Atualizada às 11h
Pelo menos 26 detentos da penitenciária mista Juiz Fontes Ibiapina, em Parnaíba (a 340 km de Teresina), cinco policiais militares e cinco policiais penais testaram positivo para a Covid-19. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual da Justiça (Sejus) nesta quinta-feira(11). O município de Parnaíba tem 1.110 casos confirmados com 21 mortes.

presidio penitenciaria prisao parnaiba2Ascom Sejus

No entanto, o Sindicato dos Policiais Penais do Piauí (Sinpoljuspi) afirma que em vez de cinco policiais penais, são dez, no qual um, Nilton Tubinambá, de 49 anos, morreu na última sexta-feira(05) e nove estão afastados.
Dos presos que estão positivos, 14 fazem parte dos quase 40, que trabalham na área administrativa da penitenciária e os outros 12 estavam em uma cela com 20 que foram testados, depois que dois se queixaram de sintomas gripais.

Até ontem(10), a Penitenciária Mista de Parnaíba tinha 573 presos, segundo o Sinpoljuspi.

De acordo com a Sejus, os presos apresentam sintomas leves e estão isolados após receberem atendimento médico. Os policiais foram afastados e também estão cumprindo os protocolos de isolamento.

A Sejus afirma que das 12 unidades prisionais em todo o Estado, somente a de Parnaíba tem casos da doença. No entanto, o Sinpoljuspi afirma que no presídio de São Raimundo Nonato (a 500km ao Sul de Teresina) há um preso que ontem testou positivo e um policial penal. E em Esperantina (a 180 km da capital), dois policiais penais também já tiveram a doença, mas já estão recuperados.

Ainda no mês de maio, dois presos da operação Delivery da Polícia Federal que haviam sido enviados para a penitenciária Irmão Guido também testaram positivos, mas não tiveram contato com os outros detentos e foram retirados do presídio.

Segundo a Sejus, eles foram liberados pela Justiça para cumprirem prisão domiciliar e passando menos de uma semana no sistema prisional.

Morte do policial penal
O policial penal Nilton Tupinambá, de 49 anos, morreu após ser internado um dia antes no Hospital Dirceu Arcoverde em Parnaíba. Ele havia trabalhado na quarta-feira(03) e saído do plantão na quinta pela manhã, quando começou a passar mal. O laudo do Lacen confirmou que Tupinambá possuía Covid-19.

A informação obtida pelo Cidadeverde.com é de que desde o dia 26 de maio ele estava com sintomas gripais que foram piorando com passar dos dias. Depois de pedir colegas para substituírem em dois plantões, ele foi trabalhar no dia 03 de junho, mesmo com dores e febre. E quando chegou na manhã do dia seguinte, em casa, foi levado para o hospital, onde morreu um dia depois.

A Sejus, no entanto, alega não ter recebido ainda nenhum laudo sobre o assunto.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Paçoka
  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Med Plan
  • Espeto e Cia