• Posto Aliança
  • Casa dos frios
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Casa dos frios

A Prefeitura de Pio IX juntamente com o Corpo de Bombeiros do município de Picos e o Grupamento da Polícia Militar de Pio IX estão atuando no combate ao incêndio que ocorre no assentamento São Luís, na zona rural do município. De acordo com a prefeita Regina Coeli, que esteve no local nessa terça-feira (5), a Prefeitura de Pio IX também solicitou carros-pipas de cidades vizinhas para ajudar a controlar o fogo.

ee82a05c9937d3c7155288276d978132Foto: Reprodução/Vídeo Grasiane Sá

“Acompanhamos as ações na Serra do São Luís. Infelizmente, este é o terceiro grande incêndio que acontece em nosso município. O Corpo de Bombeiros de Picos está no local, com o nosso apoio e também dos moradores. A própria comunidade está empenhada e ajudando no trabalho de combate ao fogo. Nós fornecemos carros-pipas, máquinas para fazer os aceiros e pás carregadeiras. Também já solicitamos carros-pipas de municípios vizinhos para nos ajudar nessa força-tarefa”, comenta a gestora.

A Prefeitura de Pio IX iniciou, ainda no mês de outubro, a campanha Pio IX Contra o Fogo, com a finalidade de conscientizar a população sobre as diversas formas de evitar um incêndio e combater o fogo. A campanha acontece nas redes sociais da Prefeitura de Pio IX e já está com programação educativa no município, neste mês de novembro, com distribuição de panfletos na rede municipal de ensino e no centro da cidade.

“Também realizaremos o Fórum Municipal de Prevenção e Combate aos Incêndios, que acontecerá no próximo dia 22 de novembro, na cidade e zona rural, com a presença do Corpo de Bombeiros e diversos profissionais da área do meio ambiente. Estão todos empenhados e a gente torce para que esse tipo de incêndio não aconteça mais. Porém, é preciso também mais conscientização das pessoas, que todos nós tenhamos mais cuidado com a mata. É importante refletirmos o quanto isso pode causar grandes prejuízos para famílias e até mesmo ser fatal para nossas vidas e para o meio ambiente”, alerta a prefeita Regina Coeli.

O sargento Hildomar Batista, que faz parte Grupamento da Polícia Militar de Pio IX, é um dos coordenadores dos trabalhos de combate ao fogo na localidade São Luís e fala sobre a situação dessa região. “Preparamos um aceiro bem largo com o maquinário da Prefeitura e ajuda dos moradores, para ajudar a proteger casas aos redores da região”, comenta.

“Quero agradecer todo o empenho da nossa gestão municipal, por meio das Secretarias Municipais; dos policiais militares da região; o Corpo de Bombeiros de Picos; e aos moradores da localidade, que se empenham bastante. Essa dedicação nas ações de combate ao fogo é primordial para finalizarmos o trabalho com segurança”, pontua Regina Coeli.

Também acompanharam as ações no assentamento São Luís, nessa terça-feira (5), o secretário municipal de Desenvolvimento Rural, Clairton Alencar; e o secretário municipal de Obras e Urbanismo, Gilson Alencar.

 

Fonte:cidadeverde.com

O Senado aprovou, nesta terça-feira (29), um projeto (PLS 429/2018) do senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI) que permite que universitárias gestantes e com bebês ainda em fase de amamentação continuem seus estudos à distância.

cironogueira1

As estudantes terão direito ao ensino remoto a partir do oitavo mês da gravidez e durante três meses após o nascimento da criança, desde que seja operacional e didaticamente possível.

“A tarefa de cuidar de uma criança recém-nascida já é difícil por si só e quando essas jovens voltam aos bancos universitários, muitas outras dificuldades se impõem”, ressaltou o senador.

Ciro citou dados do IBGE os quais apontam que é grande a quantidade de mulheres que engravida no período do vestibular ou logo após entrarem na faculdade. Das 3 milhões de universitárias pesquisadas, 8,81% tinham filhos de até 4 anos.

O relator do projeto na Comissão de Educação do Senado (CE), senador Irajá Abreu (PSD-TO), argumentou que o projeto é mais uma garantia de proteção à gestante e à lactante. O texto agora segue para análise na Câmara dos Deputados.

