Foi pelo Decreto 2,723, assinado pelo Imperador Dom Pedro II, que foi fundada a Caixa Econômica, uma instituição que nasceu, a princípio, o banco dos pobres, ou “o cofre seguro das classes menos favorecidas”, conforme a definição do Visconde do Rio Branco. Com a instituição das Caixas, foi também institucionalizada a “poupança”, um mecanismo que tinha o objetivo de proteger o dinheiro das pessoas, além de gerar uma reserva permanente para o país.

 71761a41 ccd9 45ec affe ee04661f4062

No Brasil, o imperador D. Pedro II criou, em 12 de janeiro de 1861, a Caixa Econômica da Corte e deu a primeira oportunidade de bancarização para a maioria da população brasileira, justamente os desfavorecidos.

A CAIXA sempre esteve presente em todas as principais transformações da história do país, como mudanças de regimes políticos, processos de urbanização e industrialização, apoiando e ajudando o Brasil.

Com sua experiência acumulada, inaugurou, em 1931, operações de empréstimo por consignação para pessoas físicas; três anos depois, por determinação do governo federal, assumiu a exclusividade dos empréstimos sob penhor, o que extinguiu as casas de prego operadas por particulares.

 71017180 c947 4ffc 84ad 05628003f7c7

No dia 1º de junho do mesmo ano, foi assinada a primeira hipoteca para a aquisição de imóveis da Caixa do Rio de Janeiro.

Em 1986, a CAIXA incorporou o Banco Nacional de Habitação (BNH) e assumiu definitivamente a condição de maior agente nacional de financiamento da casa própria e de importante financiadora do desenvolvimento urbano, especialmente do saneamento básico. No mesmo ano, com a extinção do BNH, tornou-se o principal agente do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), administradora do FGTS e de outros fundos do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

Quatro anos depois, em 1990, iniciou ações para centralizar todas as contas vinculadas do FGTS, que, à época, eram administradas por mais de 70 instituições bancárias.

Desde o início, esteve sempre alinhada às necessidades da população. Também deu ao povo brasileiro a chance de sonhar com uma vida melhor, com as Loterias Federais, das quais detém o monopólio desde 1961.

 

O ano de 1969 foi um dos marcos na história da CAIXA. O Decreto-Lei Nº 759 daquele ano a constituiu como uma empresa pública e deu a ela diversas obrigações e deveres, com foco em serviços de natureza social, promoção da cidadania e do desenvolvimento do país. A história da Caixa se confunde com a história do Brasil moderno.

Hoje, enquanto alcança números superlativos – lucro recorde e 93 milhões de clientes –, o maior banco público da América Latina reafirma vocação primordial: ser uma instituição financeira destinada a combater desigualdades.

 

 

Fonte: Meio Norte