• Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Garoto

Oposição e aliados do prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), já tem embate marcado na volta do recesso na Câmara Municipal. O vereador Edilberto Borges, o Dudu do PT, vai propor um decreto legislativo para reverter o reajuste da passagem do transporte coletivo da capital. Desde a última sexta-feira (6) os usuários estão pagando R$ 3,30. Antes, o valor cobrado era de R$ 2,75.

3e87ad41ffa343ae07078d2bc4a4fad1Oposição vai propor decreto para reverter reajuste de passagem.(Imagem:Divulgação)

“Meus advogados estão preparando uma ação. Irei ao Ministério Público, à justiça, e estou preparando um decreto legislativo suspendendo as ações do prefeito”, disse Dudu à TV Cidade Verde.

O parlamentar disse que a Lei Orgânica garante decretos suspendendo ações do prefeito da cidade, caso elas sejam consideradas excessivas.

A Lei Orgânica me garante isso: qualquer ação do Executivo que extrapole as suas esferas é passível de ser observado por um decreto. Iremos propor que esta Casa analise esse decreto no retorno do período legislativo”, afirmou o petista.

Líder do prefeito na Câmara, a vereadora Graça Amorim (PMB) rechaçou a proposta do colega e reafirmou que o aumento foi discutido pelo Conselho de Transporte.

“Houve uma planilha discutida pelo Conselho de Transporte. Todos os custos e despesas foram levados para a planilha”, concluiu.

Por conta do reajuste, Teresina está há 3 dias enfrentando protestos. Na segunda-feira, um ônibus foi incendiado na avenida Frei Serafim. Já ontem, um estudante foi preso suspeito de atear fogo em outro ônibus, desta vez na UFPI.

 

Fonte:cidadeverde.com

Deborah Secco vai ficar um tempo afastada das gravações de "Malhação: Pro Dia Nascer Feliz". O motivo? A atriz está se recuperando de traqueobronquite, que é uma inflamação na traqueia e nos brônquios e que gera sintomas como tosse, rouquidão e dificuldade para respirar.

fda8e164b8f22b668dee56330e0615d1Deborah Secco é internada após traqueobronquite.(Imagem:Divulgação)
Por conta disso, Deborah passou quatro dias internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, de onde teve alta na terça-feira, 10. "Agora estou em casa, de repouso, mas já já estou boa", disse ela ao EGO nesta quarta-feira, 11. "Tive muita tosse, senti febre e dor de cabeça, mas agora estou melhor", contou.

Segundo Deborah, ainda não há previsão para voltar a gravar suas cenas em "Malhação" pois deve continuar de repouso. A Comunicação da Globo não foi encontrada para comentar como vai ficar o cronograma de gravações de Malhação.

Fonte: Ego

O aplicativo de transporte particular Uber anuncia que, a partir desta sexta-feira (13), às 14h, vai começar a aceitar pagamento em dinheiro. Atualmente os usuários da plataforma só podem pagar as viagens através do uso de cartão de crédito.

1c616085586bb7c99cb8460a1889bb9cUber começa aceitar pagamento em dinheiro a partir de sexta (13).(Imagem:Divulgação)

A assessoria de imprensa da Uber explica que nada vai mudar em relação à forma de acionamento de um motorista parceiro Uber. A alteração será somente o acréscimo da opção de pagamento.

"Todos os recursos de segurança da Uber continuam presentes antes, durante e depois de cada viagem, inclusive o rastreamento por GPS, a possibilidade de compartilhar as informações da viagem com familiares e amigos e o sistema de avaliação de motoristas parceiros e usuários. Para quem preferir, ainda haverá a opção de pagar com cartão de crédito, basta selecionar esta opção no app", esclarece.

A Uber atua em Teresina há dois meses. O serviço ainda não foi regularizado na capital e taxistas já se pronunciaram em desfavor ao uso do aplicativo. Os profissionais consideram a plataforma uma "concorrência desleal", já que os valores cobrados pelos percursos são inferiores à tarifa do táxi.

O porta voz da empresa, Pedro Prochno, vê como ‘natural’ a resistência por parte dos taxistas acerca do serviço.

“É preciso ressaltar que são dois modais diferentes de transporte. É preciso que os taxistas entendam que há estudos, o do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, por exemplo, que comprovam que em locais onde o Uber atua não diminuiu o número de pessoas usando táxis. É um serviço de complementariedade”, defende Pedro Prochno.

 

Fonte:cidadeverde.com

Em seu primeiro ato público do ano, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que se necessário vai ser candidato a presidente da República. A declaração foi dada durante o 29º Encontro Estadual do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), em Salvador, na Bahia.

fd8b53eeb7fe7a9cff4433b7c0e2bc75'Se necessário, serei candidato', declara Lula.(Imagem:divulgação)

"Se preparem, porque, se necessário, eu serei candidato à Presidência. Se eu for candidato, é para a gente ganhar as eleições desse país", disse Lula, a uma plateia que usava bonés vermelhos com a inscrição "Estamos com Lula".

Mais cedo, no mesmo evento, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou que o partido ainda não tomou a decisão sobre uma eventual candidatura do ex-presidente, mas que ele é "aspiração nacional".

Gritos de apoio
Durante o discurso, Lula era interrompido pelo público com o grito "Brasil pra frente, Lula presidente". O ex-presidente da República disse ainda que durante este ano vai andar pelo País para recuperar a imagem do PT e sua própria imagem. Ele voltou a afirmar que a legenda está sendo criminalizada pela mídia e pela Justiça.

Lula defendeu que todos que queiram ser candidatos tenham esse direito. "Se o Temer quer ser, ótimo, se o Serra quer ser, ótimo, se o Moro quer ser, ótimo, se os delegados querem ser, todo mudo que quer ser candidato tem direito, entre num partido e vá para as ruas", afirmou.

Defesa do crescimento
O ex-presidente fez um discurso defendendo que o País volte a crescer através de investimentos do governo. "O único jeito desse país voltar a crescer é o Estado investir, pode mexer no compulsório, pode aumentar a dívida. A melhor forma de diminui a dívida com proporção do PIB, é fazer o PIB crescer", afirmou. Lula destacou que o Brasil precisa fazer a reforma agrária e voltar a usar os bancos públicos para financiar a agricultura familiar, os pequenos empresários e os consumidores.

Na quinta-feira, 12, Lula vai a Brasília para participar do Congresso Nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).


Fonte: Época

  • Espeto e Cia
  • Paraiba
  • Blossom
  • Ada Atten
  • Rastek
  • Cabedo
  • Casa Boa Esperança