• Farmaduty
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança

Essa matéria é dedicada a todas as mulheres florianenses, baronenses e de cidades circunvizinhas. Você quer apimentar o seu relacionamento com a pessoa amada. Então assista essa vídeo-reportagem até o final e saiba tudo sobre a arte de seduzir através de uma palestra com a experiente sexóloga Tarciana Chuvas e é uma iniciativa da equipe representante da Racco em Floriano. Confira a matéria.

 81464fb2 1a56 4bcd a4ba 3c8a505651faDeusina, Ceiça e Fátima Rejane. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

 

Da redação

Após os quatro meses em vigor, termina à 0h deste domingo (19) o horário de verão. Quem estiver nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deve atrasar os seus relógios em uma hora.
O horário de verão começou a valer em 16 de outubro do ano passado. O objetivo da medida é permitir um aproveitamento maior da luz solar durante o verão, e reduzir o consumo de energia em um dos horários de pico de demanda, que ocorre por volta de 18h.
A previsão do Ministério de Minas e Energia era que o horário de verão 2016/2017 mantivesse a média de redução do consumo no horário de pico em 4,5% e diminuísse em 0,5% o consumo geral de energia. O balanço final da economia durante esses meses, no entanto, só será divulgado na próxima semana.
Apesar de parecer pouco, a energia que deixa de ser consumida nesse período é suficiente para atender a uma cidade como Brasília, que tem 2,8 milhões de habitantes.

horario de veraoHorário de verão termina à 0h deste domingo (19) (Foto: Arte/G1)
No Brasil, o horário de verão foi instituído pela primeira vez no verão de 1931/1932, pelo então presidente Getúlio Vargas. Sua versão de estreia durou quase meio ano - de 3 de outubro de 1931 a 31 de março de 1932. No verão seguinte, a medida foi reeditada e durou o mesmo tempo da primeira versão.
Desde 1985, o horário de verão vigorou no país todos os anos, mas no passado houve anos em que a medida não foi adotada. A duração também varia, mas, em média, tem sido de 120 dias nos últimos 20 anos. A partir de um decreto 2008, o horário de verão passou a ter caráter permanente.
Em 2016/2017, o horário de verão foi adotado nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Espírito Santo, além do Distrito Federal.
O horário de verão de 2017/2018 começa no dia 15 de outubro.

 

Fonte:G1

O ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Velloso divulgou uma nota na tarde desta sexta-feira (17) na qual informou que compromissos profissionais e éticos o impediram de assumir o Ministério da Justiça.

8430da6f16a7032529560566190017b1Ex-ministro do STF recusa Justiça por 'compromissos éticos'.(Imagem:Divulgação)

Velloso havia sido convidado pelo presidente Michel Temer para assumir o comando da pasta após o ministro Alexandre de Moraes ser indicado para a vaga de Teori Zavascki no STF - Teori morreu no mês passado após acidente aéreo no Rio de Janeiro.

Segundo o colunista do G1 e da GloboNews Gerson Camarotti, Velloso recusou o convite porque não quis abandonar o escritório de advocacia que mantém em Brasília.

"Comuniquei, hoje, ao Sr. Presidente da República, a impossibilidade de aceitar o seu convite para ocupar o honroso cargo de Ministro de Estado da Justiça. Não obstante meu desejo pessoal de contribuir com o país, neste momento tão delicado, compromissos de natureza profissional e, sobretudo, éticos, levam-me a adotar esta decisão", diz a nota divulgada por Velloso.

Carlos Velloso foi ministro do STF entre junho de 1990 e janeiro de 2006 e presidiu a Corte entre 1999 e 2001.

Se assumisse o Ministério da Justiça, Velloso seria o responsável, por exemplo, pela Polícia Federal, pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, pelo Departamento Penitenciário Nacional e pela Força Nacional de Segurança.

Como ministro da Justiça, também seria o responsável por políticas voltadas aos povos indígenas, entre as quais a demarcação de terras.

Sondagens
Com a recusa de Velloso em assumir o Ministério da Justiça, o presidente Michel Temer voltará a fazer sondagens com o objetivo de encontrar um nome para a pasta.

