Atores, cantores e até um vencedor do Big Brother Brasil solicitaram o auxílio emergencial de R$ 600 concedidos pelo governo durante a pandemia do novo coronavírus. A maior parte, no entanto, afirma que nunca fez o pedido e teve os dados usados de forma fraudulenta.

a9431fdc05a00d7cba4302bd61f8bb6aFoto: Manu Gavassi/Instagram

Esse tipo de crime já tinha sido denunciado pelo jornalista William Bonner, 56, que afirmou em maio, que o CPF do filho, Vinícius Bonemer, 22, tinha sido usado também para pedido do auxílio. "Meu filho não pediu auxílio nenhum, não autorizou ninguém a fazer isso por ele. Mais uma fraude, obviamente", disse ele.

Agora, também parecem ter sido vítimas da fraude nomes como o da cantora Manu Gavassi, 27, dos atores Thammy Miranda, 37, e Theo Becker, 43, do humorista Batoré, 60, e do ex-BBB Cezar Lima, que ganhou R$ 1,5 milhões no programa em 2015. Dessas, apenas a solicitação feita em nome de Thammy foi rejeitada pelo governo.

Procurada, a assessoria de Thammy afirmou que o ator já estava ciente da fraude e que chegou a registrar boletim de ocorrência por falsidade ideológica no 10º DP de São Paulo. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o ator já foi ouvido e a polícia está realizando diligências para esclarecer os fatos.

Em abril, antes da confirmação da fraude, Thammy, que já anunciou que será candidato nas próximas eleições, chegou a postar dicas em seu Instagram de como trabalhadores informais, microempreendedores, autônomos e desempregados deveriam solicitar o auxílio emergencial

A cantora e ex-BBB Manu Gavassi também afirmou, por meio de sua assessoria, que denunciou a fraude às autoridades policiais. Já Theo Becker afirmou que não fez a solicitação pelo auxílio emergencial e que "repudia quem busca por subterfúgios ilícitos conseguir tal benefício e quem explora a imagem dele".

Segundo sua assessoria, o ator e a mulher não se enquadram para receber o benefício. "A família não passa por necessidades e está muito feliz com a chegada da Bella Becker e, Theo tem a agradecer é por diversas oportunidades que está tendo em mostrar seu potencial de dramaturgia e o quão bom profissional é nesta área."

Também aparecem na lista de pedidos aprovados pelo governo o campeão do BBB 15, Cezar Lima, que ganhou R$ 1,5 milhão no reality em 2015. Procurado, ele afirmou que, como foi candidato a deputado federal nas últimas eleições, seus dados são de fácil acesso e que acabaram sendo usados de forma indevida.

"Infelizmente, tive a confirmação de que foi utilizado de forma indevida meu CPF para fins de auferir benefício", afirmou ele.

Outra celebridade na lista de beneficiados pelo auxílio está o humorista Batoré, 60, famoso por sua participação no programa A Praça É Nossa (SBT). Ele foi procurado na tarde desta sexta, mas ainda não respondeu à reportagem.

O Ministério da Cidadania, responsável pelo auxílio emergencial, foi procurado, mas ainda não respondeu. Em maio, após denúncia de Bonner, a pasta afirmou que o processo de solicitação do benefício segue as regras definidas na lei 13.982/20 e que "todos os requerentes têm o dever legal de prestar as informações corretamente, sem omissões ou utilização de dados de terceiros em cadastros públicos".

A penalidade, neste caso, é de prisão de um a até cinco anos e multa, se o documento for público. O ministério afirmou na ocasião que qualquer indício de ilegalidade é imediatamente informado à Polícia Federal.

Fonte: Folhapres

A equipe que organiza a live solidária da Banda Hetrohard tem feito um excelente trabalho no sentido de divulgar o evento através de grandes personalidades do mundo artístico nacional. Depois da atriz Danni suzuki foi a vez do ator Kadu Moliterno convidar os internautas para live que com certeza é imperdível.

