• Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Garoto

O Sindicato do Comércio Varejista de Floriano em conjunto com a Associação Comercial tem uma parceria desde 2002 que consiste em realizar uma confraternização e ao mesmo tempo uma prestação de contas entre os seus associados tendo algumas entidades como convidadas, dentre elas a imprensa local. Na manhã dessa sexta-feira(13) o senhor Conegundes Gonçalves de Oliveira, Presidente do Sicomércio concedeu uma entrevista ao jc24horas falando sobre esse evento e inciou explicando o motivo da confraternização acontecer em janeiro, envés de dezembro como de praxe nas demais entidades. "Em dezembro o comerciante geralmente está muito atarefado então nós sempre fazemos na primeira quinzena de janeiro. Este ano nós adiamos um pouquinho e será no dia 20 de janeiro às 20h". Explicou o Presidente.

O palco da confraternização será o salão de eventos do Hotel Rio Parnaíba e contará com a presença de todas as empresas que são filiadas ao sindicato e da associação comercial e alguns convidados que são parceiros dessas duas entidades. "Hoje não podemos trabalhar sem parceria. Ninguém faz nada só". Finalizou o senhor Conegundes. 

358e84a8 ac5a 4a11 adb6 bb3e4848a3b7Conegundes Gonçalves de Oliveira. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

 

Da redação

 

O prefeito de Floriano Joel Rodrigues e o secretário de saúde de Estado do Piauí, Francisco Costa, se reuniram nesta quarta-feira (12.01), para discutirem as providências em relação a pendências existentes na celebração de um convênio entre a secretaria e a prefeitura de Floriano. Eles saíram do encontro garantindo que o as pendências serão solucionadas a curto prazo, o convênio ratificado e o processo licitatório para a conclusão da Policlínica, iniciado. O valor do convênio é de 500 mil reais.

DSC01974Reunião do Prefeito, secretário de saúde e assessores. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

Sobre a parte de aquisição de equipamentos, o município já foi cadastrado junto ao Ministério de Saúde e, segundo Joel, depois de audiência em Brasília, os recursos, na ordem de 1.699.895,00, ficaram disponíveis para a compra de materiais e equipamentos.

A Policlínica de Floriano, está sendo edificada, já em fase avançada, na rua São João, onde estão sendo construídos consultórios médicos, salas de repouso, sala de oftalmologia, de ginecologia, de obstetrícia, ortopedia, clínica geral, sala de preparo do paciente, sala de cirurgia, raios x, e outros.

 

 

Fonte:Ascom

teio 1.894 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 11 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) deste sábado (14), em Belém.

b147cf19 a569 4941 aac9 22299ae20ddfMega-sena. (Imagem:G1)
De acordo com a Caixa Econômica Federal, com o valor integral do prêmio, o ganhador poderá comprar uma frota de 16 carros esportivos de luxo. Se quiser investir na poupança, receberá mensalmente R$ 75 mil em rendimentos.
Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.
Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

 

Fonte:G1

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou, na tarde desta sexta-feira (13), que as notificações de mortes de pessoas com suspeita de febre amarela subiram para 38 em Minas Gerais. Em relação ao último balanço, são oito novos óbitos suspeitos. O número de casos suspeitos chegou a 133. Também nesta sexta-feira (13), o governo do estado decretou situação de emergência em 152 cidades.

mosquito 2Mosquito haemagogus janthinomys, que também transmite a febre amarela (Foto: Reprodução)
Segundo a SES, das 38 mortes, dez são óbitos prováveis da doença, porque os pacientes tiveram exame laboratorial preliminar positivo. A confirmação ainda depende de mais investigação. Essas ocorrências foram em quatro municípios do Vale do Rio Doce – Piedade de Caratinga (3), Ubaporanga (1), Ipanema (1) e Itambacuri (1) – e em duas cidades do Vale do Mucuri – Ladainha (3) e Malacacheta (1).
Já as notificações de casos suspeitos subiram, em relação ao último balanço, de 110 para 133. Segundo a secretaria, 20 são casos prováveis e se referem a homens, com média de idade de 42 anos.
A cidade com maior número de notificações é Ladainha, onde 29 suspeitas foram registradas. Na sequência, aparecem três cidades do Vale do Rio Doce: Caratinga, com 23 registros, Imbé de Minas, com 14, e Piedade de Caratinga, com 12.
Também há ocorrência de casos suspeitos em Água Boa (1), Alpercata (1) Entre Folhas (2), Inhapim (2), Ipanema (8), Ipatinga (2), Itambacuri (5), Itanhomi (1), São Domingos das Dores (1), São Pedro do Suaçuí (1), São Sebastião do Maranhão (5) e Ubaporanga (6), no Vale do Rio Doce; Frei Gaspar (1), Malacacheta (4), Novo Cruzeiro (1), Ouro Verde de Minas (1), Poté (6) e Setubinha (1) e Teófilo Otoni (5) no Vale do Mucuri. Tem ainda um caso suspeito em Simonésia (1), que é o primeiro em cidades da Zona da Mata, de acordo com a SES.
A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus, que pode levar à morte em cerca de uma semana se não for tratada rapidamente. De acordo com o Ministério da Saúde, a doença é transmitida por mosquitos e comum em macacos, que são os principais hospedeiros do vírus.
Em Minas, conforme a SES, 13 cidades tiveram registro de morte ou aparecimento de primatas doentes. Seis delas – Ipatinga, Água Boa e São Pedro do Suaçuí, no Vale do Rio Doce, Durandé e Simonésia, na Zona da Mata, e Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri.
Decreto de situação de emergência
Nesta sexta-feira, o governo de Minas Gerais decretou situação de emergência em saúde pública por 180 dias nas áreas do estado onde há surto de febre amarela. O decreto contempla 152 cidades no entorno de Coronel Fabriciano, Governador Valadares, na Região Leste, Manhumirim, na Zona da Mata, e Teófilo Otoni, no Vale do Jequitinhonha e Mucuri.
O decreto autoriza a adoção de medidas administrativas necessárias à contenção do surto, em especial a aquisição de insumos, materiais e a contratação de serviços estritamente necessários ao atendimento da situação emergencial. Fica admitida também a contratação de pessoal para ajudar no combate à doença e autorizada a criação de um comitê para monitoramentos dos casos e prevenção, que recebe o nome de sala de situação. Durante a validade da situação de emergência, poderá haver dispensa de licitação.
Internações em Belo Horizonte
Dez pacientes do interior do estado com sintomas de febre amarela foram transferidos para tratamento no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte. Na unidade, funcionários reclamam de falta de estrutura para receber quem precisa de atendimento. O hospital da rede estadual de saúde fica na Região do Barreiro e é referência no tratamento de doenças infectocontagiosas.
Duas pessoas morreram no hospital, nesta quinta-feira (12), com sintomas de febre amarela. Os pacientes eram um rapaz de 18 anos e um jovem de 24 que vieram de Caratinga, no Vale do Rio Doce, segundo trabalhadores. A Fundação Hospitar de Minas Gerais (Fhemig) confirma as mortes, mas não dá detalhes sobre a identificação. Oito pessoas permanecem internadas com os sintomas.
O Hospital Eduardo de Menezes disponibilizou 42 leitos para pacientes com sintomas de febre amarela, sendo 32 de enfermaria e dez de Centro de Terapia Intensiva (CTI). Mais oito leitos devem ser abertos.

 

Fonte:G1

  • Ada Atten
  • Rastek
  • Cabedo
  • Espeto e Cia
  • Paraiba
  • Blossom