 

Fonte e foto:Ascom

O prefeito Joel Rodrigues visitou, na tarde desta segunda-feira (4), o andamento das obras de reativação da usina de biodiesel de Floriano. Na companhia da secretária de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Manuela Simplício, e da secretária de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Jaqueline Monteiro, o prefeito se reuniu com os gerentes de Produção da Unibras, Anderson Langer e Tarso de César, para detalhar o processo de conclusão da obra que iniciou em julho deste ano.

WhatsApp Image 2019 11 05 at 17.01.25

A usina, antes controlada pela Brasil Ecodiesel, havia funcionado até abril de 2009, quando foi desativada. O empreendimento foi um dos pioneiros no setor e produziu 43,6 milhões de litros do combustível. Com seu fechamento, o governo buscou atrair novos investidores para solucionar o "gargalo" que ficou na economia do Estado. Agora, ela passa a ser controlada pela Unibras, empresa de Mato Grosso com 60 indústrias pelo Brasil, e já está habilitada para participar do 69º Leilão de Biodiesel, no final deste ano.

Instalada numa área de 10 hectares, a usina ainda fica localizada no bairro Nossa Senhora da Guia e deve gerar 70 empregos diretos e mais de 300 indiretos, inicialmente. Segundo Anderson Langer, gerente de Produção da UNIBRAS, a soja e o algodão serão matéria prima principal para a produção do biocombustível.

O prefeito Joel Rodrigues reconheceu o empreendimento como uma nova fase para o setor industrial de Floriano. “A usina de biodiesel é uma retomada importante que contribuirá no desenvolvimento econômico e sustentável do nosso município. Através de novas frentes de trabalho e novas tecnologias, adentramos novamente em um setor de crescimento no país. Nós estamos muito felizes em receber esse empreendimento e pelas oportunidades de emprego que já estão sendo geradas. Futuramente, acreditamos que isso poderá ser revertido até mesmo na redução do preço do diesel no Piauí, além de ser uma oportunidade de incentivar a produção de soja na região”.

Com investimentos de aproximadamente R$ 60 milhões, a inauguração da nova usina de biodiesel está marcada para o final de novembro e a expectativa é que, a partir de dezembro, sejam produzidos 250 mil litros de biodiesel por dia - cerca de 90 milhões de litros por ano. O faturamento previsto é de R$ 400 milhões por ano.

“É desenvolvimento, é oportunidade de emprego e de contribuir para o aquecimento da economia do município! Nos colocamos como parceiros para articular e buscar os incentivos necessários para que se continue gerando oportunidade e atraindo novos empreendimentos para nossa terra”, reiterou Joel.

 

Fonte e foto:Secom

O Piauí está entre os 12 estados que poderiam pedir o enquadramento no chamado "Estado de Emergência Fiscal", que será criado com o conjunto de reformas enviado pela equipe econômica ao Congresso Nacional, disse o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida.

16d0c02fc88d327ba96f051c4a379afeFoto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

De acordo com a matéria divulgada pelo Estadão Conteúdo, os 12 estados a serem inicialmente beneficiados têm a despesa com pessoal acima dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

A lista inclui, além do Piauí, o Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Paraíba, Tocantins, Maranhão e Acre. O critério para solicitar o acionamento da Emergência Fiscal é quando a despesa corrente ultrapassar 95% da receita corrente do ente.

Nessa situação, segundo a reportagem, os mecanismos automáticos de ajuste serão acionados por um ano. Neles estão inclusos a possibilidade de reduzir jornada e salário de servidores em até 25% e a proibição à concessão de reajustes, reestruturação de carreiras, realização de concurso e promoção de funcionários.

O secretário disse ainda que as medidas serão discutidas por meses. "Algumas avançarão e outras não", disse.

Mansueto Almeida também declarou à imprensa que o governo quer vedar qualquer aumento salarial no último ano de governo. Ele disse que a medida está prevista no pacote de ações anunciado pelo governo federal. A medida é um dos pontos para aumentar o rigor fiscal de entes, principalmente Estados.

O Cidadeverde.com entrou em contato com a Secretaria da Fazenda que informou que não tem um posicionamento ainda, porque está analisando a reforma.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Rastek
  • Espeto e Cia
  • Paraiba