram: ferro-gusa (da 31ª para a 79ª posição); vergalhões de aços ao carbono (da 44ª para a 90ª); alumínio não ligado em formas brutas (da 30ª para a 64ª); óleo de soja refinado (da 33ª para a 60ª) e sucos concentrados de laranja (da 48ª para a 74ª).


Fonte: Agência Brasil

Neymar desembolsou nada menos que R$ 5,8 milhões por uma mansão em Angra dos Reis, no litoral sul do Rio de Janeiro. O imóvel tem três andares, cinco quartos, três suíte, um deck, uma piscina em forma de canoa e fica localizado a 10 minutos de um aeroporto.

469e7eee69fb680b8539be1087346cb1Neymar se interessou por mansão por causa da privacidade no local.(Imagem:: Instagram)


Segundo o jornal "O Dia", o craque decidiu comprar a casa devido à privacidade no local. Com muros bem altos, não é possível ver nem mesmo um pedaço do jardim se você estiver do lado de fora.


O pai do esportista visitou o local duas vezes antes de assinar o cheque e efetivar a compra. Há dois anos, o suposto namorado de Bruna Marquezine procura um imóvel na região.


O atleta ficou encantado com a cidade ao gravar uma edição do "TV Xuxa - Especial de Verão", a convite da Rainha dos Baixinhos, em 2013.
Fonte: Famosidades

A redação do portal jc24horas recebeu e compartilha um vídeo que presta homenagem ao estado do Piauí no dia de hoje(19). Confira nossa homenagem a este estado feito de gente batalhadora, promissora e corajosa.

Screenshot 2016 10 19 08 12 05

 

Da redação

O governador Wellington Dias (PT) enviou para a Assembleia Legislativa do Piauí um projeto que cria a Empresa Piauiense de Serviços Hospitalares (EPISHER). A proposta foi lida em plenário nesta terça-feira (18) para começar a ser debatida pelos deputados.

1f9b3e8434cd36bf969c55c6a1a28634Projeto do Governo quer criar Empresa Piauiense de Serviços Hospitalares.(Imagem:Jorge Henrique Bastos)

"A EPISERH terá por finalidade a prestação de serviços gratuitos de assistência médico-hospitalar, ambulatorial e de apoio diagnóstico e terapêutico à comunidade, assim como a prestação às instituições públicas federais de ensino ou instituições congêneres de serviços de apoio ao ensino, à pesquisa e à extensão", diz o governador na mensagem de apresentação do projeto.

Caso seja criada, a EPISERH estará vinculada à Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) e passará a prestar serviços de apoio para a gestão dos hospitais da rede estadual, como ocorre no âmbito federal com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSHER), criada em 2011.

A versão piauiense da empresa terá um sistema de gestão único, que vai gerar indicadores quantitativos e qualitativos para estabelecer metas no setor.

Veja o projeto na íntegra

Entre as atribuições da Empresa, estará também a prestação de serviços de apoio à pesquisas, implementação de estágios e residências médicas, com apoio a instituições de ensino, pesquisa e extensão.

A nova empresa deve ainda contar com servidores que já tenham cargo efetivo no Estado e sejam cedidos por outros órgãos, desde que exerçam atividades relacionadas ao trabalho da EPISERH.

 

Fonte:cidadeverde.com