• Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Casa dos frios
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Casa dos frios
  • Garoto

O senador Marcelo Castro presidiu, nesta quinta-feira (16), a Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional com o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto. O objetivo da audiência pública foi avaliar o cumprimento dos objetivos e metas das políticas monetária, creditícia e cambial.

f04dbf5d3103a1b74a48fee4f153d20cFoto:Ascom/Parlamentar

Ao longo da reunião, o senador questionou o presidente sobre cobrança de altos juros do cartão de crédito, sobre a necessidade de haver incentivos às políticas de microcrédito e lamentou o crescimento dívida pública brasileira.

“Hoje a dívida é de mais de R$ 5 trilhões, o que representa cobrança de R$ 400 bilhões de juros por ano. Onde foi que erramos para ter crescimento da dívida tão expressivo?”, indagou.

Sobre essa questão, Roberto Campos Neto explicou que o problema atual é fiscal. “Temos uma situação fiscal delicada, que acelerou ao longo do tempo, e o problema é também como acelerou ”, disse. “Houve o problema de se endividar para incentivar o consumo. Também investimos mal em programas que não geraram o retorno esperado”, completou.

Ao longo de sua explanação, o presidente do Banco Central falou sobre as condições, atuais e futuras, do cenário econômico. Explicou que, em relação à economia internacional, o cenário permanece desafiador, mas que o Brasil apresenta capacidade de absorver um revés no exterior. Os motivos são o seu balanço de pagamentos robusto, ancoragem das expectativas de inflação e a perspectiva de recuperação econômica.

Roberto Campos enfatizou ainda a necessidade de prosseguir no caminho das reformas, sobretudo nas de natureza fiscal, e de ajustes na economia. Também pontuou ações futuras do BC para manter a estabilidade das condições macroeconômicas e promover reformas.

Entre elas, a democratização dos mercados para promover a participação de mais pessoas e empresas e alcançar um maior crescimento do PIB. Também defendeu maior eficiência do Sistema Financeiro Nacional (SFN), para permitir que a redução da necessidade de financiamento do Governo abra espaço para o investimento privado.

CMO
O senador Marcelo Castro foi, eleito, por aclamação, presidente da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional em 10 de abril. A comissão examina e emite parecer sobre o Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), a Lei Orçamentária Anual (LOA) e demais matérias orçamentárias.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Rastek
  • Paraiba
  • Espeto e Cia