Como a sabatina de Alexandre de Moraes no Senado está marcada para esta semana, o presidente somente anunciará o nome do novo ministro após os senadores votarem a indicação para o Supremo.

Íntegra

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada por Carlos Velloso:
Comunicado à imprensa

Comuniquei, hoje, ao Sr. Presidente da República, a impossibilidade de aceitar o seu convite para ocupar o honroso cargo de Ministro de Estado da Justiça.
Não obstante meu desejo pessoal de contribuir com o país, neste momento tão delicado, compromissos de natureza profissional e, sobretudo, éticos, levam-me a adotar esta decisão.
É que acredito no adágio “pacta sunt servanda” (o contrato é lei entre os contratantes), pilar do princípio da segurança jurídica.
Continuarei à disposição do Presidente Temer, amigo de cerca de 40 anos, para auxilia-lo de outra forma, na missão que o destino conferiu ao consagrado constitucionalista de recolocar o Brasil nos trilhos do desenvolvimento econômico, com justiça social.
51 anos de serviço público e, dentre estes, 40 de magistratura, deixam-me seguro de que dei a minha cota de serviço à causa pública.
Brasília, DF, 17 de fevereiro de 2017.
Carlos Velloso

Fonte: G1

Após o fim do discurso de Raduan Nassar, que ao receber na manhã desta sexta-feira o Prêmio Camões de Literatura criticou o governo brasileiro, o ministro Roberto Freire se manifestou e acabou batendo boca com a plateia. O político reagiu ao coro de "Fora Temer", puxado por parte do público depois de Raduan ter, entre outras coisas, chamado Freire de "ministro do governo em exercício". O autor de "Lavoura arcaica", normalmente recluso, também comparou as recentes decisões do Supremo Tribinal Federal (STF) com o passado da ditadura militar e definiu o impeachment de Dilma Rousseff como "golpe consumado".

9a960e259c3e14c7c0cfb99ebb19f65eMinistro da Cultura bate boca com público no Prêmio Camões.(Imagem:Divulgação)

Em clima de constrangimento geral, Freire tomou a palavra logo após Raduan. Disse que "estamos vivendo um momento democrático e que é muito diferente do período de ditadura". Após ser vaiado e contestado por parte do público que lotou o pátio do Museu Lasar Segall, em São Paulo, o ministro criticou os manifestantes dizendo que "é fácil fazer manifestação num governo como este, democrático". Ele chegou a ser interrompido pela filósofa Marilena Chauí e pelo poeta e crítico Augusto Massi, que bradou:

— Deixe a obra do Raduan falar.

Freire continuou:

— Quem dá prêmio a adversário político não é a ditatura.

O ministro disse ainda que "o prêmio é dado pelo governo democrático brasileiro e não foi rejeitado" pelo autor. O Camões é concedido pelos governos do Brasil e de Portugal, e foi oferecido a Raduan em maio, ainda durante o mandato de Dilma. Em nota, o MinC acusou o PT de organizar o ataque contra o ministro.

— Hoje, a regra de algumas pessoas que, até por terem testemunhado na História o que é um governo resultante de um golpe que reprime, vêm aqui para ter um testemunho da ampla liberdade de um governo que até premia um adversário político. Essas pessoas que vieram aqui falar em governo de exceção causam perplexidade pela estultice, que não tem cabimento — disse ele, após a cerimônia.

Ao fim do evento, a presidente da Biblioteca Nacional, Helena Severo, lamentou que a cerimônia tenha sido "desvirtuada".

— Vim aqui para entregar um prêmio literário para um grande escritor. Essa cerimônia foi desvirtuada. Luta política é uma coisa, a outra é transformar esse momento num momento de exacerbação. A condução desse processo, gritando e interrompendo o ministro, foi descabido. Não foi razoável.

Mais importante prêmio da língua portuguesa, o Camões é concedido anualmente a um escritor de língua portuguesa. Raduan, 81 anos, foi escolhido por unanimidade e se tornou o 12º brasileiro a receber o prêmio. Receberá 100 mil euros.
Fonte: O Globo

  • Blossom
  • Espeto e Cia
  • Paraiba
  • Casa Boa Esperança
  • Rastek
  • Cabedo
  • Ada Atten