• Garoto
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • veloso
  • Casa dos frios
  • Dario PAX
  • Farmaduty
  • Casa dos frios
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Garoto
  • veloso

Os proprietários de 2 milhões de veículos que pagaram valores maiores de DPVAT podem pedir a devolução da diferença a partir desta quarta-feira (15). Em São Paulo, são 900 mil.

3259ca530a5c9c1cb6d21752c6f0e63cImagem: Tiago Melo/TV Cidade Verde

A Seguradora Líder, consórcio de 72 seguradoras que administra o seguro, criou um site para o encaminhamento dos pedidos. O acesso é no restituicao.dpvatsegurodotransito.com.br.

Será necessário informar CPF, Renavam do veículo, email e telefone de contato, data em que foi pago o valor maior, quanto foi recolhido e também os dados bancários da conta-corrente ou poupança do dono do veículo.

Para carros, a devolução é de R$ 10,91. Os motoristas que fizeram o pagamento até a semana passada recolheram um seguro de R$ 16,21, mesmo valor da tabela de 2019.

Desde 8 de janeiro voltaram a valer os preços aprovados pelo Conselho Nacional de Seguros Privados -ara carros de passeio, caiu a R$ 5,23.

Os proprietários de motos receberão uma diferença de R$ 72,28. Dos R$ 84,58 em vigor até o dia 7, o seguro obrigatório para este ano ficou em R$ 12,30.

Segundo a Líder, a restituição do dinheiro será concluída em até dois dias a partir do pedido. Ao enviar a solicitação, o dono do veículo receberá um número de protocolo para acompanhar o procedimento.

Quem pagou o seguro com valor maior de mais de um veículo terá de fazer o pedido em outro link, no www.seguradoralider.com.br/contato/duvidas-reclamacoes-e-sugestoes.

No caso de proprietários de frotas, a solicitação do estorno deverá ser feita por meio do email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O seguro obrigatório é pago todos os anos junto da primeira parcela do IPVA ou no pagamento da cota única.

Em São Paulo, a quitação integral pode ser feita em janeiro, com desconto de 3%, ou em fevereiro, sem o abatimento.

O pagamento do DPVAT dá o direito à indenização e cobertura de despesas médicas em acidentes de trânsito. Nos casos de morte, o valor da indenização é de R$ 13,5 mil e de invalidez permanente, de R$ 135 a R$ 13,5 mil. Já para os casos de reembolso de despesas médicas e suplementares, o teto é de R$ 2.700 por acidente.

A comprovação do pagamento é necessária para o licenciamento do veículo, procedimento que consiste na renovação do documento.

O vai e volta do valor do seguro começou no início de novembro do ano passado, quando o presidente Jair Bolsonaro extinguiu DPVAT por meio de medida provisória.

Em 19 de dezembro, o STF (Supremo Tribunal Federal), atendeu a um pedido da Rede e suspendeu a MP.

Seis ministros concordaram com o argumento de que a extinção do seguro obrigatório não poderia ser feita por medida provisória e que isso só era possível em uma lei complementar.

Ainda em dezembro, no dia 27, o Conselho Nacional de Seguros Privados, que define anualmente o valor do seguro, publicou resolução definindo os valores para 2020. A redução, para carros de passeio, era de 68%, e para motocicletas, de 86%.

Essa resolução também foi derrubada pelo STF em decisão liminar e, portanto, provisória, do presidente da Corte, ministro Dias Toffoli.

Ao analisar pedido da Seguradora Líder, ele entendeu que a decisão do CNSP tentava esvaziar o seguro, ao reduzir consideravelmente o recolhimento. Na semana passada, ele revogou a própria decisão, liberando a vigência da nova tabela.

O imbróglio do DPVAT acontece ao mesmo tempo em que a Líder tenta se defender de acusações de gastos excessivos. Em 2018, dos R$ 4,7 bilhões processados pelo seguro, R$2,1 bilhões foi destinada ao SUS e R$ 233 milhões ao Denatran.

Fonte: Folhapress

O presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, afirma que o prefeito Firmino Filho deve anunciar o candidato a sucessor até o final de janeiro. Segundo o senador, o prefeito sempre afirmou que esse seria o prazo “correto” para a divulgação do nome.

ciro90Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

“Ele deve anunciar até o final de janeiro. Porém se ele já tem o nome ainda não nos comunicou. Foi o prazo que ele me disse que era o correto para anunciar. É até o final de janeiro”, afirma.

O senador progressista também fez elogios ao nome do ex-secretário Washington Bonfim. Para Ciro, ele representaria a continuidade da gestão do prefeito.

“Tenho um carinho enorme, uma admiração muito grande. Acredito que o Washington seria um candidato fantástico. Ninguém conhece mais a administração e participou mais da administração do que ele. Foi um grande responsável por tudo que trazemos para Teresina, quando ele participou como secretário de Planejamento. Foram grandes investimentos em mobilidade. Para nós seria muito bom, mas o Progressistas irá aceitar qualquer decisão do prefeito. Se o prefeito escolher um dos secretários também. Sempre defendo que seja alguém que tenha continuidade administrativa e tenha participado das gestões do prefeito Firmino. Mas o prefeito ainda não definiu. A definição é dele. O candidato que ele escolher contará com nosso apoio. Mas se for o Washington ficaríamos muito felizes”, afirmou.

 

Fonte:cidadeverde.com

Dos três grupos de Alcoólicos Anônimos existentes em Floriano, o Grupo Florianense de AA é o único cujas reuniões acontecem duas vezes por semana, sendo quarta-feira e sábado sempre no horário compreendido das 19h às 21h.

WhatsApp Image 2019 05 29 at 19.22.40Sala de reunião de AA. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

Os demais grupos são o Sambaíba com reunião no dia de segunda-feira e o Princesa do Sul cujas reuniões acontecem às sextas-feiras também no mesmo horário dos demais. Se você conhece alguém com problemas relacionados ao consume exagerado de bebidas alcoólicas, diga que em Floriano tem grupos de Alcoólicos Anônimos.

 

Da redação

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Blossom
  • Espeto e Cia
  • Paraiba