• Farmaduty
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Casa dos frios
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Casa dos frios
  • Garoto
  • Farmaduty

Em decisão liminar, a 5ª Vara Federal Cível em São Paulo determinou o bloqueio de R$ 800 milhões das contas de Joesley Batista – um dos donos da empresa JBS – referente ao suposto lucro obtido com a comercialização de dólares às vésperas da divulgação da gravação com o presidente da República, Michel Temer.

b5b93c0d4a0d4ac19613fb19b6e23c38

A decisão foi proferida pelo juiz federal Tiago Bitencourt De David em ação popular proposta por dois cidadãos. De acordo com a ação, Joesley e Wesley Batista e diretores da JBS S.A. e da J&F teriam praticado o crime de insider trading ao utilizarem informação privilegiada para comprar cerca de US$ 1 bilhão às vésperas da divulgação da gravação do diálogo entre Joesley e o presidente da República. Após a divulgação, o dólar teve alta de 7,9%.

Na ação, os irmãos Batista e diretores da JBS também são acusados de vender o equivalente a R$ 327,4 milhões em ações da empresa em abril, quando já colaboravam com as investigações. Os autores sustentam ainda que a empresa obteve um crescimento superior a 4.000% em seu faturamento graças a créditos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“A compra dos dólares na véspera do vazamento da delação premiada, por outro lado, nunca foi esclarecida e o fato tanto é verossímil que a CVM [Comissão de Valores Mobiliários] está apurando o ocorrido. Soma-se a isso, ainda, movimentos de venda e compra de ações da JBS antes e após a vinda a público da existência da colaboração e da conversa com o Presidente da República”, disse o juiz na decisão.

Em nota, a J&F, controladora do grupo JBS, disse não ter conhecimento do processo. "A J&F informa que não tem conhecimento sobre o processo e que também não foi citada. A companhia esclarece ainda que tem como política e prática a utilização de instrumentos de proteção financeira visando, exclusivamente, minimizar os seus riscos cambiais e de commodities provenientes de sua dívida, recebíveis em dólar e de suas operações."

 


Fonte: Agência Brasil

Na manhã desta quinta-feira, o Superintendente de Trânsito de Floriano Carlos Eduardo, acompanhado do seu diretor de trânsito Izaias, percorreu o centro da cidade com o objetivo de realizar ações no sentido de melhorar a acessibilidade dos cadeirantes que passam por dificuldades nos seus deslocamentos no dia a dia. Um dos homens prejudicados é o senhor Raimundo que trabalha como engraxate na Praça Dr. Sebastião Martins e, na oportunidade falou ao jc24horas reivindicando providências das duas autoridades, ouvindo delas o compromisso de ações visando a solução do problema. Confira as entrevistas que foram ao ar ao vivo na manhã de ontem na página do jc24horas no facebook.

20170601 112653

 

 

Da redação

Um apostador de Teresina faturou R$ 3,7 milhões na Quina. Ele e mais dois ganhadores acertaram as cinco dezenas do concurso 1475, realizado em São Paulo nesta quarta-feira. Os números foram 04, 06, 29, 71, 72.

download

Os outros milionários moram em Vila Velha, no Espirito Santo e no Rio de Janeiro.

125 apostas acertaram 4 números e vão receber cada uma, R$ 5.651,46. O concurso teve uma arrecadação total de R$ 12.252.846,00.
Para jogar na Quina, basta marcar de 5 a 15 números dentre os 80 disponíveis no volante e torcer. Caso prefira o sistema pode escolher os números através da Surpresinha.

Ganham prêmios os acertadores de 2, 3, 4 ou 5 números. São 6 sorteios semanais: de segunda-feira a sábado, às 20h. O prêmio bruto corresponde a 45,3% da arrecadação, já computado o adicional destinado ao Ministério do Esporte.

 

Fonte:cidadeverde.com

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes pediu vista hoje (1º) do julgamento que pode restringir o foro privilegiado para autoridades, como deputados e senadores. O julgamento foi retomado nesta tarde, mas somente o voto do relator, Luís Roberto Barroso, a favor da mudança, foi proferido. Não há data para o julgamento ser retomado.

8a51d5a91ef95b3409c1b6ea081dac59

Durante a manifestação de Alexandre de Moraes, os ministros Gilmar Mendes e Dias Toffoli afirmaram que não é possível concluir que há morosidade do STF em relação à primeira instância da Justiça. Em seguida, Roberto Barroso, relator do caso, rebateu os colegas. "Basta verificar que distribuem-se cargos com foro privilegiado para impedir o alcance da Justiça de primeiro grau. É só ler os jornais”, disse.

Na sessão de ontem, Barroso usou dados do próprio STF e ressaltou que o atual sistema de foro provoca a prescrição das penas. “Só aqui no Supremo já prescreveram, desde que o Supremo passou a atuar nesta matéria, mais de 200 processos. Portanto, essa é uma estatística que traz constrangimento e desprestígio para o STF", disse.

O caso concreto que está sendo julgado envolve a restrição de foro do atual prefeito de Cabo Frio (RJ), Marcos da Rocha Mendes. Ele chegou a ser empossado como suplente do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mas renunciou ao mandato parlamentar para assumir o cargo no município. O prefeito responde a uma ação penal no STF por suposta compra de votos, mas, em função da posse no Executivo municipal, o processo foi remetido para a Justiça do Rio de Janeiro.

Fonte: Agência Brasil

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Rastek
  • Blossom
  • Espeto e Cia
  • Paraiba