WhatsApp Image 2020 07 03 at 15.35.05Kadu Moliterno. (Imagem:Reprodução)

Da redação

A Prefeitura de Teresina assinou nesta sexta-feira (3) decreto dos protocolos para a retomada parcial das atividades econômicas na capital. O decreto divulga as regras para as etapas de flexibilização nos dias 6 e 13 de julho que deverão ser seguidas por empresários, funcionários e clientes. Clique aqui e veja o Protocolo Geral para reabertura econômica

af6f3a06b784608a70f488ec4ca6b017Foto: Roberta Aline

O decreto prevê, nestas primeiras etapas, níveis rigorosos de restrição que já haviam sido anunciados pelo prefeito Firmino Filho no dia 29 de junho. A proposta da prefeitura é que a ocupação máxima do espaço de atendimento ao público seja de um cliente por 4 m², a uma distância de aproximadamente 2 metros.

Nas etapas dos dia 6 e 13 de julho apenas metade dos funcionários deve estar trabalhando. Os setores só poderão abrir 4 dias da semana, com carga horária máxima de seis horas diárias.

O protocolo rigoroso de flexibilização de abertura se aplica a 27 ramos econômicos das áreas da indústria extrativista, de metalúrgica e fabricação de móveis, além do setor de construção de edifícios, comércio de materiais de construção e comércio de veículos e de peças e acessórios.

De acordo com a prefeitura, a reabertura está marcada para o próximo dia 6 de julho e vai começar pelos setores da indústria, agropecuária e construção civil. A segunda etapa, com início previsto para 13 de julho, atende as empresas ligadas aos setores de concessionárias, vendas de peças e automotivo, e atividades jurídicas, de contabilidade e auditoria.

Abaixo segue a flexibilização dos setores. Nas datas, a letra (C) indica o nível rigoro de abertura nesta primeira etapa e poderá seguir para os níveis baixo e intermediário nas prócimas datas.

0828eba486b79e4999eed0ee05d9ae0b
Protocolo
Para a reabertura, o protocolo geral da prefeitura questiona se a empresa dispõe de lavatórios na entrada do serviço para funcionários bem como o fornecimento de álcool em gel. A orientação para os trabalhadores deverá ser a de não levar bolsas, carteiras e chaves para o ambiente de trabalho.

As empresas deverão fornecer ventilação ambiente e garantir limpeza frequente dos aparelhos de ar-condicionado. Estão proibidos os bebedouro de bico inclinado e os funcionários terão que usar garrafas individuais para beber água.

Para evitar o uso de dinheiro, as empresas terão que disponibilizar métodos eletrônicos de pagamento e trabalhar com o atendimento agendado. A sinalização do piso deverá estabelecer a distância entre os clientes e funcionários. Também há indicativo de horários de limpeza do local que devem ser divulgados.

As empresas autorizadas que optarem pela reabertura terão de evidenciar que possuem quantidade de EPIs suficiente para os funcionários. O descarte correto de lixo também deve ser planejado.

O cumprimentos por aperto de mão ou beijos e abraços entre funcionários e clientes é proibido. Cabelos longos deverão ser presos e o uso de de bijuterias deve ser evitado. Os trabalhadores também deverão realizar a troca de uniforme na volta para casa.

 

Fonte:cidadeverde.com

Na reunião que aconteceu na manhã de hoje(03), os empresários discutiram formas de colaborar com o Poder Público e a sociedade civil para evitar que o número de pessoas infectadas não aumete de forma desordenada e atrapalhe o funcionamento do comércio. A reunião aconteceu na sede da Associação Comercial e contou com os membros da diretoria das entidades.

WhatsApp Image 2020 07 03 at 10.51.57Empresários reunidos na Associação Comercial. (Imagem:Ascom)

Fonte:Ascom

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Espeto e Cia
  • Paraiba