O cartão de confirmação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano estará disponível na página eletrônica do exame a partir do dia 20 de outubro. O cartão informa o local onde cada estudante fará as provas, além do número de inscrição e dos horários das provas.

ffa3c267a38928de5881615ea9fee0a4Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Para ter acesso ao cartão de confirmação, o aluno deve informar seu CPF e a senha cadastrada no momento da inscrição. No cartão, informa-se também se o estudante pediu atendimento especializado e ou específico e qual a opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

Neste ano, o Enem será realizado em dois domingos, nos dias 5 e 12 de novembro. A abertura dos portões será às 12h e o fechamento às 13h. O início dos testes será às 13h30, sempre tendo como referência o horário de Brasília.

No primeiro domingo, os estudantes farão testes de ciências humanas, linguagens e redação e terão cinco horas e meia para fazer o exame. No segundo domingo, as provas serão de matemática e ciências da natureza, com prazo de quatro horas e meia.

Segurança

Neste ano, a prova do Enem será personalizada, ou seja, os participantes receberão cadernos de questões identificados com nome e número de inscrição, informações que também passam a constar nos cartões de resposta encartados. Até o ano passado, os participantes recebiam o cartão de resposta separado e faziam a identificação com a cor de sua prova.

Outra medida de segurança que será adotada neste ano são os detectores de ponto eletrônico, que serão usados para identificar participantes que tentarem usá-lo, assim como aparelhos de transmissão, que, eventualmente, possam ter burlado a inspeção por meio de detectores de metal. O novo recurso é um receptor avançado de detecção de campo próximo, capaz de acusar a emissão de sinais em radiofrequência de wi-fi, bluetooth, celulares e em transmissões ilegais.

Fonte: Agência Brasil

Nos hospitais modernos, todo paciente que chega em busca de atendimento deve passar primeiro por um setor denominado sala de acolhimento onde um profissional vai avaliar o seu problema, a gravidade do seu estado de saúde, para daí então encaminhar para o  médico adequado para a solução do seu problema. Essa prática já não é mais novidade no Hospital Regional Tibério Nunes, mas algumas pessoas que não conseguem entender a modalidade aplicada chegando a pensar que estão sendo consultadas duas vezes, considerando que no acolhimento a avaliação também é feita por profissionais de saúde. 

20170929 102253Diretor Ancelmo Jorge e os profissionais de saúde do HRTN. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

Na manhã de hoje(29) a equipe do portal jc24horas conheceu a sala de acolhimento que agora classifica e identifica o quadro de saúde dos pacientes com cores diferentes. O Diretor do HRTN Dr. Ancelmo Jorge explicou numa entrevista ao vivo o funcionamento dessa nova modalidade denominada classificação de risco. Confira a vídeo-reportagem e entenda a novidade apresentada pela administração do HRTN.

 

Da redação

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, marcou para o dia 11 de outubro o julgamento, pelo plenário da Corte, de uma ação direta de inconstitucionalidade ajuizada no ano passado pelo Partido Progressista (PP), Partido Social Cristão (PSC) e o Solidariedade (SD) que trata do afastamento de parlamentares.

91eb08ca8f8000d3efd2084c6cbf34f6

O ministro Edson Fachin, relator da ação, liberou o processo para julgamento nesta sexta-feira (29). Coube à presidente do STF, responsável por elaborar a pauta da Corte, fixar a data de julgamento.

Cármen e Fachin conversara nesta quinta-feira, 28, sobre o tema em meio à controvérsia com a decisão sobre a Primeira Turma do STF, que decidiu afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) das funções parlamentares e o colocá-lo em recolhimento domiciliar noturno.

Fachin havia sinalizado que pretendia liberar a ação para julgamento o quanto antes. Em uma breve conversa com jornalistas nesta quinta-feira, Cármen disse que “seria muito bom ser julgada essa ação prontamente”. “Se Deus quiser, será breve (o julgamento)”, comentou Cármen Lúcia, que prometeu tratar o tema como “prioridade”.

Os partidos querem que medidas cautelares previstas no Código de Processo Penal – como o recolhimento domiciliar noturno – que venham a ser impostas a membros do Legislativo sejam submetidas ao crivo do Congresso Nacional em um prazo de 24 horas. Aécio Neves seria beneficiado com esse entendimento.

As legendas também sustentam que medidas judiciais que interfiram no exercício do mandato parlamentar devem ser deliberadas pelo Legislativo.

Fonte: IstoÉ

O desemprego recuou para 12,6% no trimestre encerrado em agosto. O percentual representa 13,1 milhões de pessoas, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada pelo IBGE.

carteiras de trabalho14

No trimestre encerrado em maio, a taxa estava em 13,3%. No mesmo período do ano passado (junho a agosto), a taxa era de 11,8% - havia 12 milhões de pessoas desocupadas, e agora esta estimativa subiu 9,1%, com mais 1,1 milhão de pessoas fora do mercado.A população ocupada (91,1 milhões) apresentou aumento de 1,5% em relação ao trimestre anterior (mais 1,4 milhão pessoas). Em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, quando havia no Brasil 90,1 milhões de pessoas ocupadas, este indicador apresentou variação positiva de 1% (mais 1 milhão de pessoas).

Emprego formal e informal

O número de empregados com carteira de trabalho assinada (33,4 milhões) ficou estável frente ao trimestre anterior (março a maio de 2017). No confronto com o trimestre de junho-julho-agosto 2016, houve queda de -2,2% (menos 765 mil).

O número de empregados sem carteira de trabalho assinada (10,8 milhões de pessoas) cresceu 2,7% em relação ao trimestre anterior, representando um incremento de 286 mil pessoas. Em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, houve aumento de 5,4% (mais 552 mil pessoas).

A categoria dos trabalhadores por conta própria (22,8 milhões de pessoas) cresceu 2,1% em relação ao trimestre março-abril-maio (mais 472 mil pessoas). Em relação ao mesmo período do ano anterior, também houve variação positiva: 2,8% representando um aumento de 612 mil pessoas.Rendimento

O rendimento médio real habitual (R$ 2.105) no trimestre junho-julho-agosto 2017 manteve estabilidade frente ao trimestre anterior (R$ 2.116) e, também, em relação ao mesmo trimestre de 2016 (R$ 2.066). A massa de rendimento real habitual (R$ 186,7 bilhões) no trimestre encerrado em agosto de 2017 também ficou estável nas duas comparações.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Paraiba
  • Espeto e Cia
  • Blossom