• Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Casa dos frios
  • Dario PAX
  • veloso
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • veloso
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Garoto
  • Casa dos frios

Foi sancionada ontem (9), pelo presidente Michel Temer, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2018. Aprovada em julho pelo Congresso, a lei foi publicada com 40 vetos e define o aumento de 4,5% no salário mínimo, que passará dos atuais R$ 937 para R$ 979 no próximo ano - ou seja, o reajuste vai ser de R$ 42.

dinheiro bolso11

A LDO de 2018 admite um déficit primário de R$ 129 bilhões para o governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) no ano que vem, equivalente a 1,78% do Produto Interno Bruto (PIB) previsto.

Vetos

Um dos vetos inclui a conclusão de obras inacabadas com percentual de execução física superior a 50% e as ações relativas a iniciativas como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o Plano Brasil Sem Miséria, o programa de promoção da igualdade e ao enfrentamento à violência contra a mulher de 2018 e a implantação do Acordo de Paris sobre Clima. Temer alegou que a ampliação de prioridades “dispersa os esforços do governo para melhorar a execução, o monitoramento e o controle de suas prioridades já elencadas afetando, inclusive, o contexto fiscal que o País enfrenta.”

Também foi vetada a reserva de parte do Orçamento para o pagamento de salários de agentes comunitários de saúde e para a conclusão de hospitais regionais. Na educação, foi retirada da LDO a obrigatoriedade de alocação de recursos para cumprir as metas do Plano Nacional de Educação. Entre as razões para esses vetos, está a necessidade de flexibilizar a destinação dos recursos do governo.

 

Fonte:cidadeverde.com

A licitação para aquisição de medicamentos, em Floriano, que começou em março e terminou no fim de julho, teve a participação de 17 empresas concorrentes, 15 delas venceram, com quantidades de itens diferentes. Mais de 1000 itens passaram pela disputa de preço.

IMG 2085
Concluído o processo, a Secretaria de Saúde fez a primeira solicitação dos medicamentos, que são pedidos de acordo com a necessidade dos postos.

Nesta primeira Autorização de Fornecimento, 7 empresas deveriam ter entregue os medicamentos, até o último dia 2 de agosto, e tinham 72 horas para concluírem o fornecimento, conforme rege o contrato, Mas, uma semana depois, apenas 27,77% do valor dos medicamentos foram fornecidos, e algumas dessas empresas não enviaram nenhum item.

RO CARVALHO/ÓTIMA (forneceu 71,52%), SAÚDE E VIDA (não forneceu nenhum item), DISTRIBUIDORA SAG LTDA (não forneceu nenhum item), BIOMED (forneceu 28,77%), IC EQUIPAMENTOS (forneceu 34,48%), DIMENSÃO (forneceu 22,28%), DROGA ROCHA (forneceu 29,57%).
Em resumo, essas 7 empresas tiveram autorização de fornecimento no valor de R$ 162.950,78 para entregarem os medicamentos solicitados, e entregaram o correspondente a R$ 45.255,15, o que representa apenas 27,77% do total; essas empresas ainda faltam entregar o correspondente a R$ 117.695,63.

Segundo o secretário de Saúde Eneas Maia, as empresas já foram notificadas e podem ter o contrato suspenso. “Lamentamos a falta de compromisso de algumas empresas, que afeta diretamente a saúde da população”, disse Enéas.

 

Fonte:Secom

Ele é decano no rádio e na PM, integra a equipe de comunicação da Rádio Santa Clara em parceria com outro gigante do rádio Waldeci Araújo na apresentação do campeão de audiência, Programa Mazagine todas as manhãs pela 1580 AM, na condição de profissional de segurança pública ele é integrante do efetivo do quartel do 3º BPM fazendo parte da equipe do trânsito. Com essas múltiplas e importantes missões, Luis Nunes como é conhecido no mundo do rádio, precisa viver bem informado . Por conta disso, sempre acessa o jc24horas  e durante o seu programa de rádio, acessa e compartilha as nossas matérias com os ouvintes. O jc24horas agradece aos amigos da Rádio Santa Clara por somarem conosco na difícil missão de manter a população atualizada 24 horas por dia.

59275253 4b7c 4391 8449 050a8a0b6314Sgt Luis Carlos conferindo o jc24horas. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

 

Da redação

concurso 1.957 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 50 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quinta-feira (10) no município de Feijó, no Acre.

img 3265

img 3265Mega-Sena pode pagar R$ 50 milhões nesta quinta (10) (Foto: Heloise Hamada/G1)
Excepcionalmente, serão três concursos nesta semana, como parte da "Mega Semana dos Pais". O primeiro se deu na terça (8) e o último será no sábado (12). Normalmente, os sorteios ocorrem às quartas e sábados.
Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.
Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

 

Fonte:G1

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Blossom
  • Espeto e Cia
  • Paraiba